Maracujá: 7 benefícios e como consumir (com receitas)

O maracujá é um fruto rico em flavonoides, vitamina A e vitamina C, que podem ajudar no tratamento de diversas doenças, como ansiedade, hiperatividade, e no tratamento de problemas de sono.

Além disso, o maracujá ainda é rico em minerais como o potássio e magnésio e tem boas quantidades de fibras, promovendo o controle dos níveis de glicose no sangue, ajudando na perda de peso e prevenindo problemas crônicos, como envelhecimento precoce, colesterol alto ou pressão alta.

Existem diversos tipos do fruto, como maracujá roxo, maracujá do mato, maracujá doce ou maracujá azedo, que se diferenciam quanto a cor da casca, da polpa e no sabor mais adocicado ou azedo. As folhas, flores e a polpa do fruto podem ser usados na forma de suco ou chás, a casca pode ser usada como farinha, adicionada a alimentos, e as flores também são usadas como suplementos em cápsulas.

Devido a algumas contraindicações e efeitos adversos, o consumo dos suplementos à base de maracujá devem ser feitos sob a recomendação de um médico ou outro profissional de saúde especializado em fitoterapia.

Maracujá: 7 benefícios e como consumir (com receitas)

Por suas propriedades, o  maracujá possui diversos benefícios para a saúde, como:

1. Diminuir ansiedade e estresse

O maracujá diminui os sintomas de ansiedade e estresse, pois é composto por flavonoides, como kaempferol e quercetina, que atuam diretamente no sistema nervoso, acalmando e promovendo o relaxamento. Conheça outros alimentos que ajudam a melhorar a ansiedade e o estresse.

2. Controlar e prevenir a diabetes

A polpa e as folhas do maracujá são ricos em antioxidantes, como vitamina C, betacarotenos, flavonoides e antocianinas que protegem as células responsáveis pela produção de insulina, ajudando no controle dos níveis de glicose no sangue e na prevenção da diabetes.

Além disso, a casca do fruto é rico em pectina, um tipo de fibra que ajuda na liberação lenta dos carboidratos dos alimentos no organismo, equilibrando os níveis de glicose no sangue, controlando a diabetes. Veja como fazer e os benefícios da farinha da casca do maracujá.

3. Combater a insônia

Tanto as folhas, quanto as flores e a polpa do maracujá têm propriedades sedativas leves do sistema nervoso central, ajudando a combater a insônia e promovendo um sono mais tranquilo e revigorante. Veja como usar o maracujá para dormir.

4. Ajudar na perda de peso

A casca do maracujá é rica em fibras, como a pectina, que ajudam a diminuir a velocidade de digestão dos alimentos, diminuindo a fome e facilitando a perda de peso. Conheça outros alimentos ricos em fibra que promovem a perda de peso.

Além disso, o maracujá também tem um efeito relaxante, o que pode ajudar a combater a compulsão alimentar, ajudando na perda de peso. Veja receita com maracujá para perder peso.

5. Evitar doenças cardiovasculares

Por conter altas quantidades de antioxidantes, como flavonoides e antocianinas, o maracujá melhora a saúde das artérias e impede a formação de radicais livres, favorecendo a prevenção de doenças crônicas, como aterosclerose, infarto, pressão alta e derrame.

A polpa e a casca do maracujá também são ricos em fibras que promovem a redução da absorção de gordura dos alimentos no intestino, regulando os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue.

6. Combater a prisão de ventre

O maracujá combate a prisão de ventre, pois tem ótimas quantidades de fibras, importantes para facilitar a formação do bolo fecal e ajudar na eliminação das fezes.

Além disso, a pectina da casca do maracujá serve de alimento para as bactérias benéficas da flora intestinal, favorecendo o bom funcionamento do intestino.

7. Prevenir flacidez e envelhecimento precoce

O maracujá é rico em antioxidantes, como vitamina C, vitamina A e antocianinas que protegem as células da pele contra os radicais livres, prevenindo a flacidez e o envelhecimento precoce. Veja outros alimentos antioxidantes que previnem o envelhecimento.

Além disso, a polpa e a casca do fruto têm ótimas quantidades de fibras que ajudam no controle da glicemia e impedem a formação de produtos de glicação avançada (AGEs), diminuindo a inflamação e prevenindo a flacidez da pele.

Informação nutricional

A tabela a seguir traz a composição nutricional de 100g da polpa do maracujá:

Componentes

Quantidade por 100 g de maracujá

Energia

68,4 Kcal

Lípidos

2,1 g

Proteínas

2,0 g

Carboidratos

12,3 g

Fibras

3,3 g

Vitamina A

125 mcg

Vitamina C

23 mg

Caroteno

750 mcg

Magnésio

29 mg

Fósforo

64 mg

Potássio

200 mg

Vitamina B2

0,02 mcg

Para se obter os benefícios do maracujá, é importante também manter uma dieta balanceada e praticar atividades físicas regularmente.

Como usar o maracujá

O maracujá pode ser usado na forma de chá ou infusão usando folhas secas, frescas ou trituradas, flores ou fruto da planta, ou pode ser usado na forma de tintura, extrato ou em cápsulas.

Além disso, a polpa pode ser usada para fazer sucos naturais, compotas ou doces e a casca pode ser desidratada e usada como suplemento em alimentos e sucos.

Chá de maracujá

O chá de maracujá pode ser preparado com folhas secas, frescas ou trituradas da planta, e pode ser usado para o tratamento da ansiedade, insônia e hiperatividade em crianças.

  • Ingredientes: 1 colher de chá de folhas secas ou trituradas de maracujá ou 2 colheres de chá de folhas frescas.
  • Modo de preparo: numa xícara de chá colocar as folhas secas, trituradas ou frescas do maracujá e adicionar 150 ml de água fervente. Tapar, deixar repousar durante 5 a 10 minutos e coar antes de beber.

Para o tratamento da insônia e ansiedade este chá deve ser bebido até 4 vezes por dia. Para auxiliar no tratamento da hiperatividade em crianças, a quantidade deve ser indicada por um pediatra.

Tintura de maracujá

A tintura de maracujá pode ser comprada em farmácias de manipulação ou lojas de produtos naturais e deve ser tomada 3 vezes por dia, sendo recomendada a ingestão de 2 a 4 ml de tintura, o equivalente a 40 - 80 gotas, diluídas em 50 ml de água, segundo orientações do médico ou fitoterapeuta.

Extrato fluido de maracujá

O extrato fluido de maracujá pode ser comprado no mercado, farmácias de manipulação ou lojas de produtos naturais e deve ser tomado 3 vezes por dia, junto com 50 ml de água, sendo recomendado tomar 2 ml, equivalente a 40 gotas, segundo orientação do médico ou fitoterapeuta.

Cápsulas de maracujá

As cápsulas de maracujá podem ser compradas em farmácias, farmácias de manipulação ou lojas de produtos naturais, sendo recomendado tomar de 1 a 2 cápsulas de 200 mg, de manhã e à noite, segundo orientação do médico ou fitoterapeuta.

Farinha da casca de maracujá

A farinha da casca de maracujá pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, supermercados ou farmácias, podendo-se adicionar 1 colher de sopa na água, em saladas ou ou outras preparações já prontas. Veja como fazer a farinha da casca do maracujá.

Efeitos adversos e contraindicações

Devido à sua ação no sistema nervoso e propriedade calmante, o efeito adverso mais comum do maracujá é a sonolência, principalmente se for ingerido em excesso.

Por ter efeito calmante, não é aconselhável consumir fitoterápicos contendo o maracujá enquanto se opera máquinas ou dirige.

Como o maracujá pode baixar a pressão arterial, o consumo desse fruto é contraindicado para pessoas com pressão baixa, a não ser que seja liberado pelo médico. Da mesma forma que o maracujá deve ser evitado por quem usa medicamentos antidepressivos, calmantes e anticoagulantes.

O chá, as tinturas e os suplementos contendo o maracujá também não são indicados para crianças menores de 12 anos, mulheres grávidas e que estejam amamentando, pois não existem estudos que comprovem a segurança no consumo nestas situações.

Receitas com maracujá

O maracujá pode ser usado em receitas doces e salgadas, como mousses ou molhos para carnes, peixes ou saladas.

1. Molho de maracujá para salada

Maracujá: 7 benefícios e como consumir (com receitas)

Ingredientes:

  • 3 colheres de sopa de polpa de maracujá;
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • 1 colher de sopa de mel;
  • 1 colher de sopa de água filtrada;
  • ¼ de  colher de café de sal;
  • Pimenta do reino à gosto.

Modo de preparo:

Juntar todos os ingredientes e misturar bem com um batedor (fouet) ou colher até ficar com uma consistência bem cremosa. Manter na geladeira  em um pote fechado, até a hora de servir.

2. Suco de maracujá com manga e hortelã

Ingredientes:

  • Polpa de 1 maracujá;
  • 1 manga média madura;
  • 2 xícaras de água filtrada;
  • 3 cubos de gelo;
  • 4 folhas de hortelã;
  • 1 colher de sobremesa de mel ou adoçante stévia.

Modo de preparo:

Lavar o maracujá, retirar a polpa e colocar em um liquidificador. Lavar a manga, descascar e picar, e colocar no liquidificador. Acrescentar a água, o gelo e a hortelã e bater no liquidificador por 3 minutos e transferir para um copo. Adoçar com o mel ou stévia e servir.

3. Mousse de Maracujá

Ingredientes:

  • 1 envelope de gelatina em pó incolor e sem açúcar;
  • 1/2 xícara de suco natural de maracujá;
  • 1/2 maracujá;
  • 2 xícaras de iogurte natural.

Modo de preparo:

Em uma panela, misturar a gelatina ao suco de maracujá e depois levar ao fogo médio, mexendo constantemente até que a gelatina dissolva completamente. Depois, retirar do fogo, adicionar o iogurte e misturar bem. Em seguida, colocar a mistura em uma travessa ou taças individuais e deixar na geladeira por 30 minutos ou mais. Depois, é só colocar a polpa do maracujá por cima e servir.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • FLORIEN. Maracujá. Disponível em: <http://florien.com.br/wp-content/uploads/2016/07/MARACUJA.pdf>. Acesso em 16 Abr 2019
  • U.S DEPARTMENT OF AGRICULTURE: FOODDATA CENTRAL. Passion fruit, raw. Disponível em: <https://fdc.nal.usda.gov/fdc-app.html#/food-details/786707/nutrients>. Acesso em 23 Out 2020
  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP . Tabela Brasileira de Composição de Alimentos. 2011. Disponível em: <http://www.nepa.unicamp.br/taco/contar/taco_4_edicao_ampliada_e_revisada.pdf?arquivo=taco_4_versao_ampliada_e_revisada.pdf>. Acesso em 16 Abr 2019
  • GUERRERO-OSPINA Juan Camilo et al. Beneficial Effects of Passiflora edulis on Blood Pressure and Reduction of Oxidative Stress. Indian Journal of Science and Technology. 11. 43; 1-8, 2018
  • PLATAFORMA PORTUGUESA DE INFORMAÇÃO ALIMENTAR . Composição de Alimentos: maracujá. Disponível em: <http://portfir.insa.pt/foodcomp/food?19739>. Acesso em 23 Out 2020
  • FONSECA Lyca et al. Herbal Medicinal Products from Passiflora for Anxiety: An Unexploited Potential. The Scientific World Journal. 1-18, 2020
  • INGALE A et al. Pharmacological studies of Passiflora sp. and their bioactive compounds. African Journal of Plant Science. 4. 10; 417-426, 2010
  • THOKCHOM Rocky et al. Production Preference and Importance of Passion Fruit (Passiflora Edulis): A Review . Journal of Agricultural Engineering and Food Technology . 4. 1; 27-30, 2017
  • ZERAIK, Maria Luiza; PEREIRA, Cintia A. M.; ZUIN, Vânia G.; YARIWAKE, Janete H. Maracujá: um alimento funcional?. Revista Brasileira de Farmacognosia. Vol 20. 3 ed; 459-471, 2010
  • CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO. PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERÁPICOS. 2019. Disponível em: <http://www.crfsp.org.br/images/cartilhas/PlantasMedicinais.pdf>. Acesso em 07 Set 2021
  • AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA - ANVISA. Formulário de fitoterápicos: farmacopéia brasileira 2ª edição. 2021. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/farmacopeia/formulario-fitoterapico/arquivos/2021-fffb2-final-c-capa2.pdf>. Acesso em 07 Set 2021
Mais sobre este assunto: