Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Segundo trimestre - 13ª a 24ª semanas de gestação

Durante o segundo trimestre, que engloba a 13ª até a 24º semana de gestação, o risco de aborto espontâneo diminui para 1%, assim como o risco de mal formação do sistema nervoso, por isso a partir de agora é normal que a mulher fique mais tranquila e possa curtir mais a sua gravidez. 

A 13ª semana é uma das mais escolhidas pelos pais para dar a boa notícia da gravidez a toda família e amigos, porque nessa fase o bebê se desenvolve muito rápido o bebê passa dos 5 para 28 cm, aproximadamente, e a barriguinha começa a ser notada.

Muitas vezes o segundo trimestre é chamado de lua de mel da gravidez porque a barriga não é pequena que ninguém percebe que está lá um bebê, mas também não é tão grande ao ponto de se tornar desconfortável. 

Segundo trimestre - 13ª a 24ª semanas de gestação

Exames e cuidados do 2º trimestre

Um dos exames mais importantes dessa fase é a translucência nucal para saber se o bebê tem Síndrome de Down ou outras doenças genéticas. O ultrassom e os exames de sangue são os mais solicitados e ajudam a identificar a diabetes gestacional, e como o bebê está se desenvolvendo. Mas a amostra de vilosidades coriônicas e Amniocentese são outros exames que também podem ser pedidos, se o médico desconfiar que existe alguma alteração que deve ser investigada.

A visita ao dentista também é importante para verificar se há gengivite, que é uma situação muito comum na gravidez, que consiste em sangramento da gengiva ao escovar os dentes ou usar o fio dental. Além disso, o dentista irá avaliar se existem cáries ou outros problemas dentários que necessitam de tratamento, porque podem interferir com a gravidez.

Veja a lista completa de todos os exames do 2º trimestre.

Sinais de alerta para ir ao médico

É importante ligar para o obstetra ou ir diretamente para o pronto-socorro do hospital caso apresente algum destes sintomas:

  • Febre acima de 37.5º C;
  • Dor abdominal intensa ou constante, que não alivia com o descanso;
  • Sangramento pela vagina;
  • Dor de cabeça e visão turva;
  • Vômitos;
  • Corrimento vaginal que não seja transparente;
  • Ardência ou dor ao urinar;
  • Coceira na vagina;
  • Deixar de sentir o bebê mexer.

Estes sinais e sintomas podem indicar candidíase, infecção urinária ou a presença de complicações, como doenças, pré-eclâmpsia ou problemas na placenta e por isso deve-se buscar ajuda médica para saber como lidar com cada situação.

Segundo trimestre - 13ª a 24ª semanas de gestação

Como aliviar os desconfortos mais comuns do 2º trimestre

Apesar do desconforto do início da gravidez se tornarem menos evidentes, ainda existem algumas situações que a mulher deve enfrentar como:

  • Coceira na barriga: Acontece devido ao crescimento do bebê. O mais indicado é hidratar muito bem a pele dos seios, coxas e barriga para evitar a formação de estrias e a pele ressecada. Podem ser usados cremes hidratantes ou óleos vegetais para manter a saúde e integridade da pele.

  • Vontade de urinar: Aumenta a vontade de urinar devido à pressão do útero sobre a bexiga. Nessa fase vá ao banheiro sempre que sentir necessidade, pois reter a urina aumenta o risco de infecção urinária.

  • Desconforto abdominal: À medida que o bebê cresce, os músculos da barriga distendem, podendo causar dor e sensação de peso. Para melhorar o bem-estar, repouse e use uma cinta adequada para suportar o peso da barriga. Saiba o que fazer quando sentir dor abdominal na gravidez.

  • Congestão nasal: As alterações hormonais e o aumento do volume de sangue podem causar a sensação de nariz entupido. Use para aliviar uma solução salina ou mesmo o soro fisiológico nas narinas.

  • Calor e transpiração: A temperatura corporal da grávida é superior ao normal. Para contornar a sensação de calor prefira roupas leves e beba líquido em abundância. Veja qual a melhor roupa para a grávida manter-se bonita e confortável.

Como se preparar para a chegada do bebê 

Quando tiver passado das 20 semanas de gestação, pode começar a se preparar para o nascimento e por isso poderá frequentar as aulas de preparação para o parto, onde são feitos exercícios pélvicos que ajudam tanto no parto normal, como na recuperação da cesariana. Além disso, pode ler livros e revistas sobre como cuidar do bebê, como dar banho, como amamentar e colocar o bebê para dormir.

Essa também é uma boa fase para preparar o quarto do bebê, porque no final da gravidez, o peso da barriga poderá dificultar as idas à lojas para comprar os produtos que o bebê irá precisar quando nascer. 

Também poderá começar a se preparar para o chá de bebê e decidir se irá pedir apenas fraldas ou outros ítens necessários para sua família e amigas mais próximas. Essa é uma data especial, que as gestantes guardam com muito carinho. Se optar pelo chá de fraldas, use nossa calculadora para saber quantas fraldas poderá pedir, e quais os tamanhos mais indicados para cada fase:

kg
Erro
Erro
Erro
Erro
Imagem que indica que o site está fazendo loading

Mais sobre este assunto:
Carregando
...