Como combater as ondas de calor da menopausa

outubro 2022

Algumas formas de combater as ondas de calor da menopausa são fazer a terapia de reposição hormonal, usar remédios antidepressivos, mudar os hábitos de vida, incluir na dieta alimentos à base de soja, ou até usar suplementos naturais ou chás, por exemplo. 

As ondas de calor são um dos sintomas mais comuns da menopausa, que surgem devido à diminuição da produção de estrogênio pelos ovários, podendo surgir alguns meses antes de se entrar realmente na menopausa e se manifestar repentinamente em vários momentos do dia, variando de intensidade de acordo com cada mulher e podendo afetar a qualidade de vida.

Para selecionar o melhor tratamento para o calor da menopausa, a mulher deve consultar o ginecologista e, junto com ele, discutir as várias opções disponíveis, uma vez que existem algumas contra-indicações, especialmente para a terapia de reposição hormonal com remédios ou natural.

As principais formas de combater as ondas de calor da menopausa são:

1. Terapia de reposição hormonal

A terapia de reposição hormonal (TRH), com remédios ou adesivo contendo estrogênio, é o tratamento mais eficaz para combater as ondas de calor da menopausa, pois ajuda a repor a quantidade de estrogênio no corpo, que tem sua quantidade diminuída na menopausa.

Além disso, a TRH ajuda a aliviar outros sintomas, como cansaço excessivo, secura vaginal ou queda de cabelos, por exemplo, e a prevenir a osteoporose. Saiba como é feita a terapia de reposição hormonal

A terapia de reposição hormonal deve ser feita somente se recomendado pelo ginecologista, pois é contra-indicada para mulheres com histórico pessoal ou familiar de câncer de mama ou de útero, trombose, problemas circulatórios, histórico de infarto ou derrame cerebral, ou doenças no fígado, como cirrose, por exemplo. 

2. Remédios antidepressivos

Os antidepressivos, como fluoxetina, paroxetina ou venlafaxina, também podem ser indicados em baixas doses pelo ginecologista para ajudar a aliviar as ondas de calor da menopausa, especialmente em mulheres que possuem contra-indicações para a terapia de reposição hormonal.

Esses antidepressivos, normalmente, só são utilizados nos casos em que as ondas de calor afetam a qualidade de vida da mulher. Isto porque, todos os remédios podem ter alguns efeitos colaterais e, por isso, só devem ser usados se existir benefício.

3. Remédios anticonvulsivantes

Os anticonvulsivantes, como a gabapentina ou pregabalina, geralmente são remédios indicados para o tratamento de convulsões, epilepsia ou enxaqueca, no entanto, podem ser indicados pelo ginecologista para aliviar as ondas de calor da menopausa.

Normalmente, os anticonvulsivantes são indicados para mulheres que possuem contra-indicações para utilização de reposição hormonal.

4. Remédios anti-hipertensivos

Os anti-hipertensivos, como a clonidina, são remédios indicados para o tratamento da pressão alta ou o alívio de enxaquecas, mas podem ser indicados pelo ginecologista para diminuir a frequência das ondas de calor em algumas mulheres.

Isto porque a diminuição da produção de estrogênios pode afetar o funcionamento do sistema circulatório, provocando sintomas vasomotores, que inclui as ondas de calor e suor noturno.

Além disso, para as mulheres que apresentam maior intensidade de ondas de calor durante a noite, com muitos suores noturnos, o médico pode também recomendar o uso de medicamentos para ajudar a dormir melhor, como zolpidem ou zopiclona, por exemplo.

5. Fitoestrógenos

Os fitoestrógenos, especialmente, a isoflavona da soja, podem ser indicados como terapia de reposição hormonal natural na menopausa, pois possuem ação semelhante ao estrogênio produzido pelo corpo, o que pode ajudar a aliviar a frequência das ondas de calor, além do suor noturno ou a insônia. Saiba como usar a isoflavona da soja

No entanto, a isoflavona da soja não é indicada para mulheres que que têm ou já tiveram câncer de mama ou útero, que usam remédios para tireóide ou tamoxifeno. 

6. Remédios naturais

Alguns remédios naturais para menopausa, assim como suplementos naturais feitos a partir de plantas medicinais, podem ajudar a aliviar as ondas de calor e melhorar o bem-estar das mulheres na menopausa. 

Alguns exemplos de remédios naturais para menopausa são:

  • Cohosh preto ou erva-de-São-Cristóvão: alguns estudos indicam que pode aliviar as ondas de calor, pois possui ação semelhante aos aos antidepressivos, mas deve ser sempre indicado por um profissional, já que pode afetar o fígado; 
  • Pycnogenol: é uma substância retirada dos pinheiros marinhos que pode ajudar a aliviar vários sintomas da menopausa, incluindo as ondas de calor; 
  • Dong Quai ou angélica chinesa: é uma importante planta para a saúde feminina, ajudando nos sintomas da TPM e também da menopausa; 
  • Trevo vermelho: é bastante rico em fitoestrogênios que ajudam a combater a intensidade e a frequência das ondas de calor.

Embora possam ter um efeito benéfico, estes remédios naturais não substituem a orientação do médico e devem sempre ser discutidos com o profissional. Veja outras opções de tratamento natural para a menopausa

Além disso, como os suplementos naturais podem ter vários efeitos no corpo, devem ser sempre orientados por um naturopata ou fitoterapeuta com experiência, especialmente para saber a dosagem e tempo de tratamento.

6. Mudanças nos hábitos de vida

As mudanças nos hábitos de vida, podem ajudar a aliviar o desconforto do calor da menopausa, podendo ser orientado pelo médico algumas medidas, como:

  • Usar roupas leves e de algodão, para evitar o aumento da temperatura corporal;
  • Beber cerca de 2 litros de água por dia, para manter o corpo bem hidratado;
  • Evitar locais fechados e muito quentes, ou dar preferência para locais com ar condicionado;
  • Participar em atividades relaxantes, como ioga ou meditação, pois diminuem a ansiedade, reduzindo as chances de ter ondas de calor;
  • Tomar uma bebida refrescante, como água de coco ou uma limonada gelada, quando uma onda de calor estiver chegando;
  • Evitar fumar ou beber bebidas alcoólicas, pois podem estimular o surgimento do calor.

Além disso, pode ser útil ter sempre perto um leque ou um ventilador portátil, para se refrescar quando a onda de calor começar.

9. Alimentação para menopausa

A alimentação é um impontante fator que também pode ajudar a diminuir o aparecimento das ondas de calor típicas da menopausa. Mulheres nesta fase da vida devem dar preferência para o consumo de frutas cítricas, como a laranja, o abacaxi ou a tangerina, assim como para a ingestão de sementes de linhaça e derivados da soja, como o tofu.

No entanto, as proteínas da soja devem ser evitadas por mulheres que utilizam tamoxifeno para o tratamento do câncer de mama, pois pode diminuir a eficácia do tratamento. 

Além disso, é importante evitar fazer refeições muito pesada, assim como se deve reduzir o consumo de alimentos açucarados, salgados ou muito condimentados.

Assista o video a seguir com dicas de como deve ser alimentação na menopausa:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em outubro de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • MINKIN, M. J. Menopause: Hormones, Lifestyle, and Optimizing Aging. Obstet Gynecol Clin North Am. 46. 3; 501-514, 2019
  • SANTEM, R. J.; ET AL. IN: UPTODATE. Patient education: Non-estrogen treatments for menopausal symptoms (Beyond the Basics). 2021. Disponível em: <https://www.uptodate.com/contents/non-estrogen-treatments-for-menopausal-symptoms-beyond-the-basics/print>. Acesso em 20 out 2022
Mostrar bibliografia completa
  • FLORES, V. A.; et al. Hormone Therapy in Menopause: Concepts, Controversies, and Approach to Treatment. Endocr Rev. 42. 6; 720-752, 2021
  • PACIUC, J. Hormone Therapy in Menopause. Adv Exp Med Biol. 1242. 89-120, 2020
  • CHEN, M-N.; et al. Efficacy of phytoestrogens for menopausal symptoms: a meta-analysis and systematic review. Climacteric. 18. 2; 260-269, 2015
  • SANTORO, N.; et al. The Menopause Transition: Signs, Symptoms, and Management Options. J Clin Endocrinol Metab. 106. 1; 1-15, 2021
  • KARANTH, L.; et al. Antidepressants for menopausal symptoms. Cochrane Database Syst Rev. 2019. 9; CD013417, 2019
  • NIH - NATIONAL INSTITUTE OF AGEING. Hot Flashes: What Can I Do?. 2021. Disponível em: <https://www.nia.nih.gov/health/hot-flashes-what-can-i-do>. Acesso em 20 out 2022
  • GOVERNMENT OF WESTERN AUSTRALIA - NORTH METROPOLITAN HEALTH SERVICE - WOMEN AND NEWBORN HEALTH SERVICE. Clonidine for menopausal symptoms. 2019. Disponível em: <https://www.kemh.health.wa.gov.au/~/media/HSPs/NMHS/Hospitals/WNHS/Documents/Patients-resources/Menopausal-Symptoms---Clonidine.pdf?thn=0>. Acesso em 20 out 2022
  • NHS. Hot flushes. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/menopause/hot-flushes/>. Acesso em 10 abr 2019
  • NAMS. Treating Hot Flashes. 2014. Disponível em: <http://www.menopause.org/docs/default-source/for-women/mnflashes.pdf?sfvrsn=8.pdf>. Acesso em 10 abr 2019
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.

Tuasaude no Youtube

  • COMO NÃO ENGORDAR NA MENOPAUSA

    04:02 | 58242 visualizações
  • MENOPAUSA | Dieta para Aliviar Sintomas

    06:23 | 481831 visualizações