Endometriose tem cura? Principais opções de tratamento

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
novembro 2021

A endometriose é uma doença crônica do sistema reprodutor feminino que não tem cura, mas que pode ser controlada através de um tratamento adequado e bem orientado por um ginecologista. Assim, desde que se faça consultas regulares no médico e se siga todas as orientações, na maioria dos casos, é possível melhorar bastante a qualidade de vida e aliviar todos os desconfortos.

Os tipos de tratamentos mais utilizados são o uso de remédios e a realização de cirurgia, mas o regime terapêutico pode variar de acordo com a mulher, sendo que geralmente o médico escolhe o tratamento após avaliar alguns fatores, como:

  • Idade da mulher;
  • Intensidade dos sintomas;
  • Vontade para ter filhos.

Por vezes, o médico pode iniciar um tratamento e depois mudar para outro, de acordo com a resposta do corpo da mulher. Por essa razão, é muito importante fazer consultar regulares para garantir os melhores resultados. Saiba mais sobre todas as opções de tratamento para endometriose.

Geralmente, na menopausa, a progressão da endometriose diminui, já que há diminuição dos hormônios femininos e consequente escassez da menstruação. Este fator associado a uma correta abordagem da doença pode representar uma "quase cura" da endometriose para muitas mulheres.

Opções de tratamento para endometriose

As opções de tratamento normalmente variam mais de acordo com a vontade de ter filhos, podendo ser divididas em 2 tipos principais:

1. Mulheres jovens que desejam ter filhos

Nestes casos, o tratamento normalmente inclui o uso de:

  • Anticoncepcionais orais;
  • Medicamentos hormonais como o Zoladex;
  • DIU Mirena;
  • Cirurgia de retirada dos focos de endometriose.

A cirurgia de endometriose é feita por videolaparoscopia que consegue remover o tecido sem a necessidade da retirada dos órgãos envolvidos e/ou da cauterização dos pequenos focos de endometriose.

Quanto aos medicamentos hormonais, quando a mulher desejar engravidar, pode deixar de os tomar, e então, iniciar as tentativas. Apesar destas mulheres terem um risco maior de aborto, suas chances de engravidar tornam-se semelhantes a de uma mulher saudável. Veja como se pode engravidar com endometriose.

2. Mulheres que não desejam ter filhos

No caso de mulheres que não pretendem engravidar o tratamento de escolha geralmente é a cirurgia para remoção de todo o tecido endometrial e dos órgãos afetados. Em alguns casos após a remissão da doença, com o passar dos anos a endometriose pode retornar e atingir outros órgãos, sendo necessário reiniciar o tratamento. Veja como é feita a cirurgia para endometriose.

Assista o vídeo com a Dra. Helizabet Ribeiro, ginecologista especializada em endometriose que esclarece todas as dúvidas sobre a essa doença:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em novembro de 2021. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • ESHRE. Information for women with endometriosis - Patient version of the ESHRE Guideline on management of women with endometriosis. 2014. Disponível em: <https://www.eshre.eu/-/media/sitecore-files/Guidelines/Endometriosis/ESHRE-ENDOMETRIOSIS-GUIDELINE_Patient-version_FINAL.pdf?la=en&hash=52A8A838A070CAF508B43C65DE5D0BEEF1B8438F>. Acesso em 07 out 2019
  • ENDOMETRIOSIS UK. Endometriosis - Treatment options. 2010. Disponível em: <https://www.endometriosis-uk.org/sites/default/files/files/Information/Treatment-information-pack.pdf>. Acesso em 07 out 2019
Mostrar bibliografia completa
  • NHS. Endometriosis: Treatment. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/endometriosis/treatment/>. Acesso em 07 out 2019
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.