Endometriose na bexiga: o que é, sintomas e tratamento

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
agosto 2021

A endometriose na bexiga é uma doença na qual o tecido do endométrio cresce fora do útero, neste caso específico, nas paredes da bexiga. Porém, ao contrário do que acontece no útero, em que esse tecido é eliminado na menstruação, o endométrio que está nas paredes da bexiga não tem para onde ir, gerando sintomas como dor na bexiga, queimação ao urinar ou vontade frequente para urinar, especialmente durante a menstruação.

A ocorrência de endometriose no trato urinário é rara, sendo encontrada em 0,5% a 2% de todos os casos e, normalmente acontece em mulheres na idade fértil.

A endometriose na bexiga não tem cura, no entanto, o tratamento com cirurgia ou remédios hormonais pode ajudar a aliviar os sintomas, especialmente em mulheres com manifestações muito intensas da doença.

Principais sintomas

Os sintomas de endometriose na bexiga são pouco específicos, sendo muitas vezes confundidos com as dores do período menstrual. Eles incluem:

  • Desconforto ao urinar;
  • Dor na região pélvica, nos rins ou na região da bexiga, que piora com a menstruação;
  • Relações sexuais dolorosas;
  • Idas mais frequentes ao banheiro para urinar;
  • Presença de pus ou sangue na urina, especialmente durante a menstruação;
  • Cansaço excessivo;
  • Febre persistente abaixo de 38ºC.

Quando existem estes sintomas, mas não são identificadas infecções nas vias urinárias, o médico pode desconfiar de endometriose e, por isso, podem ser pedidos exames como videolaparoscopia para procurar o tecido endometrial nas paredes da bexiga, confirmando o diagnóstico.

Se acha que pode ter endometriose, indique os seus sintomas para saber quais as chances:

  1. 1.Dor intensa na região pélvica e que piora durante a menstruação
  2. 2.Menstruação abundante
  3. 3.Cãibras durante a relação sexual
  4. 4.Dor ao urinar ou defecar
  5. 5.Diarreia ou prisão de ventre
  6. 6.Fadiga e cansaço excessivo
  7. 7.Dificuldade para engravidar

Confira outros 7 sintomas de que pode estar com endometriose.

Como confirmar o diagnóstico

A videolaparoscopia para endometriose na bexiga é um exame muito utilizado para diagnosticar a doença, onde são observados os órgãos pélvicos, inclusive a bexiga e os ureteres à procura de implantes, nódulos ou aderências provocadas pela endometriose.

No entanto, antes deste exame, o médico pode tentar identificar alguma alteração através de exame menos invasivos como ultrassom pélvico ou ressonância magnética, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O tratamento para endometriose na bexiga depende da idade, desejo de ter filhos, intensidade dos sintomas e da gravidade das lesões. No entanto, as condutas mais utilizadas são:

  • Terapia hormonal, com remédios semelhantes à pílula, que diminuem a produção de endométrio na bexiga;
  • Cirurgia para retirada total ou parcial da bexiga, podendo ou não ser necessário retirar um ou os dois ovários;
  • Ambos os tratamentos, dependendo da gravidade da doença.

As consequências da endometriose na bexiga quando não tratada da forma correta, são a ocorrência de problemas urinários mais graves no futuro, como obstrução ou incontinência urinária.

Endometriose na bexiga pode causar infertilidade?

Geralmente a endometriose na bexiga não afeta a fertilidade da mulher, porém, como existe um risco aumentado de também ter endometriose nos ovários, algumas mulheres podem apresentar uma dificuldade maior para engravidar, mas que apenas está relacionada com a alteração nos ovários. Saiba mais sobre este tipo de endometriose.

Assista o vídeo com a Dra. Helizabet Ribeiro, ginecologista especializada em endometriose que esclarece todas as dúvidas sobre a essa doença:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em agosto de 2021. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • ENDOLINK MAGAZINE. FOCUS: Endometriosis & The Bladder. 2012. Disponível em: <https://www.endometriosis-uk.org/sites/default/files/files/Information/EndoLink/endolink_endo_bladder.pdf>. Acesso em 07 out 2019
  • MAGGIORE, Umberto L. R. et al.. Bladder Endometriosis: A Systematic Review of Pathogenesis, Diagnosis, Treatment, Impact on Fertility, and Risk of Malignant Transformation. European Association of Urology. 790-807, 2017
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.