Chá de amora: para que serve, como fazer e efeitos colaterais

Evidência científica

O chá de amora ajuda a aliviar os sintomas da menopausa, controlar a pressão alta e prevenir a diabetes. Além disso, o chá de amora também fortalece o sistema imunológico, combate a diarreia e pode ajudar no emagrecimento.

Esses benefícios são possíveis porque o chá de amora é rico em flavonoides, taninos e 1-desoxinojirimicina, que são compostos naturais com propriedades antioxidantes, hipoglicemiantes, antimicrobianas e adstringentes.

O chá de amora pode ser feito com folhas, caules e raízes de diferentes tipos dessa planta, como amora preta (Morus nigra L.), ou amora miúra; amora branca (Morus alba L.); e amora vermelha (Rubus rosifolius Sm).

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

As principais indicações do chá de amora para a saúde são:

1. Aliviar os sintomas da menopausa

O chá de amora, principalmente o de amora negra, é rico em flavonoides, flavonas e isoflavonas, compostos fenólicos que equilibram os níveis de estrogênio no organismo, aliviando os sintomas da menopausa, como mudanças de humor, ondas de calor e insônia. Confira outros remédios caseiros para menopausa.

2. Controlar a pressão alta

Por ser rico em taninos, que são compostos fenólicos com ação antioxidante e anti-inflamatória, o chá de amora melhora a saúde das artérias e previne a formação de placas de gordura, facilitando a circulação de sangue e ajudando a controlar a pressão alta.

No entanto, o chá de amora não deve substituir o uso de medicamentos indicados pelo médico, devendo, por isso, ser usado para complementar o tratamento da pressão alta.

3. Prevenir a diabetes

O chá de amora protege o pâncreas contra os danos causados pelos radicais livres e melhora a ação da insulina, equilibrando os níveis de glicose no sangue e prevenindo, assim, a resistência à insulina e a diabetes.

Além disso, o chá de amora também contém 1-desoxinojirimicina, um composto bioativo que diminui a absorção de carboidratos no intestino, ajudando a controlar os níveis de açúcar no sangue.

4. Evitar doenças cardíacas

Por ter uma potente ação antioxidante, o chá de amora  impede a oxidação das células de gordura, controlando os níveis de colesterol “ruim”, LDL, e triglicerídeos no sangue, evitando, por isso, o surgimento de doenças cardíacas, como infarto, aterosclerose e AVC.

5. Tratar infecções

O chá de amora contém antocianinas e taninos, que são compostos com ação antimicrobiana, que combatem bactérias como Escherichia coli e Staphylococcus aureus, ajudando no tratamento de infecções como gengivite e dor de garganta, por exemplo.

6. Combater a diarreia

O chá de amora combate a diarreia, porque contém compostos bioativos com ação anti-inflamatória e adstringente, como flavonoides e taninos, que diminuem a inflamação do intestino.

7. Fortalecer o sistema imunológico

As grandes quantidades de flavonoides e taninos presentes no chá de amora, ajudam a combater os radicais livres e estimular a liberação de células de defesa, fortalecendo o sistema imunológico e ajudando a combater vírus, bactérias e fungos.

Chá de amora emagrece?

O chá de amora contém 1-desoxinojirimicina, um composto bioativo que bloqueia a enzima que digere os carboidratos no intestino, podendo, por isso, diminuir a absorção de calorias e ajudar a emagrecer.

No entanto, para emagrecer, o chá de amora deve ser incluído em uma dieta saudável, associada à prática regular de exercícios físicos.

Além disso, ainda são necessários mais estudos em seres humanos para comprovar os benefícios do chá de amora no emagrecimento.

Como fazer o chá de amora

O chá de amora pode ser feito usando-se as folhas frescas ou secas, o caule ou a raiz dessa planta.

Ingredientes:

  • 1 colher (de chá) de folhas frescas de amora;
  • 200 ml de água.

Modo de preparo:

Numa panela, colocar a água e levar ao fogo para ferver. Após apagar o fogo, acrescentar as folhas de amora, tampar a panela e deixar repousar por 5 minutos. Coar e beber em seguida. Pode-se beber até 3 xícaras desse chá por dia.

Possíveis efeitos colaterais

Embora o chá de folha de amora seja geralmente seguro, o consumo elevado dessa bebida pode causar efeitos colaterais como náuseas, tontura, diarreia ou prisão de ventre.

Quem não deve usar

Crianças, assim como mulheres grávidas ou que estejam amamentando devem evitar o chá de amora, porque ainda não existem estudos suficientes sobre a segurança do consumo desse chá nessas fases.

Além disso, pessoas com hipoglicemia ou que usam remédios para controlar a diabetes ou a pressão alta, devem consultar um médico ou outro profissional de saúde especializado no uso de plantas medicinais, antes de tomar esse chá.

Vídeos relacionados