Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

13 remédios caseiros para menopausa

Revisão clínica: Manuel Reis
Enfermeiro

Alguns remédios caseiros como suco suco de maracujá com farinha de soja e óleo essencial de lavanda, possuem propriedades calmantes que ajudam a diminuir a irritação e melhoram a qualidade do sono durante a menopausa.

Além disso, o suco de açaí com maca peruana e o cacau aumentam a libido e melhoram o humor, a disposição física e mental durante a menopausa, porque contêm flavonoides, cafeína e catequinas, que são compostos bioativos com ação estimulante e tônica.

Esses remédios caseiros ajudam a aliviar os sintomas da menopausa, como insônia e ondas de calor. No entanto, não devem substituir o tratamento indicado pelo ginecologista, sendo apenas um complemento para tratamento da menopausa. Conheça outros sintomas da menopausa.

Imagem ilustrativa número 2

Opções de remédios caseiros

Alguns remédios caseiros que podem ajudar a aliviar os sintomas da menopausa são:

1. Suco de maracujá com soja

O suco de maracujá possui ação calmante e sedativa, ajudando a diminuir  a irritabilidade e a insônia. Já a farinha de soja contém isoflavonas, um composto que equilibra os níveis do hormônio estrogênio no organismo, ajudando a controlar as ondas de calor.

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de farinha de soja;
  • Polpa de 1 maracujá;
  • 1 colher de sopa de mel;
  • 1 copo de água filtrada ou fervida.

Modo de preparo:

Colocar todos os ingredientes num liquidificador e bater por 3 minutos. Beber 3 copos deste suco por dia.

Por conter soja, esse suco deve ser evitado por mulheres que fazem reposição hormonal ou usam remédios como anticoagulantes, tamoxifeno ou antiestrogênicos. Mulheres com câncer dependente de estrogênio ou com histórico familiar, devem consultar um médico antes de consumir esse suco.

2. Óleo essencial de lavanda

O óleo essencial de lavanda contém linalol e acetato de linalila, compostos com efeitos calmantes e relaxantes, que ajudam a combater a insônia, além de melhorar o humor e o bem estar geral.

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de óleo vegetal (jojoba, coco, azeite ou amêndoas);
  • 1 gota de óleo essencial de lavanda.

Modo de preparo:

Em um recipiente pequeno, misturar bem o óleo vegetal com o óleo essencial de lavanda. Após lavar e secar bem a pele, aplicar a mistura sobre o rosto massageando por 2 minutos.

3. Chá de folhas de amora

A folha da amora tem boas quantidades de fitoestrógenos, compostos bioativos que ajudam a equilibrar os níveis de estrogênio no organismo, aliviando sintomas da menopausa, como insônia, cansaço, ondas de calor e alterações de humor, por exemplo.

Ingredientes:

  • 2 colher de chá de folhas de amora;
  • 200 ml de água.

Modo de preparo:

Em uma panela, ferver a água e desligar o fogo. Em seguida, adicionar as folhas de amora, tampar e deixar repousar por 5 minutos. Coar e beber até 3 xícaras desse chá por dia.

4. Chá de ginseng

O chá de ginseng possui ação antidepressiva e estimulante, diminuindo o cansaço, melhorando o humor e aumentando a libido.

Ingredientes:

  • 1 cm, (0,5g) da raiz de ginseng;
  • ​1 xícara de água.

Modo de preparo:

Em uma panela, colocar a água e a raiz de ginseng, levando ao fogo para ferver por 10 minutos. Deixar amornar, coar e beber até 3 xícaras por dia.

Esse chá não é indicado para mulheres com pressão alta, artrite reumatoide e doença de Crohn. Pessoas que usam remédios psicotrópicos, anti-hipertensivos, anticoagulantes, hipoglicemiantes e repositores hormonais devem informar ao médico antes de usar o chá de ginseng. Além disso, esse chá deve ser usado somente por até 3 meses.

5. Tintura de trevo-vermelho

O trevo-vermelho é uma planta medicinal que contém isoflavonas, um composto natural com efeito estrogênico, ajudando, por isso, a aliviar sintomas da menopausa, como ondas de calor, suor e insônia. Veja outros alimentos que contém isoflavonas.

Como usar: diluir de 2 a 4 ml da tintura de trevo-vermelho em ½ copo (50 ml) de água e beber até 3 vezes ao dia.

Essa tintura não é recomendada para pessoas que usam remédios como anticoagulantes, citrato de tamoxifeno ou antiestrogênicos. Mulheres com câncer dependente de estrogênio ou com histórico familiar, devem consultar um médico antes de usar essa tintura. Mulheres em reposição hormonal para alterações da tireoide ou com infecções no fígado devem consultar um médico antes de usar essa tintura.

6. Vitamina de abacate com cacau

O abacate tem boas quantidades de ômega 3, uma gordura saudável que melhora as funções das células do cérebro, ajudando na produção de substâncias que promovem o humor e o bem estar geral.

Já o cacau contém tiramina, que é um precursor do triptofano, que por sua vez atua na produção da serotonina, um neurotransmissor que ajuda a regular o humor e o sono.

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de cacau em pó;
  • ½ abacate pequeno;
  • ½ copo (100 ml) de leite ou bebida vegetal.

Modo de preparo:

Em um liquidificador, colocar todos os ingredientes e bater bem até ficar uma mistura bem homogênea. Transferir para um copo e servir.

Pessoas com problemas como gastrite, refluxo ou úlceras devem evitar consumir essa vitamina. Por conter cafeína, do cacau, essa vitamina deve ser evitada por pelo menos 4 horas antes de dormir para que não interfira na qualidade do sono.

7. Chá de verbena

A verbena é uma planta com propriedades calmantes e relaxantes, ajudando, por isso, a diminuir a irritabilidade e melhorar o humor.

Ingredientes:

  • 50 g de folhas de verbena;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo:

Ferver a água em uma panela, ou chaleira. Após apagar o fogo, adicionar as folhas de verbena na água, tampar e deixar repousar por 5 minutos. Coar e beber até 3 xícaras por dia dia.

8. Suco de açaí com maca peruana

O açaí é um fruto rico em carboidratos que fornecem energia para o corpo e cérebro, ajudando a combater o cansaço físico e mental.

Já a maca peruana contém flavonoides e alcaloides, compostos com ação estimulante, tônica e antidepressiva, ajudando a aumentar a libido e diminuir alguns sintomas da menopausa, como cansaço, ansiedade e depressão.

 Ingredientes:

  • 50 g de polpa de açaí congelada;
  • 1 copo de água filtrada ou fervida;
  • 1 colher de sopa de maca peruana.

Modo de preparo:

Em um liquidificador, colocar todos os ingredientes e bater bem até formar uma mistura homogênea. Transferir para um copo e beber.

Por conter maca peruana, esse suco não deve ser consumido por mulheres com histórico de algum tipo de câncer ou doença dependente de estrogênios, como endometriose, mioma, câncer de mama, de ovário ou de útero.

9. Chá de erva-de-São-Cristóvão

A erva-de-São-Cristóvão contém flavonoides, taninos e glicosídeos, compostos bioativos com ação antidepressiva e estimulante, ajudando a aliviar os sintomas da menopausa como ansiedade, depressão ou insônia.

Ingredientes:

  • 1 colher de folhas secas da erva-de-São-Cristóvão;
  • 1 xícara (200 mL) de água.

Modo de preparo:

Ferver a água em uma panela, ou chaleira. Após desligar o fogo, adicionar as folhas da erva-de-são-Cristóvão na água, tampar e deixar repousar por 5 minutos. Coar e beber de 2 a 3 xícaras por dia.

Esse chá não é indicado para pessoas que usam medicamentos para diminuir a pressão arterial. Assim como esse chá também não é recomendado durante o uso de hormônios estrogênios. Além disso, pessoas com úlcera gástrica, refluxo e colites não devem consumir esse chá.

10. Chá de camomila

O chá de camomila contém apigenina, um flavonoide com propriedade relaxante que atua no sistema nervoso diminuindo o estresse e a ansiedade, além de melhorar a qualidade do sono.

 Ingredientes:

  • 2 colheres (de chá) de flores secas de camomila;
  • 250 mL de água fervente.

Modo de preparo:

Em uma panela, ou chaleira, ferver a água e apagar o fogo. Adicionar as flores de camomila na água, tampar e deixar repousar por 5 minutos. Coar e beber até 3 xícaras desse chá por dia.

O chá de camomila não deve ser usado por pessoas com problemas de coagulação do sangue. Além disso, pessoas que estejam usando remédios como anticoagulantes, sedativos ou analgésicos, devem falar com um médico antes de tomar esse chá.

11. Chá de sálvia

O chá de sálvia, preparado com a planta Salvia officinalis, é rico em substâncias como alcaloides, flavonoides, compostos fenólicos e terpenos, que podem ajudar a combater os suores noturnos comuns na menopausa, pois pode contribuir para o equilíbrio dos níveis hormonais.

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de folhas de sálvia;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

Esquentar a água até ferver e, em seguida, tirar do fogo, colocar as folhas de sálvia e deixar por 5 a 10 minutos. Depois, coar, deixar esfriar e beber 1 xícara cerca de 3 vezes ao dia.

O chá de sálvia não deve ser tomado por mulheres que têm epilepsia, já que alguns estudos indicam que a planta pode estimular o desenvolvimento de crises epiléticas.

12. Chá de agnocasto

O chá de agnocasto, preparado com a planta Vitex agnus-castus, é rico em flavonoides, diterpenos e glicosídeos, que possuem ação sobre os hormônios femininos LH e FSH, que ajudam a restabelecer o equilíbrio hormonal e aliviar os sintomas da menopausa, como insônia e mudanças de humor.

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de frutos de agnocasto;
  • 300 mL de água.

Modo de preparo:

Acrescentar o agnocasto e a água em uma panela e deixar ferver por 3 a 4 minutos. Em seguida, tampar e deixar repousar por 10 minutos. Coar, deixar esfriar e beber cerca de 2 vezes ao dia.

13. Chá de erva-de-são-joão

O chá de erva-de-são-joão, também conhecida como hipericão, é rico em hipericina e hiperforina, flavonoides, biflavonoides e naftodiantronas, compostos que ajudam a acalmar e a melhorar os sintomas da menopausa, como depressão e ondas de calor.

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de erva-de-são-joão seca;
  • 250 mL de água.

Modo de preparo:

Colocar a água para ferver, apagar o fogo e acrescentar a erva-de-são-joão. Deixar repousar de 5 a 10 minutos, coar, deixar esfriar e beber 2 a 3 vezes por dia, após as refeições.

O chá de erva-de-são-joão não deve ser utilizado por mulheres que estão em tratamento com medicamentos antidepressivos, como sertralina, paroxetina ou nefazodona, por exemplo.

Assista ao vídeo a seguir e conheça outras dicas para aliviar os sintomas da menopausa:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2022. Revisão clínica por Manuel Reis - Enfermeiro, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Plantas Medicinais e Fitoterápicos. 2019. Disponível em: <http://www.crfsp.org.br/images/cartilhas/PlantasMedicinais.pdf>. Acesso em 04 out 2022
  • LIMA, C, Fábia Cristina et al. A utilização de óleos essenciais de Lavandula angustifolia, Pelargonium graveolens e Citrus bergamia no combate à ansiedade. Brazilian Journal of Development. Vol.7. 4.ed; 41031-41046, 2021
Mostrar bibliografia completa
  • RODRIGUES, O, Sidney et al. A fitoterapia Morus Nigra: como alternativa no tratamento dos sintomas da menopausa . Brazilian Journal of Development. vol.7. 4.ed; 38529-38542, 2021
  • OLIVEIRA, D, Ana Katarina et al. Uso de plantas medicinais e fitoterápicos no climatério e menopausa. Research, Society and Development. vol.10. 10.ed; 1-18, 2021
  • AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA - ANVISA. Formulário de fitoterápicos: farmacopéia brasileira 2ª edição. 2021. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/farmacopeia/formulario-fitoterapico/arquivos/2021-fffb2-final-c-capa2.pdf>. Acesso em 04 out 2022
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.

Tuasaude no Youtube

  • COMO NÃO ENGORDAR NA MENOPAUSA

    04:02 | 59211 visualizações
  • MENOPAUSA | Dieta para Aliviar Sintomas

    06:23 | 487517 visualizações