Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de infecção urinária, causas e tratamento

Os sintomas de infecção urinária, como dor ou ardência ao urinar, podem variar de pessoa para pessoa pois a infecção pode afetar a uretra, a bexiga ou os rins.

Se acha que pode estar com uma infecção urinária, selecione o que está sentindo e veja qual o risco de ter uma infecção:

  1. 1. Dor ou sensação de queimação ao urinar
    Sim
    Não
  2. 2. Vontade frequente e repentina de urinar em pouca quantidade
    Sim
    Não
  3. 3. Sensação de não conseguir esvaziar a bexiga
    Sim
    Não
  4. 4. Sensação de peso ou desconforto na região da bexiga
    Sim
    Não
  5. 5. Urina turva ou com presença de sangue
    Sim
    Não
  6. 6. Febre baixa persistente (entre 37,5º e 38º)
    Sim
    Não
Imagem que indica que o site está carregando

Geralmente, a infecção urinária é causada por bactérias do intestino que chegam ao sistema urinário, sendo, por isso, mais frequente nas mulheres devido a proximidade do ânus com a uretra. 

O tratamento para a infecção urinária deve ser orientado por um urologista e, normalmente, inclui a toma de antibióticos, como Ceftriaxona, porque quando ela não é corretamente tratada, pode chegar aos rins, sendo uma complicação mais grave. 

Tipos de infecção urinária 

Sintomas de infecção urinária, causas e tratamento

A infecção do trato urinário pode ser classificada como sendo: 

1. Uretrite: infecção na uretra

A uretrite surge quando as bactérias infetam somente a uretra, causando inflamação e sintomas como:

  • Vontade frequente para urinar;
  • Dificuldade para começar a urinar;
  • Dor ou ardor para urinar;
  • Corrimento amarelado na uretra.

Nestes casos é aconselhado consultar um urologista para iniciar o tratamento com antibióticos, de forma a eliminar as bactérias da uretra. No entanto, também se deve manter a região íntima limpar e seca, assim como aumentar a ingestão de água.

Veja ainda um remédio caseiro para ajudar a eliminar os sintomas mais rápido.

2. Cistite: infecção da bexiga

A infecção da bexiga é a forma mais comum da infecção urinária e acontece quando as bactérias conseguem passar a uretra e chegar até a bexiga, causando:

  • Vontade urgente para urinar, mas em pouca quantidade;
  • Sensação de queimação ao urinar;
  • Presença de sangue na urina;
  • Urina turva com cheiro intenso e desagradável;
  • Dor abdominal ou sensação de peso no fundo da barriga;
  • Febre de 37,5 a 38ºC.

É recomendado consultar um urologista assim que surja um ou mais destes sintomas para iniciar o tratamento adequado com antibióticos, de forma a evitar que a infecção se espalhe até aos rins.

No caso de dor nas costas, febre acima de 38 ºC ou vômitos deve-se ir imediatamente ao pronto-socorro.

Saiba mais sobre como é feito o tratamento deste problema.

3. Pielonefrite: infecção nos rins

A maior parte das infecções urinárias afetam apenas a uretra ou a bexiga, porém, nos casos mais graves, as bactérias podem chegar até aos rins e causar uma infecção mais grave, que leva ao surgimento de:

  • Febre acima de 38,5º C;
  • Dor forte na barriga, costas ou virilhas;
  • Dor ou queimação ao urinar;
  • Urina turva;
  • Presença de pus ou sangue na urina;
  • Vontade frequente para urinar.

Além disso, podem ainda surgir calafrios, náuseas, vômitos e cansaço excessivo. Já nos idosos, este tipo de infecção normalmente causa confusão mesmo antes de surgirem os outros sintomas.

No caso de suspeita de pielonefrite é importante ir imediatamente ao hospital para identificar o problema e iniciar o tratamento com antibióticos diretamente na veia.

Sintomas de infecção urinária no bebê

Identificar os sintomas de infecção urinária no bebê pode ser difícil, pois os bebês e as crianças não conseguem explicar o que estão sentindo. No entanto, nestes casos os sinais mais comuns são:

  • Febre acima de 37,5ºC sem razão aparente;
  • Choro ao urinar;
  • Urina com cheiro intenso;
  • Presença de sangue na fralda;
  • Irritabilidade constante;
  • Diminuição do apetite.

Sempre que surgem estes sintomas é importante consultar o pediatra para avaliar a possibilidade de o bebê estar desenvolvendo uma infecção urinária. Entenda como é feito o tratamento nestes casos.

Sintomas de infecção urinária na gravidez

Os sintomas da infecção urinária na gravidez são os mesmos de quando não se está grávida. Mas, durante a gestação, a infecção é mais comum, devido à baixa do sistema imune e ao aumento de proteínas na urina que provocam maior crescimento e desenvolvimento de bactérias.

O tratamento para infecção urinária na gravidez pode ser feito com a ingestão de remédios antibióticos que não afetam a gestação e que incluem o Cefaclor, Cefadroxila e Cefalotina. Saiba mais sobre os remédios usados no tratamento para infecção urinária na gravidez.

Como é feito o diagnóstico 

O diagnóstico é feito através do teste da infecção urinária ou exame de urina. Podem ser realizados exames, como urina de rotina, urocultura e antibiograma para saber qual bactéria envolvida para decidir melhor antibiótico.

Outros exames, de imagem, como ultra-sonografia e ressonância magnética podem ser solicitados em caso de pielonefrite para identificar as possíveis complicações causadas pela infecção urinária. Estas complicações podem acontecer quando o tratamento não é iniciado logo que surjam os sintomas, e em caso de pessoas com sistema imune enfraquecido, sendo uma situação mais rara de acontecer. 

O que causa infecção urinária 

A causa da Infecção Urinária é a entrada de bactérias no sistema urinário, dentre as mais comuns estão: Escherichia coli (cerca de 70% dos casos), o Staphylococcus saprophyticus, espécies de Proteus e de Klebsiella e o Enterococcus faecalis. Estas bactérias podem entrar pela uretra causando sintomas como dor no abdômen, ardência e urgência para urinar, e quando continuam subindo, chegado até a bexiga e os rins, surgem sintomas como febre ou calafrios, além de gotas de sangue na urina. 

Infecção urinária é transmissível? 

A infecção urinária não é uma doença de fácil transmissão, e embora a uretra da pessoa tenha bactérias estas podem não se proliferar no seu parceiro, no entanto, isso depende do sistema imune do parceiro. Pessoas saudáveis tem muito menor chance de ser contaminada durante uma relação sexual, mas as chances aumentam quando tem um sistema imune enfraquecido. 

Tratamento para infecção urinária 

O tratamento é feito com uso de antibióticos indicados pelo médico, sendo a forma mais indicada de tratamento. O tratamento dura de 7-10 dias, sendo importante tomar o remédio até a data informada pelo médico, mesmo que os sintomas desapareçam antes disso. Também é importante beber mais água, porque quanto mais urina o corpo produzir, mais facilmente são eliminadas bactérias pela urina. Saiba os nomes de alguns remédios para infecção urinária

Confira mais dicas no nosso vídeo a seguir:

Infecção Urinária | O que comer para Curar e Evitar

1.5 milhões visualizações

Como evitar a infecção urinária 

Para evitar a infecção urinária é aconselhado:

  • Lavar a região genital externa com água e sabão após a relação sexual;
  • Após urinar e defecar sempre limpar a região íntima de frente para trás, a fim de evitar a chegada da bactéria E. Coli na vagina, já que esta encontra-se presente na região anal e peri anal, sendo a principal causadora de infecção urinária;
  • Esvaziar completamente a bexiga toda vez que urinar para evitar a urina residual que aumenta as chances de infecção urinária;
  • Beber mais água, ingerindo pelo menos 1,5 L de líquidos claros por dia;
  • Manter uma alimentação rica em fibras para diminuir o tempo de permanência das fezes dentro do intestino, o que diminui a quantidade de bactérias dentro dele;
  • Não usar perfume ou creme com perfume na região da vagina porque isso pode irritar a pele e aumentar o risco de infecção urinária;
  • Manter a região da vulva sempre seca, evitando usar roupas muito apertadas e absorvente diário, a fim de diminuir a transpiração neste local. 

Deve-se seguir estes conselhos diariamente, especialmente durante a gravidez, época em que existem maior risco de infecção urinária devido as alterações hormonais e devido ao aumento do peso sobre a bexiga, o que favorece a proliferação de bactérias. 


Bibliografia

  • RORIZ-FILHO, Jarbas S. et al. Infecção do trato urinário. Revista da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. 118-125, 2010
  • FIORAVANTE, Flávia. Tecnologia educacional para a prevenção da infecção urinária na gravidez: estudo descritivo. Tese de Mestrado, 2015. Universidade Federal Fluminense.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem