Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Antibióticos: 5 dúvidas comuns e antibióticos mais usados

O antibiótico é um tipo de medicamento que serve para combater bactérias sensíveis a determinados compostos, não tendo qualquer efeito no tratamento de doenças causadas por vírus, como gripes, resfriados, herpes ou HPV, por exemplo.

Ciprofloxacino, Ampicilina, Amoxicilina ou Azitromicina, são alguns exemplos de antibióticos de largo espectro, que eliminam a maior parte das bactérias. Estes antibióticos servem para tratar diversos tipos de infecções, como  infecção urinária, no ouvido, olhos, rins, pele, ossos, órgãos genitais, cavidade abdominal, articulações ou trato respiratório e digestivo, sinusite, furúnculos, úlceras infectadas, amigdalite, rinite, bronquite ou pneumonia, por exemplo. 

Qualquer antibiótico apenas deve ser tomado sob indicação médica, pois quando usados incorretamente os antibióticos podem eliminar também bactérias benéficas para o organismo, como as que vivem nos intestinos e na pele, causando o surgimento de problemas como candidíase, diarreia ou infecções de pele ou até pode tornar as bactérias mais resistentes, tornando o tratamento da doença mais difícil.

Antibióticos: 5 dúvidas comuns e antibióticos mais usados

Dúvidas comuns sobre os Antibióticos

1. Tomar antibióticos engorda? 

A maioria dos antibióticos não engorda, pois não existem efeitos colaterais que indiquem o ganho de peso ou o aumento de apetite. Porém, alguns antibióticos podem causar má digestão e excesso de gases, o que pode ser confundido com aumento de peso. 

2. Antibiótico corta o efeito do anticoncepcional?

Alguns antibióticos podem interferir com a eficácia do anticoncepcional oral, como a pílula anticoncepcional, sendo recomendado que utilize outros métodos contraceptivos durante e após o tratamento. Para saber se um antibiótico interfere ou não com o efeito da pílula anticoncepcional, deve conversar com o seu médico e consultar a bula do medicamento. Saiba mais sobre este efeito colateral em Antibiótico corta o efeito do anticoncepcional?

3. Preciso tomar a caixa de antibiótico até ao fim?

O antibiótico deve sempre ser tomado até ao fim ou durante o tempo que o médico indicar, mesmo quando existem sinais de melhoras passados 3 a 5 dias de tratamento. Isto porque, mesmo quando existem melhoras dos sintomas as bactérias responsáveis por causar a infecção podem não ter sido totalmente eliminadas, o que faz com que a infecção não tenha sido completamente curada. Além disso, a interrupção do tratamento também pode fazer com que as bactérias sobreviventes desenvolvam resistência aos compostos usados, o que pode fazer com que o antibiótico se torne ineficaz no futuro. 

4. Porque o antibiótico causa diarreia? 

A diarreia é um efeito colateral comum dos antibióticos, que surge devido ao efeito do antibiótico na flora intestinal. O que acontece é que os antibióticos são remédios que eliminam bactérias sensíveis a certos compostos, eliminando por isso tanto as bactérias más como as boas, o que provoca alterações no funcionamento do intestino. Saiba como combater a diarreia causada por antibióticos

5. O álcool corta o efeito do antibiótico?

O álcool não corta o efeito do antibiótico, mas pode diminuir a eficácia do medicamento. Isso por que o álcool tem efeito diurético, o que pode facilitar a saída do medicamento na urina e diminuir, assim, sua concentração na corrente sanguíneo, podendo não ser eficaz para o tratamento. Além disso, o uso de álcool e de antibiótico ao mesmo tempo pode sobrecarregar o fígado, pois ambos não metabolizados nesse órgão, dessa forma a biodisponibilidade do medicamento pode ser prejudicada. 

Por essas razões, normalmente os médicos recomendam que não haja uso de álcool durante o tratamento com antibiótico. Alguns antibióticos utilizados para tratar infecções ginecológicas, como o Metronidazol e o Tinidazol, não devem ser utilizados juntamento com álcool, por pode haver interação e surgimento de efeitos colaterais, como vômitos, mal-estar e dores abdominais. 

Antibióticos: 5 dúvidas comuns e antibióticos mais usados

Antibióticos mais Usados

Alguns dos antibióticos mais usados para o tratamento de infecções incluem: 

  • Ciprofloxacino: Com Cloridrato de ciprofloxacino em sua composição, também pode ser conhecido comercialmente como Cipro ou Cipro XR. É um remédio indicado para o tratamento de infeções no ouvido, olhos, rins, pele, ossos ou órgãos genitais, assim como para o tratamento de infeções generalizadas. As doses recomendadas deste antibiótico variam entre os 250 e os 1500 mg por dia, dependendo da gravidade da infeção a tratar. Leia a bula em Ciprofloxacino (Cipro)

  • Amoxicilina: Também pode ser conhecida pelo nome comercial Cibramox, e é indicada no tratamento de infecções urinárias, de ouvido ou respiratórias, amigdalite, sinusite ou vaginite. Este antibiótico pertence ao grupo das penicilinas e as doses recomendadas variam entre os 750 mg e os 1500 mg por dia, dependendo da gravidade da infeção a tratar. Saiba mais sobre a Amoxicilina

  • Ampicilina: Também pode ser conhecida pelos nomes comerciais Binotal ou Amplacilina e é um antibiótico geralmente indicado para o tratamento de infecções urinárias, respiratórias, digestivas, biliares ou bucais, por exemplo. Pertence ao grupo das penicilinas, sendo geralmente recomendadas doses que variam entre os 750 e os 1500 mg por dia. Leia a bula da Ampicilina

  • Azitromicina: Tem na sua composição Azitromicina Diidratada e também pode ser conhecida pelo nome comercial Zitromax, sendo geralmente indicada no tratamento da otite média, sinusite, rinossinusite, rinite, tonsilite, laringite, laringotraqueite, traqueobronquite, bronquite, broncopneumonia ou da pneumonia. Geralmente, são recomendadas doses que variam entre os 500 e os 1000 mg por dia, dependendo da gravidade da infeção a tratar. Saiba quais são as contra indicações e os efeitos colaterais da azitromicina. 

  • Cefalexina: Também pode ser conhecida pelos nomes comerciais Keflex, Keforal ou Keflaxina, sendo geralmente indicada no tratamento de infeções do trato respiratório, do trato geniturinário, da pele, dos tecidos moles, ósseas ou dentárias, sinusite bacteriana ou otite média. Geralmente, são recomendadas doses que variam entre os 750 e os 1500 mg por dia, dependendo da gravidade da infecção a tratar. Veja como tomar a Cefalexina

  • Tetraciclina: Com Cloridrato de Tetraciclina em sua composição, também pode ser conhecida como Tetracilil ou Tetrex. É um antibiótico que é geralmente indicado para o tratamento de infecções causadas por organismos sensíveis à tetraciclina, como brucelose, gengivite, gonorreia ou sífilis, por exemplo. Geralmente, as doses recomendadas variam entre os 1500 e as 2000 mg por dia. Veja a bula da Tetraciclina

É importante ter sempre em mente que todos os antibióticos devem ser tomados até ao final da caixa ou de acordo com as indicações dadas pelo médico, respeitando a duração do tratamento, mesmo quando são verificadas melhoras. Os horários das doses também devem ser sempre respeitados, para garantir que o tratamento tenha o efeito desejado. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...