Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Endometriose no ovário (endometrioma): Sintomas e Tratamento

A endometriose ovariana, também chamada de endometrioma, se deve a presença de tecido endometrial, glândulas endometriais ou estroma, tecidos que só deveriam estar dentro do útero, recobrindo também o ovário. O médico pode descobrir que a mulher tem endometriose no ovário através da ultrassonografia transvaginal ou pélvica, que detecta principalmente um cisto no ovário com mais de 2 cm, cheio de líquido escuro. 

Normalmente, quando a mulher possui endometriose no ovário, também possui endometriose no intestino, sendo esta situação considerada por endometriose profunda, já que o tecido se espalhou por diversas áreas. Praticamente não existem casos de endometrioma isolado, pois sempre existem outros locais afetados. 

Endometriose no ovário (endometrioma): Sintomas e Tratamento

Sintomas de endometrioma

O endometrioma é considerada uma alteração benigna, no entanto podem aparecer sinais e sintomas que podem ser desconfortáveis para a mulher e ser indicativo de endometriose no ovário, como:

  • Dificuldade para engravidar, mesmo após 6 meses à 1 ano de tentativas;
  • Cólica muito forte durante a menstruação;
  • Sangue nas fezes, especialmente durante a menstruação;
  • Dor durante o contato íntimo.

O diagnóstico é feito pelo ginecologista com base no exame de toque vaginal e em exames de imagem, como o ultrassom transvaginal, em que deve ser realizado o esvaziamento do intestino anteriormente, ou através da ressonância magnética. Estes exames irão evidenciar os locais afetados, o que determina o tratamento.

Tratamento para endometriose no ovário

O tratamento vai depender da idade da mulher, desejo reprodutivo, sintomas apresentados e extensão da doença. Nos casos em que o tecido tem menos de 3 cm o uso de medicamentos pode ser eficaz, reduzindo os sintomas, mas nos casos mais graves, com cisto com mais de 4 cm é indicada a cirurgia por laparoscopia para fazer uma raspagem do tecido endometrial ou mesmo a remoção dos ovários.

O endometrioma não desaparece sozinho, nem com o uso da pílula anticoncepcional, mas estas podem diminuir o risco de desenvolvimento de um novo endometrioma após a sua remoção através da cirurgia.

Em alguns casos, o ginecologista também pode indicar o uso de alguns medicamentos para aliviar os sintomas e evitar a progressão do endometrioma, no entanto essa indicação é feita com mais frequência para mulheres que já encontram-se na menopausa.

O endometrioma pode atrapalhar a gravidez?

Como há o comprometimento do ovário, a quantidade de óvulos produzidos torna-se mais reduzida, o que faz com que a fertilidade da mulher seja prejudicada. As chances de gravidez na mulher com endometrioma diminuem a cada mês de acordo com a evolução da doença. Além disso, o médico pode indicar a cirurgia para remover este tecido, principalmente quando a doença já encontra-se mais avançada, mas a própria cirurgia pode interferir negativamente no ovário, prejudicando a fertilidade da mulher. 

Assim, o médico pode recomendar que a mulher inicie as tentativas de engravidar o quanto antes, ou poderá indicar a técnica de congelamento de óvulos, para que no futuro a mulher possa decidir se quer fazer a inseminação artificial e ter filhos.

Endometrioma pode virar câncer? 

Raramente um endometrioma pode virar câncer, apesar de poder acontecer, o número de mulheres afetadas é muito reduzido. Além disso não é qualquer endometrioma que pode virar câncer, somente o endometrioma atípico, que pode estar relacionado no desenvolvimento do câncer de endométrio ou câncer de células claras. Assim, mais de 95% das mulheres com endometrioma não terão câncer. 


Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE REPRODUÇÃO ASSISTIDA. Endometriose X Endometrioma. Link: <sbra.com.br>. Acesso em 09 Out 2019
  • FERNANDES, Luís Flávio C. Caracterização morfológica da endometriose ovariana. Tese de Doutorado, 2015. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem