Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sacroileíte: o que é, sintomas, causas e como tratar

A sacroileíte é uma das principais causas de dor no quadril e acontece devido à inflamação da articulação sacroilíaca, que fica na parte de baixo da coluna vertebral, onde se conecta com o quadril e pode afetar somente um lado do corpo ou ambos. Essa inflamação causa dor na parte inferior das costas ou nas nádegas que pode se estender para as pernas.

A sacroileíte pode ser causada por quedas, problemas de coluna, gravidez, entre outros, já que acontece quando há algum dano nas articulações e o tratamento deve ser indicado por um ortopedista, podendo incluir o uso de medicamentos, fisioterapia e outros exercícios.

Sacroileíte: o que é, sintomas, causas e como tratar

Causas da dor por sacroileíte

O principal sintoma da sacroileíte é a dor que afeta a parte inferior das costas e as nádegas, podendo se expandir para a virilha, pernas e para os pés. Por vezes, se acompanhada de uma infecção, pode causar febre.

Existem alguns fatores que podem piorar essa dor como ficar em pé por muito tempo, subir ou descer escadas, correr ou caminhar com passadas longas e carregar mais peso em uma perna do que na outra.

A sacroileíte pode ser causada por situações como:

  • Queda ou acidente que tenha causado dano às articulações sacroilíacas;
  • Sobrecarga da articulação, como no caso de atletas saltadores e corredores;
  • Doenças como artrite de desgaste e gota;
  • Problemas da coluna;
  • Ter uma perna maior que a outra;
  • Infecções na articulação;

Além disso, a sacroileíte é mais frequente em pessoas com obesidade ou sobrepeso, com idade avançada e em gestantes.

Como confirmar o diagnóstico

Uma vez que os sintomas da sacroileíte são comuns a outros problemas da coluna, para se obter um diagnóstico confiável o médico deve utilizar mais de um método para confirmar a presença da doença. Normalmente, é realizado o exame físico no consultório do médico além de exames de imagem como raio X e até ressonância magnética.

Pessoas diagnosticadas com esta doença devem ter atenção pois são mais propensos a desenvolver futuramente a espondilite anquilosante, que é uma doença degenerativa grave. Conheça mais sobre a espondilite anquilosante e como tratar.

Como é feito o tratamento

O tratamento para sacroileíte deve ser orientado pelo médico e tem como objetivo aliviar os sintomas e diminuir as crises, que pode ser feito por meio de medicamentos, técnicas de alívio da dor ou com exercícios.

Quanto ao tratamento medicamentoso, esse pode ser feito com analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares. Nas situações mais graves, podem ser aplicadas injeções de corticóides direto na articulação e em caso de infecção pela presença de micro-organismos no local, o tratamento é feito com antibióticos.

Entretanto, apesar de tratar, é comum que pessoas com essa inflamação a tenham várias vezes ao longo da vida, quando existe uma pré-disposição genética. Por exemplo, quando há um desnível na articulação do quadril, que geralmente é agravada pela diferença de comprimento das pernas, quando uma tem alguns centímetros a mais que a outra. Essa alteração acaba causando uma descompensação em toda a estrutura corporal inclusive nas articulações da coluna, levando à persistência da sacroileíte e por isso é recomendado o uso contínuo de uma palmilha dentro do calçado para ajustar a altura da perna e diminuir a sobrecarga da articulação.

Outras opções de tratamento podem incluir a aplicação de compressas quentes e frias sobre a região para aliviar a dor e a inflamação, sessões de fisioterapia para reeducação postural e exercícios de fortalecimento e alongamento. Veja 5 exercícios indicados para sacroileíte. 

Sacroileíte em mulheres grávidas é comum?

A sacroileíte é um problema comum entre as gentantes, já que durante a gravidez o corpo passa por mudanças e o quadril e as articulações sacroilíacas se soltam para acolher o feto. Além disso, em função do peso da barriga, muitas mulheres acabam mudando a maneira de andar e desenvolvendo a inflamação.

Bibliografia >

  • MOROS, Maria Lapresta et al. Septic shock in pregnancy due to pyogenic sacroiliitis: a case report. J Med Case Reports. Vol. 3. 2009
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem