Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

5 exames que confirmam a menopausa

Para confirmar a menopausa, o ginecologista indica a realização de alguns exames de sangue, como a dosagem de FSH, LH, prolactina. No caso de ser confirmada a menopausa, o médico pode recomendar que seja feita uma densitometria óssea para avaliar a parte óssea da mulher.

A confirmação da menopausa é feita não só a partir do resultado dos exames, mas também por meio da avaliação dos sinais e sintomas apresentados, como ondas de calor, variação de humor e ausência de menstruação. Confira mais sinais e sintomas indicativos de menopausa.

5 exames que confirmam a menopausa

Exames que confirmam a menopausa

O principal sinal indicativo de que a mulher está entrando na menopausa é a irregularidade menstrual, sendo mais frequente em mulheres entre 45 e 55 anos. Para confirmar se a falta de menstruação é, de fato, indicativo da menopausa, o ginecologista pode recomendar a realização de exames de sangue, sendo os principais:

1. FSH

O FSH, ou hormônio folículo-estimulante, é um hormônio que tem como função na mulher promover a maturação dos óvulos durante a idade fértil e, por isso, é considerado um hormônio relacionado à fertilidade. Os valores de FSH variam de acordo com o período do ciclo menstrual e idade da mulher.

Esse é um dos principais exames solicitados pelo ginecologista para determinar a menopausa, pois durante esse período é verificado valores elevados do hormônio, indicando que há diminuição da função ovariana. Veja mais sobre o exame FSH.

2. LH

Assim como o FSH, o LH, também chamado de hormônio luteinizante, é um hormônio responsável nas mulheres pela ovulação e produção de progesterona, também relacionado com a capacidade reprodutiva. As concentrações de LH variam de acordo com a fase do ciclo menstrual, sendo verificado valores mais altos durante o período ovulatório.

Normalmente, valores muito elevados de LH são indicativos de menopausa, principalmente se também for verificado aumento do FSH.

3. Cortisol

O cortisol é um hormônio naturalmente produzido pelo corpo com o objetivo de ajudar o organismo no controle do estresse e na diminuição da inflamação. No entanto, quando esse hormônio está em concentrações mais altas no sangue, pode trazer alguns prejuízos para a saúde, incluindo alterações no ciclo menstrual devido à desregulação dos hormônios femininos, fazendo com que a mulher passe períodos sem menstruar.

Por isso, com o objetivo de investigar as alterações no ciclo menstrual apresentadas pela mulher, o médico pode solicitar a dosagem do cortisol para verificar se é sinal de menopausa ou é de fato consequência de alterações hormonais provocadas pelos níveis elevados de cortisol. Saiba mais sobre o cortisol alto.

4. Prolactina

A prolactina é um hormônio responsável por estimular as glândulas mamárias a produzirem leite durante a gestação e amamentação, além de também ser importante para regular outros hormônios femininos, interferindo na ovulação e na menstruação. 

O aumento dos níveis de prolactina no sangue fora da gravidez pode levar ao aparecimento de alguns sinais e sintomas, como dificuldade para engravidar, menstruação irregular ou ausência de menstruação e sintomas de menopausa, sendo, portanto, indicado pelo ginecologista para confirmar a menopausa.

Confira tudo sobre o exame da prolactina.

5. hCG

O hCG é um hormônio produzido durante a gravidez e que tem como função mantê-la, evitando a descamação do endométrio, que é o que acontece na menstruação. Na investigação da menopausa, o médico pode indicar a realização da dosagem de hCG no sangue ou na urina para verificar se a ausência da menstruação é devido à gravidez ou a alterações hormonais que sejam indicativas de menopausa.

Exame de farmácia da menopausa

É possível fazer um exame rápido de farmácia para detectar a menopausa e que tem como objetivo detectar a quantidade do hormônio FSH na urina, devendo o teste ser realizado da seguinte forma:

  1. Colocar a urina em um frasco limpo e seco;
  2. Inserir a tira do exame dentro do frasco durante cerca de 3 segundos;
  3. Esperar 5 minutos e avaliar o resultado.

A urina pode ser coletada em qualquer hora do dia e o resultado positivo é dado quando surgem 2 linhas no teste, sendo uma de cor mais escura que a linha de controle. Em caso de resultado positivo, a mulher pode estar na menopausa ou na pré-menopausa, devendo consultar um ginecologista para que seja feita a confirmação e seja iniciado o tratamento caso haja necessidade. Na maioria das vezes, este é feito com reposição hormonal. Entenda como é o tratamento da menopausa.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem