Maca peruana: o que é, para que serve e como tomar

A maca peruana é uma raiz da família do nabo, que é considerada um superalimento, por ser rico em fibras e gorduras essenciais, que nutrem o corpo e contribuem para o aumento da energia e do vigor físico.

O nome científico da maca peruana é Lepidium meyenii, mas também pode ser popularmente conhecida como Ginseng-dos-Andes ou Viagra-dos-Incas. Por ser muito rica em alcalóides, flavonóides e glicosídeos, a maca peruana tem várias propriedades medicinais, sendo usada para aumentar a vitalidade e a libido, e diminuir o cansaço e a fadiga.

A maca peruana pode ser comprada em lojas de produtos naturais sob a forma de cápsulas ou pó gelatinizado, que pode ser misturado em vitaminas ou sucos de fruta, por exemplo. Deve ser usada com orientação do médico, do nutricionista ou do fitoterapeuta.

Para que serve

A maca peruana pode ser usada para:

1. Aumentar o desejo sexual

A Maca peruana possui substâncias como macaridina, macamidas, glucosinolatos e alcalóides, com propriedades estimulantes, tônicas e antidepressivas e, por isso, é considerada um poderoso estimulante sexual, sendo indicada para aumentar o desejo sexual.

Um estudo [1] mostrou que doses de 1500 a 3000 mg de Maca peruana por dia, na forma gelatinizada em pó, podem ajudar a melhorar o desejo sexual e aumentar libido em homens, após 8 semanas de tratamento.

Outro estudo [2] feito com mulheres, com doses de 3000 mg por dia de raiz da Maca peruana, tomadas por 12 semanas, demonstrou que a planta foi capaz de ajudar a aumentar libido de mulheres com disfunção sexual causada pelo uso de antidepressivos.

No entanto, ainda são necessários mais estudos para avaliação do efeito da Maca peruana para aumentar o desejo sexual. Veja outras estratégias para aumentar o desejo sexual.

2. Melhorar a disfunção erétil

De acordo com um estudo [3], que utilizou 2,4 g da raiz da Maca por 12 semanas em homens, essa planta pode ajudar a melhorar a disfunção erétil leve em homens, melhorando o bem estar geral e o desejo sexual.

3. Ajudar a controlar a glicemia

Alguns estudos [4,5] feitos com ratos em laboratório, mostraram que a Maca peruana pode ajudar a controlar a glicemia devido à presença de flavonóides e fenóis na sua composição, com ação antioxidante, que ajudam a reduzir os danos causados pelos radicais livres nas células e melhorar a produção e/ou a ação da insulina, podendo ser um interessante aliado natural no tratamento da diabetes.

Ainda assim, são necessários estudos em humanos que comprovem esse benefício.

4. Diminuir o cansaço e a fadiga

Os polissacarídeos presentes na Maca peruana podem ajudar a aumentar a energia e o rendimento, tanto físico como mental, reduzindo os sintomas de cansaço e fadiga.

Além disso, a Maca peruana, por aumentar os níveis de energia no corpo, pode ser usada por atletas ou por pessoas que desejam melhorar o desempenho nas atividades físicas. Quando consumida após a prática de esportes, pode ajudar a reduzir a dor ou a fadiga muscular. Veja outros suplementos para melhorar o desempenho físico.

5. Melhorar a concentração e o raciocínio

Os ácidos graxos presentes no óleo essencial de Maca possuem efeito antioxidante que reduz o dano causado pelos radicais livres nas células, protegendo os neurônios. Desta forma, esta planta pode ajudar a aumentar o rendimento mental, melhorando o raciocínio, a concentração e a memória.

6. Aliviar sintomas da menopausa

Alguns estudos [6,7] têm demonstrado que os flavonóides presentes na Maca peruana podem ajudar a aliviar os sintomas da menopausa, como ansiedade ou depressão, melhorando o humor e a disposição.

Além disso, a Maca pode ajudar a regular os níveis de estrogênio no corpo, o que pode reduzir os sintomas da menopausa como ondas de calor ou suor noturno, por exemplo.

7. Ajudar a emagrecer

A Maca pode ser usada como suplemento durante processos de emagrecimento pois melhora os níveis de energia, e aumenta a disposição para realização de exercícios físicos. No entanto, seu uso deve ser feito com orientação do médico, e fazer parte de uma dieta balanceada indicada pelo nutricionista. Veja como fazer uma dieta para emagrecer com saúde.

Como tomar maca peruana

A dose diária recomendada de Maca é de aproximadamente 3000 mg, dividida em 3 vezes, tomadas durante as refeições até a um máximo de 4 meses.

No entanto, a dosagem pode variar de acordo com o tipo de tratamento ou da condição a ser tratada. Dessa forma, o melhor sempre é consultar um nutricionista ou um naturopata antes de utilizar cápsulas de Maca.

A Maca também pode ser consumida como um alimento, na forma de raiz ou pó, devendo ser adicionada na preparação de pratos ou bebidas, por exemplo, na proporção de 2 a 3 colheres de chá.

Possíveis efeitos colaterais

A Maca peruana é segura para a maioria dos adultos quando utilizada em pequenas quantidades na alimentação ou tomada nas doses recomendadas de 3000 mg por dia por até 4 meses de tratamento.

No entanto, quando consumida em quantidades excessivas ou por tempo de tratamento prolongado, pode causar alergia, por isso, o seu uso deve ser feito somente com orientação médica, de um nutricionista ou de um profissional de saúde com experiência em plantas medicinais.

Quem não deve tomar

A Maca peruana não deve ser utilizada durante a gravidez ou amamentação.

Além disso, também não deve ser usada por mulheres com histórico de algum tipo de doença ou câncer dependente de estrogênios, como endometriose, mioma uterino, câncer de mama, ovário ou útero.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Manuel Reis - Enfermeiro, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • RODRIGO, M. E.; et al. Disminución del daño oxidativo y efecto hipoglicemiante de la maca (Lepidium meyenii Walp) en ratas con diabetes inducida por streptozotocina. An Fac Med. 72. 1; 7-11, 2011
  • DRUGS.COM. Maca. Disponível em: <https://www.drugs.com/npc/maca.html>. Acesso em 15 fev 2022
Mostrar bibliografia completa
  • PERES, N. S. L.; et al. Medicinal effects of Peruvian maca (Lepidium meyenii): a review. Food Funct. 1-10, 2020
  • CISNEROS R.; et al. Relación de glutatión reducido/oxidado (GSH/GSSG) en ratas diabéticas tratadas con maca (Lepidium meyenii walp). An Fac Med. 72. 2; 107-111, 2011
  • JIVAD, N.; RABIEI, Z. A review study on medicinal plants used in the treatment of learning and memory impairments. Asian Pacific Journal of Tropical Biomedicine. 4. 10; 780-789, 2014
  • STONE, M.; et al. A pilot investigation into the effect of maca supplementation on physical activity and sexual desire in sportsmen. Journal of Ethnopharmacology. 126. 3; 574-576, 2009
  • RUBIO, J.; et al. Doseresponse effect of black maca (Lepidium meyenii) in mice with memory impairment induced by ethanol. Toxicology Mechanisms and Methods. 21. 8; 628-34, 2011
  • STOJANOVSKA, L.; et al. Maca reduces blood pressure and depression, in a pilot study in postmenopausal women. Climacteric. 18. 1; 69-78, 2015
  • ZENICO, T.; et al. Subjective effects of Lepidium meyenii (Maca) extract on well-being and sexual performances in patients with mild erectile dysfunction: a randomised, double-blind clinical trial. First International Journal of Andrology. 41. 2; 95-99, 2009
  • MELNIKOVA, I.; et al. Effect of Lepidium meyenii Walp. on Semen Parameters and Serum Hormone Levels in Healthy Adult Men: A Double-Blind, Randomized, Placebo-Controlled Pilot Study. Evid Based Complement Alternat Med. 2015. 324369, 2015
  • GONZALES, G. F.; et al. Effect of Lepidium meyenii (MACA) on sexual desire and its absent relationship with serum testosterone levels in adult healthy men. First International Journal of Andrology. 34. 6; 367-372, 2002
  • DORDING, C. M.; et al. A Double-Blind Placebo-Controlled Trial of Maca Root as Treatment for Antidepressant-Induced Sexual Dysfunction in Women. Evid Based Complement Alternat Med. 2015. 949036, 2015
  • BEHARRY, S.; HEINRICH, M. Is the hype around the reproductive health claims of maca (Lepidium meyenii Walp.) justified?. J Ethnopharmacol. 2011. 126-170, 2018
  • SHIN, Byung-Cheul; et al. Maca (L. meyenii) for improving sexual function: a systematic review. BMC Complementary and Alternative Medicine. 10. 44; 1-6, 2010
  • BROOKS, Nicole A.; et al. Beneficial effects of Lepidium meyenii (Maca) on psychological symptoms and measures of sexual dysfunction in postmenopausal women are not related to estrogen or androgen content. Menopause: December. 15. 6; 1157-1162, 2008
  • GONZALEZ Gustavo; VILLAORDUÑAS Leonidas et al. MACA (Lepidium meyenii Walp), UNA REVISIÓN SOBRE SUS PROPIEDADES BIOLÓGICAS . Revista Peruana de Medicina Experimental y Salud Pública. 31. 1; 100-110, 2014
  • GONZALES Carla, YUPANQUI Irma et al. Acceptability, Safety, and Efficacy of Oral Administration of Extracts of Black or Red Maca (Lepidium meyenii) in Adult Human Subjects: A Randomized, Double-Blind, Placebo-Controlled Study. Pharmaceuticals . 9. 3; 1-23, 2016
  • STOJANOVSKA L, LAW C et al . Maca reduces blood pressure and depression, in a pilot study in postmenopausal women . Climacteric Journal. 18. 1; 1-10, 2015
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.

Tuasaude no Youtube

  • Alimentos para aumentar a TESTOSTERONA · com receita

    12:17 | 723164 visualizações
  • A melhor receita para AUMENTAR A TESTOSTERONA

    05:30 | 124453 visualizações
  • Quais são os alimentos energéticos?

    03:50 | 35647 visualizações
  • MENOPAUSA | Dieta para Aliviar Sintomas

    06:23 | 481996 visualizações
  • Emagrecer com Saúde

    03:12 | 441669 visualizações