Alergia na pele: sintomas, causas, tipos e tratamento

outubro 2022
  1. Sintomas
  2. Tipos
  3. Causas
  4. Tratamento

A alergia na pele é uma reação inflamatória que surge devido a uma resposta exagerada do sistema imunológico a substâncias, como desodorante, látex, pelo de animais, alimentos, sol ou frio, ou picadas de insetos, levando ao surgimento de sintomas como vermelhidão, coceira e bolinhas brancas ou avermelhadas na pele de qualquer região do corpo, como mãos, pés, face, braços, axilas, pescoço, pernas, costas ou barriga, por exemplo.

Existem diferentes tipos de alergia na pele, como urticária, dermatite de contato, ou dermatite atópica, por exemplo, que podem ser controladas evitando a exposição às substâncias que as desencadeiam, ou realizando o tratamento com o uso de remédios anti-histamínicos ou corticoides, na forma de comprimidos ou pomadas, indicados pelo dermatologista ou alergologista. 

Em casos graves de alergia na pele, podem surgir sintomas de anafilaxia, como inchaço na boca, língua ou garganta, dificuldade para respirar, devendo-se procurar o pronto socorro mais próximo imediatamente, pois pode colocar a vida em risco. Nestes casos, normalmente são administrados remédios aplicados diretamente na veia ou no músculo, por exemplo. Veja como é feito o tratamento da anafilaxia

Sintomas de alergia na pele

Os principais sintomas de alergia na pele são:

  • Coceira intensa;
  • Vermelhidão;
  • Descamação;
  • Irritação;
  • Manchas avermelhadas 
  • Bolinhas brancas;
  • Ressecamento da pele;
  • Crostas ou casquinhas;
  • Sensação de ardor ou queimação;
  • Alteração da sensibilidade da pele.

Estes sintomas podem aparecer poucos minutos ou até horas após o contato com o alérgeno, sendo importante, lavar a pele com água abundante e sabão com pH neutro assim que surgem os sintomas. 

Nos casos mais graves e menos comuns, a alergia na pele pode também levar ao aparecimento de sintomas graves de reação anafilática ou anafilaxia, como inchaço nos olhos e boca, dificuldade para respirar e desconforto na garganta, sendo nestes casos muito importante procurar atendimento médico imediatamente ou o pronto-socorro mais próximo, pois pode colocar a vida em risco.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da alergia na pele é feito pelo dermatologista ou alergologista através da avaliação dos sintomas, exames de sangue ou o teste de alergia, que é realizado no consultório médico aplicando diferentes substâncias na pele, para verificar o surgimento dos sintomas. Veja como é feito o teste de alergia.  

Tipos de alergia na pele

Os principais tipos de alergia na pele são:

1. Urticária

A urticária é um tipo de alergia na pele, que pode ser causada por picadas de inseto, medicamentos, alergias a alimentos, como amendoim, ovo ou frutos do mar, alergia ao tecido da roupa, pólen, látex, suor, ou variações de temperatura, como calor ou frio extremo, por exemplo. Veja outras causas da urticária.  

Normalmente, os sintomas da urticária duram até 24 horas, desaparecendo sem deixar marcas ou cicatrizes. Porém, as manchas na pele podem voltar a surgir em outras partes do corpo, mantendo-se por cerca de 6 semanas, sendo este tipo de urticária chamada de urticária crônica. 

2. Dermatite de contato

A dermatite de contato é um tipo de alergia na pele que surge após o contato com alguma substância ou objeto irritante, como cosméticos, perfumes, sabonete, produto de limpeza, bijuteria, planta ou poeira, por exemplo. 

Além disso, a dermatite de contato também pode ser causada pelas fezes ou urina, sendo comum em bebês. Confira outras causas da dermatite de contato

3. Dermatite atópica

A dermatite atópica, também conhecida como eczema atópico, é uma reação alérgica crônica da pele, mais comum em bebês e crianças com até 5 anos, mas também pode ocorrer em adultos, geralmente causada por várias fatores, como frio ou calor, fumaça, poluição, detergentes e sabão de lavar roupa muito concentrados e contato com tecidos sintéticos, por exemplo.

Esse tipo de alergia na pele é mais comum nas dobras dos braços e joelhos, mas também pode surgir nas bochechas e próximo às orelhas dos bebês, ou no pescoço, mãos e pés em adultos. Saiba identificar a dermatite atópica

4. Rash cutâneo

O rash cutâneo, também conhecido como exantema, pode surgir devido ao contato com substâncias irritantes, como detergentes, borracha ou látex ou até mesmo por infecções virais como dengue ou Zika. Veja outras causas do rash cutâneo.

Conheça melhor sobre a alergia na pele no vídeo a seguir:

Possíveis causas

A alergia na pele pode ter diversas causas, que incluem:

  • Picadas de insetos;
  • Calor ou frio extremos;
  • Suor;
  • Bijuteria;
  • Medicamentos, como antibióticos, fenitoína, carbamazepina ou lamotrigina; 
  • Alimentos, como amendoim, ovo, frutos do mar;
  • Plantas ou pelos de animais;
  • Poeira ou poluição;
  • Roupas, cintos ou a alguns tipos de tecido, como lã ou jeans;
  • Produtos de limpeza, como detergente ou sabão de lavar roupa;
  • Materiais, como látex ou borracha; 
  • Substâncias irritantes, como produtos de beleza e cosméticos, maquiagem, perfume, shampoo, desodorante, gel de banho, sabonete, cera ou mesmo ao creme depilatório.

A alergia na pele pode manifestar-se causando diversos sintomas, sendo muito importante conseguir identificar sua causa para que esta possa ser evitada.

Como é feito o tratamento

O tratamento da alergia na pele deve ser feito com orientação do dermatologista ou alergologista, e varia de acordo com a causa, o tipo de alergia na pele e intensidade dos sintomas.

Os principais tratamentos para alergia na pele que podem ser indicados pelo médico são:

1. Uso de pomadas

As pomadas para alergia na pele que podem ser indicadas pelo médico são:

  • Corticoides, como a hidrocortisona ou mometasona;
  • Anti-histamínicos, como maleato de dexclorfeniramina;
  • Imunossupressores, como o pimecrolimo ou tacrolimo.

Essas pomadas ajudam a reduzir a inflamação na pele, aliviando os sintomas como coceira, vermelhidão ou inchaço na pele.

2. Uso de comprimidos

Os comprimidos para alergia na pele geralmente são indicados pelo médico quando o uso de pomadas não foi eficaz para melhorar os sintomas.

Geralmente, os comprimidos mais indicados são os antialérgicos, como a loratadina, cetirizina ou hidroxizina, ou corticoides, como a prednisona ou prednisolona. Além disso, dependendo do tipo de alergia na pele, podem ser indicados o uso de imunossupressores, como ciclosporina, azatioprina, micofenolato ou metotrexato, por exemplo.

Esses remédios também podem ser indicados na forma de xaropes ou gotas, devendo ser usados somente com indicação médica.

3. Hidratantes 

Os hidratantes podem ser indicados pelo médico para hidratar e manter a umidade da pele, aliviar o ressecamento, a sensação de pele áspera, a coceira ou irritação da pele.

Os hidratantes mais recomendados para alergia na pele são aqueles sem perfume, neutros e que possuem maior quantidade de óleos, como Loção Corporal Hidratante Fisiogel AI Stiefel, Stelatopia Mustela Bebê creme hidratante infantil ou Loção Infantil Hidratante HidraKids Biolab, devendo ser aplicados logo após o banho, com a pele ainda úmida.

Opções de remédios caseiros 

Algumas opções de remédios caseiros para alergia na pele são cremes ou loções com ação calmante como camomila ou alfazema, para aliviar o desconforto e acalmar a irritação na pele, ajudando também a manter a sua hidratação

Além disso, a água termal também é uma excelente opção para usar nestas situações, pois hidrata a pele e reduz a coceira e a irritação. Conheça outros remédios caseiros para tratar a alergia na pele.  

O uso destes, ou de qualquer outro remédio caseiro, não deve substituir os remédios indicados pelo médico, sendo apenas uma forma de ajudar a aliviar mais rapidamente os sintomas.

Alergia na pele é mais comum na gravidez?

A alergia na pele na gravidez pode acontecer devido às alterações hormonais e do sistema imune que ocorrem naturalmente durante este período, o que pode deixar a grávida mais sensível ao surgimento de uma alergia na pele indesejada.

Nestes casos, é recomendado que tente acalmar a pele com cremes ou loções que ajudam a aliviar o desconforto e a irritação na pele, sendo recomendado que consulte o dermatologista ou alergologista logo que possível.

Geralmente, a alergia na pele na gravidez não prejudica o bebê, porém se os sintomas da alergia forem intensos é recomendado ir no pronto socorro ou hospital.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em outubro de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em dezembro de 2021.

Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Fotossensibilidade. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/fotossensibilidade/8/>. Acesso em 17 fev 2020
  • NHS. Food allergy. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/food-allergy/>. Acesso em 17 fev 2020
Mostrar bibliografia completa
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Dermatite de contato. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/dermatite-de-contato/2/>. Acesso em 17 fev 2020
  • ANTUNES, Adriana A. et al. Guia prático de atualização em dermatite atópica - Parte I: etiopatogenia, clínica e diagnóstico. Arq Asma Alerg Imunol. Vol.1, n.2. 131-156, 2017
  • AMERICAN ACADEMY OF ALLERGY, ASTHMA & IMMUNOLOGY.. Drug Allergy. Disponível em: <https://www.aaaai.org/conditions-and-treatments/allergies/drug-allergy>. Acesso em 17 fev 2020
  • ROSMANINHO, Isabel; MOREIRA, Ana; SILVA, José P. M. Dermatite de contacto: revisão da literatura. Rev Port Imunoalergologia. Vol.24, n.4. 197-209, 2016
  • UNIVALI. Reações adversas a cosméticos e o profissional da estética. 2010. Disponível em: <http://siaibib01.univali.br/pdf/Ana%20Ang%C3%A9lica%20Candiotto,%20Ana%20Fl%C3%A1via%20Freire%20Wayhs.pdf>. Acesso em 17 fev 2020
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.

Tuasaude no Youtube

  • 6 causas de COCEIRA e como tratar - com Dr. Aline Bressan Dermatologista

    08:27 | 21728 visualizações