Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Afta na língua: como curar mais rápido e principais causas

Uma boa forma de curar uma afta na língua mais rápido é escovar os dentes e usar um enxaguante bucal sem álcool, pelo menos 3 vezes ao dia, pois devido à propriedade antisséptica do enxaguante bucal, é possível eliminar uma maior quantidade de microrganismos e, assim, eliminar a afta mais rapidamente.

Aplicar uma pedrinha de gelo diretamente sobre a afta dolorida também é uma excelente forma de anestesiar a língua para conseguir comer, por exemplo. Outras estratégias naturais que podem ajudar a cura a afta rapidamente são aplicar o óleo de malaleuca diretamente sobre a afta, manter um cravinho-da-índia na boca ou tomar diariamente 1 colher de mel com extrato de própolis, por exemplo.

Assista as dicas da nutricionista para se livrar da afta de forma natural:

Como eliminar AFTA rapidamente

1.4 milhões visualizações

Remédios para afta

O tratamento da afta consiste no alívio dos sintomas, sendo útil o uso de remédios caseiros, mas em alguns casos pode-se usar até mesmo remédios analgésicos de uso tópico, anti-inflamatórios e antibióticos, sob orientação médica.

Um bom remédio de farmácia é a pomada chamada Omcilon Orabase mas aplicar o ácido hialurônico 0,2% reduz imediatamente a dor. Anti-inflamatórios como o Amlexanox 5% em forma de película para aplicar diretamente sobre a afta também é uma boa opção.

Embora seja raro, nos casos em que a pessoa apresenta muitas aftas, que comprometem sua alimentação e qualidade de vida, o médico pode ainda receitar o uso de talidomida, dapsona e colchicina, por exemplo, sempre verificando mensalmente a dosagem por causa dos efeitos colaterais que podem causar.

Veja 5 estratégias infalíveis para curar a afta rapidamente.

Afta na língua: como curar mais rápido e principais causas

Quanto tempo dura

As aftas geralmente desaparecem espontaneamente entre 7 e 10 dias, não deixando cicatrizes, no entanto se tiverem mais de 1 centímetro de diâmetro, podem demorar mais tempo para cicatrizar. Além disso, quando surgem de forma frequente é importante que sejam investigadas porque o aparecimento de aftas frequentes pode ser sinal de alguma doença, sendo importante que o médico solicite exames para que se chegue ao diagnóstico e se possa iniciar o tratamento adequado.

O que é afta

A afta, cientificamente chamada de estomatite aftosa, é uma pequena lesão arredondada que pode surgir em qualquer local da boca, como língua, lábio, bochecha, céu da boca ou, até mesmo, na garganta, causando muita dor e dificuldade para comer e falar. As lesões podem ser pequenas e muito redondinhas ou ovais e terem cerca de 1 cm de diâmetro. 

Elas podem surgir de forma única, sendo o mais comum, mas também podem ocorrer várias ao mesmo tempo. Toda pessoa terá pelo menos um ou dois episódios de aftas ao longo da vida. Mas certas pessoas apresentam aftas com muita frequência, havendo o surgimento de uma nova afta a cada 15 dias, durante cerca de 1 ano, o que precisa de investigação médica.

Conheça as principais causas de afta frequente.

O que causa

A afta se manifesta através de uma pequena lesão esbranquiçada, de forma circular ou oval, que é circundada por um 'anel' avermelhado, que provoca intensa dor e dificuldade para comer, falar e engolir. Embora raro, pode haver febre, aumento das glândulas do pescoço e uma sensação de mal-estar generalizado, embora na maior parte das vezes o sintoma principal seja a dor no local.

As aftas podem surgir em pessoas de todas as idades, inclusive em bebês e apesar de não se saber exatamente o que causa afta alguns fatores parecem estar envolvidos, como:

  • Mordida na língua;
  • Comer alimentos cítricos como kiwi, abacaxi, limão;
  • Alteração do pH da boca, que pode ser causado pela má digestão;
  • Carência de vitaminas; 
  • Alergia a alimentos;
  • Uso de aparelho nos dentes;
  • Estresse;
  • Doença auto-imune.

O enfraquecimento do sistema imune também pode favorecer o aparecimento de aftas, sendo, por isso, comum que pessoas com AIDS ou câncer, por exemplo, tenham aftas com mais frequência.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem