Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Sarcoma e principais tipos

Atualizado em Julho 2019

O sarcoma é um tipo de tumor raro que pode envolver, a pele, ossos, órgãos internos e tecidos moles, como músculos, tendões e gordura, por exemplo. Há vários tipos de sarcoma, que podem ser classificados de acordo com o local em que tem origem, como por exemplo o lipossarcoma, que tem origem no tecido adiposo, e o osteossarcoma, que tem origem no tecido ósseo.

Os sarcomas podem facilmente invadir outros locais ao redor do seu lugar de origem, o que torna o tratamento mais difícil e compromete a qualidade de vida da pessoa. Por isso, é importante que o diagnóstico seja feita de forma precoce e, assim, possa ser estabelecido o tratamento de acordo com o tipo de sarcoma, sendo normalmente indicada cirurgia para remoção do sarcoma e, em alguns casos, realização de sessões de quimio ou radioterapia.

O que é Sarcoma e principais tipos

Principais tipos de sarcoma

Há diversos tipos de sarcomas que são classificados de acordo com o seu local de origem. Os principais tipos são:

  • Sarcoma de Ewing, que pode surgir nos ossos ou nos tecidos moles e é mais frequente em crianças e adultos jovens, até os 20 anos. Entenda o que é o sarcoma de Ewing;
  • Sarcoma de Kaposi, que acomete os vasos sanguíneos, leva ao aparecimento de lesões vermelhas na pele e está associado à infecção pelo Herpesvírus humano tipo 8, o HHV8. Saiba reconhecer os sintomas do Sarcoma de Kaposi;
  • Rabdomiossarcoma, que se desenvolve nos músculos, tendões e tecido conjuntivo, sendo mais frequente em jovens até 18 anos. Conheça os sintomas do Rabdomiossarcoma;
  • Osteossarcoma, em que há o comprometimento dos ossos;
  • Leiomiossarcoma, que se desenvolve nos locais em que há músculo liso, podendo ser no abdômen, braços, pernas ou útero, por exemplo;
  • Lipossarcoma, cujo desenvolvimento tem início nos locais em que há tecido adiposo.

Nos estágios iniciais do sarcoma normalmente não existem sinais ou sintomas, no entanto à medida de o sarcoma cresce e infiltra outros tecidos e órgãos podem surgir sintomas que variam com o tipo de sarcoma. Assim, pode ser notado o crescimento de um nódulo em determinada região do corpo que pode ou não ter dor, dor abdominal que piora ao longo do tempo, presença de sangue nas fezes ou no vômito, por exemplo.

O desenvolvimento do sarcoma é raro, no entanto acontece mais facilmente em pessoas que possuem doenças genéticas, como a Síndrome de Li-Fraumeni e a Neurofibromatose do tipo I, realizaram tratamento com quimioterapia ou radioterapia ou possuem infecção pelo vírus HIV ou pelo Herpesvírus humano tipo 8.

Como é feito o diagnóstico e tratamento

O diagnóstico do sarcoma é feito pelo clínico geral ou oncologista a partir de exames de imagem, como ultrassonografia ou tomografia. Caso seja verificada qualquer sinal de alteração, o médico pode recomendar a realização de uma biópsia, em que uma amostra do possível sarcoma é removida e enviada para o laboratório para análise. A observação microscópica do material coletado permite dizer se corresponde a um sarcoma, o seu tipo e o grau de malignidade. Dessa forma, o médico pode indicar o melhor tratamento.

A identificação do tipo do sarcoma é importante para que se possa indicar o tratamento, pois os sarcomas não respondem da mesma forma. Ou seja, há alguns tipos de sarcoma, como o sarcoma alveolar, por exemplo, em que há comprometimento dos alvéolos pulmonares, que não responde bem à quimioterapia, sendo necessária a realização de tratamentos mais específicos.

O tratamento normalmente é iniciado por meio da remoção cirúrgica do sarcoma e é seguido pela realização de sessões de quimio e radioterapia de acordo com o tipo de sarcoma identificado. É importante que o diagnóstico e tratamento sejam feitos o mais breve possível, pois caso o sarcoma infiltre os órgãos e tecidos que encontram-se ao seu redor, a cirurgia torna-se mais complicada.


Bibliografia

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem