11 sintomas da menopausa e o que fazer para aliviar

Os sintomas da menopausa como menstruação irregular, ondas de calor ou suor noturno normalmente aparecem de forma gradual alguns meses antes da mulher entrar nessa fase. Isso acontece devido aos níveis de estrógenos que vão diminuindo ao longo do tempo, provocando várias alterações no corpo da mulher. 

Estes sintomas podem variar de intensidade de uma mulher para outra e,  geralmente, surgem entre os 45 e 51 anos, mas também podem ocorrer antes ou após essa faixa de idade. Por isso, sempre que se suspeitar de menopausa, é importante consultar o ginecologista para confirmar o diagnóstico.

Caso confirmada a menopausa, o médico pode indicar um tratamento com terapia de reposição hormonal e mudanças no estilo de vida para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida da mulher.

11 sintomas da menopausa e o que fazer para aliviar

Teste online de sintomas da menopausa

Caso ache que tem ou que pode que pode estar entrando na menopausa, assinale os sintomas no teste a seguir:

  1. 1. Menstruação irregular
  2. 2. Ausência de menstruação por 12 meses seguidos
  3. 3. Ondas de calor que começam de repente e sem causa aparente
  4. 4. Suores noturnos intensos que podem interromper o sono
  5. 5. Cansaço frequente
  6. 6. Alterações de humor como irritabilidade, ansiedade ou tristeza
  7. 7. Dificuldade para dormir ou menor qualidade de sono
  8. 8. Secura vaginal
  9. 9. Queda de cabelos
  10. 10. Diminuição da libido
Imagem que indica que o site está carregando

Os principais sintomas que indicam que a mulher está entrando na menopausa  e que também pode surgir após a menopausa são:

1. Menstruação irregular

Um dos primeiros sinais de que a mulher pode estar entrando na menopausa é a menstruação irregular que pode vir com mais ou menos frequência, ser mais abundante ​​ou pouca, ou durar mais ou menos dias do que antes.

Este período em que a menstruação fica irregular é chamado de perimenopausa e é uma fase de transição entre a vida reprodutiva e a não reprodutiva, que ocorre antes da mulher entrar na menopausa e que pode durar alguns meses ou anos. 

É importante ressaltar que, quando a menstruação é irregular, é mais difícil engravidar, mas ainda é possível. Por isso, para mulheres que desejam evitar gravidez é necessário usar um método contraceptivo indicado pelo ginecologista. 

2. Ondas de calor

As ondas de calor, conhecidas popularmente como fogachos, podem ocorrer em algumas mulheres no período antes de entrar na menopausa, podendo surgir até mesmo antes da menstruação ficar irregular, e durar por alguns anos, mesmo depois de já estar na menopausa. Esse sintoma pode fazer a mulher sentir calor de repente e sem motivo aparente, geralmente no rosto, pescoço ou tórax, que pode deixar a pele vermelha e suada, e o coração batendo mais rápido, por 1 a 5 minutos. Entretanto, apesar de ser um sintoma comum de que a mulher pode estar entrando na menopausa, nem todas as mulheres apresentam esse sintoma.

Se a mulher tiver ondas de calor, mas não tiver certeza se está relacionado à menopausa, deve-se consultar o ginecologista, pois existem outras condições médicas, como hipertireoidismo ou hipogonadismo, e até mesmo o uso de remédios, que podem causar ondas de calor. Confira outras causas das ondas de calor

3. Suores noturnos

Os suores noturnos são as ondas de calor que acontecem durante o sono e podem ser tão intensos que podem interromper o sono. Esse sintoma pode variar muito de mulher para mulher, sendo que algumas podem apresentar o suor noturno antes mesmo de entrar na menopausa e continuar após a menopausa ou nunca apresentar esse sintoma.

Além da menopausa, outras causas de suor noturno podem ser estresse ou ansiedade, diabetes ou até mesmo a temperatura do quarto em que se dorme. Veja outras causas de suor noturno

11 sintomas da menopausa e o que fazer para aliviar

4. Dificuldade para dormir ou insônia

Acordar durante a noite, ter dificuldade para dormir ou insônia podem acontecer por vários motivos, mas se a mulher normalmente não tem problemas para dormir, pode ser um sinal de que a menopausa está se aproximando. Além disso, a mulher também pode ter um sono com menor qualidade e menos reparador, fazendo com que se sinta mais cansada ou irritada durante o dia. 

5. Alterações de humor

Outro sintoma que pode indicar que a menopausa está próxima, são as alterações de humor como irritabilidade, ansiedade, cansaço excessivo e mau humor, e que até podem provocar uma sensação de estar fora de controle. Essas alterações podem ocorrer por causa das variações hormonais da menopausa e aumentar o risco de desenvolver depressão.

No caso da mulher se sentir deprimida ou ter alterações de humor frequentes por mais de duas ou três semanas, é importante consultar o ginecologista para confirmar se se trata da menopausa ou se pode existir outra causa que precise de tratamento mais adequado. 

6. Secura vaginal

A secura vaginal é um sintoma que pode surgir em algumas mulheres, devido à diminuição da produção de estrógeno pelos ovários, o que gera uma alteração no revestimento do canal vaginal e diminuição da produção do muco que mantém a vagina úmida.

Esse sintoma pode causar dor ou desconforto durante a relação sexual, coceira dentro e ao redor da vagina ou vontade de urinar com frequência.

11 sintomas da menopausa e o que fazer para aliviar

7. Diminuição do desejo sexual

A diminuição do desejo sexual pode ocorrer por vários motivos na vida da mulher como estresse ou cansaço, mas também é um sintoma que pode indicar que pode estar entrando na menopausa, pois as alterações hormonais dessa fase da vida da mulher, podem reduzir o interesse pelo contato íntimo.

8. Incontinência urinária

A incontinência urinária pode ocorrer na menopausa, pois a redução de estrógeno também afeta o revestimento da uretra, que é o canal por onde a urina é eliminada, tornando-a mais fina, menos flexível e menos elástica, o que pode ocasionar perda persistente e involuntária de urina.

Além disso, devido às alterações da uretra, a mulher pode ter infecções urinárias com mais frequência na menopausa, sendo importante consultar o ginecologista caso tenha sintomas de dor ou ardor ao urinar, ou febre baixa constante. 

9. Memória fraca

A memória fraca, dificuldade de aprendizado, de recordar palavras ou de lembrar nomes e lugares onde guardou objetos, por exemplo, podem ocorrer porque na menopausa os ovários não produzem estrógeno, que é um hormônio importante para a concentração, aprendizado e memória da mulher. 

Além disso, a mulher pode apresentar problemas de organização ou de planejamento devido a essa alteração hormonal.

No entanto, existem outras causas para a memória fraca que pode ocorrer devido ao envelhecimento natural como a doença de Alzheimer, por exemplo, e por isso é importante consultar o ginecologista para confirmar se esse sintoma é indicativo de menopausa.

11 sintomas da menopausa e o que fazer para aliviar

10. Pele seca

Outro sintoma comum que pode indicar que a mulher está entrando na menopausa, é a pele ficar mais seca, mais fina, mais flácida ou sem brilho, e isto ocorre porque o estrógeno é essencial para produção de colágeno que deixa a pele mais úmida, hidratada e firme. Além disso, na menopausa, a mulher também pode ter queda de cabelo.

11. Aumento de peso corporal

Na menopausa a mulher pode aumentar o peso corporal, pois ocorre uma diminuição no metabolismo e, consequentemente, na queima de calorias, devido à redução dos níveis de estrógeno, o que pode fazer com que a mulher aumente de peso mais facilmente, além de apresentar acúmulo de gordura ao redor da cintura.

No entanto, outras situações como o hipotireoidismo, pode também aumentar o peso corporal, sendo necessária uma avaliação médica.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de menopausa é feito pelo ginecologista com base nos sintomas que a mulher apresenta e na ausência de menstruação por 12 meses seguidos. Além disso, o médico também poderá solicitar a realização de um exame que verifica os níveis do hormônio FSH, estrógeno e progesterona no sangue, para confirmar que a mulher está na menopausa. Veja os principais exames para identificar a menopausa

11 sintomas da menopausa e o que fazer para aliviar

Como aliviar os sintomas

Muitos sintomas associados à menopausa são temporários, mas existem algumas dicas que podem ajudar a aliviar, a reduzir ou prevenir seus efeitos:

  • Vestir-se em camadas de roupas e ir tirando ou colocando à medida que as ondas de calor ou o suor noturno apareçam;
  • Tentar identificar o que provoca as ondas de calor, pois para algumas mulheres, os gatilhos podem incluir bebidas quentes, cafeína, alimentos picantes, álcool, estresse, clima quente e até mesmo uma sala quente;
  • Evitar bebidas que contenham cafeína, como café, chá preto ou chá verde, por exemplo, pois podem dificultar o sono ou causar insônia, especialmente se tomados à noite; 
  • Fazer exercícios de Kegel diariamente, para fortalecer os músculos do assoalho pélvico e melhorar a incontinência urinária. Veja como fazer os exercícios de Kegel corretamente
  • Usar um lubrificante vaginal à base de água, indicado pelo médico, para ajudar a reduzir o desconforto da secura vaginal, principalmente durante a relação sexual que pode causar dor ou desconforto;
  • Evitar fumar, pois o cigarro pode aumentar as ondas de calor e provocar a menopausa precoce. 
  • Experimentar técnicas de relaxamento como meditação, ioga ou massagem, pois podem reduzir as alterações de humor, o estresse e a ansiedade. Confira as principais técnicas de relaxamento
  • Praticar atividades físicas regularmente porque ajuda a liberar endorfinas que aumentam a sensação de bem-estar e prazer, o que pode ajudar a melhorar o humor ou a depressão. 

É sempre importante consultar o ginecologista ao apresentar possíveis sintomas de menopausa para fazer uma avaliação, confirmar o diagnóstico e, se necessário, iniciar o tratamento com reposição hormonal. Saiba como é feita a terapia de reposição hormonal

Além disso, é importante ter uma alimentação saudável incluindo frutas e vegetais frescos e grãos inteiros, evitando alimentos enlatados ou embutidos e açúcar, para ajudar aliviar os sintomas da menopausa e controlar o peso corporal.

Assista o vídeo com a nutricionista Tatiana Zanin com essas e outras dicas alimentares de como aliviar os sintomas da menopausa:

 

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA - REGIONAL SÃO PAULO. Menopausa. 2017. Disponível em: <http://www.sbemsp.org.br/images/2017/maisbem/encarte_maisbem27.pdf>. Acesso em 04 Fev 2020
  • SOCIEDADE PORTUGUESA DE GINECOLOGIA. Consenso Nacional sobre Menopausa. 2016. Disponível em: <https://www.spginecologia.pt/uploads/Consenso_Menopausa_2016.pdf>. Acesso em 04 Fev 2020
  • SANTORO, Nanette; EPPERSON, C. Neill; MATHEWS, Sarah B. Menopausal Symptoms and Their Management. Endocrinol Metab Clin North Am. 44. 3; 497-515, 2015
  • GRACIA, Clarisa R.; FREEMAN, Ellen W. Onset of the Menopause Transition: The Earliest Signs and Symptoms. Obstet Gynecol Clin North Am. 45. 4; 585-597, 2018
  • TAECHAKRAICHANA, Nimit; et al. Climacteric: concept, consequence and care. J Med Assoc Thai. 85. 1; S1-15, 2002
  • TAKAHASHI, Traci A.; JOHSON, Kay M. Menopause. Med Clin North Am . 99. 3; 521-534, 2015
Mais sobre este assunto: