Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de lipossarcoma e como é o tratamento

O lipossarcoma é um tumor raro que se inicia no tecido gorduroso do corpo, mas que pode facilmente se espalhar para outras partes moles, como os músculos e a pele. Por apresentar muita facilidade em voltar a surgir no mesmo local, mesmo depois de removido, ou de se espalhar para outros locais, este tipo de câncer é considerado maligno.

Embora possa surgir em qualquer parte do corpo que tenha uma camada de gordura, o lipossarcoma é mais frequente nos braços, pernas ou no abdômen, e acontece principalmente em pessoas mais velhas.

Por ser um câncer maligno, o lipossarcoma deve ser identificado o mais precocemente possível para que o tratamento tenha maiores chances de sucesso. O tratamento pode envolver a retirada do tumor através de cirurgia, assim como uma combinação de radioterapia e quimioterapia.

Sintomas de lipossarcoma e como é o tratamento

Sintomas de lipossarcoma

Os sinais e sintomas do lipossarcoma podem variar de acordo com o local afetado:

1. Nos braços e pernas

  • Aparecimento de um nódulo debaixo da pele;
  • Dor ou sensação de dolorido na região do nódulo;
  • Inchaço em algum local da perna ou braço;
  • Sensação de fraqueza ao movimentar o membro afetado.

2. No abdômen

  • Dor ou desconforto abdominal;
  • Inchaço na barriga;
  • Sensação de estômago estufado após comer;
  • Prisão de ventre;
  • Sangue nas fezes.

Sempre que existir alguma alteração nos braços, pernas ou abdômen que demora mais de 1 semana para desaparecer é muito importante consultar um clínico geral, que irá avaliar o caso e entender se é necessário fazer o encaminhamento para outra especialidade médica.

Como confirmar o diagnóstico

Após avaliar os sinais e sintomas, é comum que o médico peça outros exames para identificar a possibilidade de ser um lipossarcoma. Os exames mais utilizados são a tomografia computadorizada, assim como a ressonância magnética.

Caso o resultado continue apoiando a hipótese de se tratar de um lipossarcoma, o médico geralmente pede uma biópsia, na qual um pedaço de tecido, retirado do local do nódulo, é enviado para análise em laboratório, onde se poderá confirmar a presença de câncer, assim como identificar o tipo específico de lipossarcoma, para ajudar na adequação do tratamento.

Principais tipos de lipossarcoma

Existem 4 tipos principais de lipossarcoma:

  • Lipossarcoma bem diferenciado: é o tipo mais comum e normalmente cresce lentamente, sendo mais difícil que espalhe para outros locais;
  • Lipossarcoma mixoide e/ou redondo: é o segundo tipo mais frequente, mas cresce mais rapidamente e pode se espalhar para outras partes do corpo, formando um padrão diferenciado com as suas células;
  • Lipossarcoma desdiferenciado: tem um crescimento rápido e é mais comum nos braços ou pernas;
  • Lipossarcoma pleomórfico: é o tipo mais raro e é o que se espalha mais rápido pelo corpo.

Após identificado o tipo de lipossarcoma, assim como a sua fase de evolução, o médico pode adequar melhor o tratamento, aumentando as chances de cura, principalmente se o câncer estiver numa fase mais inicial.

Como é feito o tratamento

O tratamento utilizado pode variar de acordo com o local afetado, assim como a fase de evolução do lipossarcoma, porém, é relativamente comum que a primeira abordagem seja feita com uma cirurgia para tentar retirar o máximo de células cancerígenas.

No entanto, e como muitas vezes é difícil retirar todo o câncer apenas com cirurgia, o médico pode aconselhar fazer sessões de radioterapia ou quimioterapia.

Por vezes, a quimioterapia ou a radioterapia também podem ser feitas antes da cirurgia, para reduzir o tamanho do câncer e facilitar a remoção.

Bibliografia >

  • SARCOMA HELP. Lipossarcoma. 2012. Disponível em: <http://sarcomahelp.org/translate/pt-lipossarcoma.html>. Acesso em 23 Jul 2019
  • NORD. Liposarcoma. Disponível em: <https://rarediseases.org/rare-diseases/liposarcoma/>. Acesso em 23 Jul 2019
  • CIRURGIÃO ONLINE. 124.1 Sarcomas de Partes Moles. Disponível em: <http://www.cirurgiaonline.com.br/site/images/stories/pdf/sarcomas%20de%20partes%20moles%20em%20dermatologia%20(trocar%20por%20este%20atualizado).pdf>. Acesso em 27 Mai 2020
  • RUI DE FREITAS MENDONÇA CORREIA DA SILVA. LIPOSSARCOMA: EXPERIÊNCIA DE UM SERVIÇO DE REFERÊNCIA EM ONCOLOGIA DO APARELHO LOCOMOTOR. Tese para conclusão do Mestrado Integrado em Medicina, 2012. FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.


Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem