Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Conheça as causas e como tratar a dor nas pernas

A dor nas pernas pode ter diversas causas, como má circulação, dor ciática, varizes, excesso de esforço físico ou neuropatia e, por isso, para identificar a sua causa deve-se observar o local exato e as características da dor, assim como se as duas pernas são afetadas ou somente uma.

Normalmente a dor em repouso indica problemas de circulação, como doença vascular periférica, enquanto dor nas pernas ao acordar pode ser sinal de câimbra noturna ou falta de circulação. Já a dor nas pernas e nas costas pode ser sintoma de problemas na coluna ou compressão dos nervos, por exemplo.

Outras causas menos comuns lúpus, gota ou doença de Paget. Quando a dor nas pernas está mais relacionada ao cansaço e falta de energia o médico pode suspeitar de fibromialgia, síndrome da fadiga crônica ou dor miofacial, por exemplo.

Usar meias de compressão elásticaUsar meias de compressão elástica

1. Má circulação

A dor nas pernas causada por má circulação afeta principalmente idosos e pode surgir em qualquer hora do dia, mas piora após passar algum tempo sentado ou de pé, na mesma posição. Os pés e os tornozelos podem ficar inchados e com uma coloração arroxeada, indicando dificuldade no retorno do sangue para o coração.

Uma situação um pouco mais grave é o surgimento de trombose, que acontece quando um pequeno coágulo consegue interromper uma parte da circulação para as pernas. Nesse caso, a dor é localizada, mais frequentemente, na panturrilha, e existe dificuldade para movimentar os pés. Esta é uma situação que pode acontecer após alguma cirurgia ou quando se usa anticoncepcional sem orientação médica.

  • Como aliviar: Deitar de barriga para cima com as pernas elevadas durante 30 minutos pode ajudar, mas o médico pode indicar o uso de remédios para melhorar a circulação, assim como o uso de meias de compressão elástica. Já em caso de suspeita de trombose deve-se ir rapidamente ao hospital.

2. Problemas musculares

A dor muscular pode surgir após um esforço físico repentino, como depois de praticar exercício físico intenso ou ao usar um sapato desconfortável, por exemplo. Nestes casos, a dor geralmente surge no final do dia e é, muitas vezes, sentida como "cansaço nas pernas". Outra causa comum de dor nas pernas de origem muscular são as cãibras que normalmente ocorrem durante a noite e são muito frequentes durante a gravidez.

3. Alterações da coluna

Quando a dor nas pernas é provocada por alterações na coluna, a pessoa pode sentir dor no fundo das costas, glúteos e parte detrás da coxa, podendo haver também sensação de formigamento ou fraqueza nas pernas. Além disso, a dor nas pernas ao caminhar pode ser sintoma de inflamação do nervo ciático ou hérnia de disco, por exemplo.

  • Como aliviar: colocar uma compressa morna no local da dor, deixando atuar por 20 minutos, além de evitar esforços, levantar objetos pesados e, em alguns casos, pode ser preciso fazer fisioterapia. Se achar que a dor é provocada pelo nervo ciático, veja um ótimo remédio caseiro para dor ciática.

4. Problemas articulares

Especialmente nos idosos, a dor nas pernas pode estar relacionada a problemas ortopédicos como artrite ou artrose. Nestes casos outros sintomas devem estar presentes como dor nas articulações e rigidez nos primeiros 15 minutos da manhã.

  • Como aliviar: aplicar uma compressa quente sobre a articulação afetada, como joelho ou tornozelo, durante cerca de 15 minutos. Além disso, é recomendado consultar o ortopedista pois pode ser necessário tomar anti-inflamatórios ou fazer fisioterapia. Saiba mais: Como tratar os tipos de artrite mais comuns.
Deitar com pernas elevadasDeitar com pernas elevadas

Dor nas pernas na gravidez

A dor nas pernas na gravidez é um sintoma muito comum e normal, principalmente no início da gravidez, pois há um grande aumento de produção de estrogênio e progesterona, que provocam dilatação das veias das pernas, aumentando o volume de sangue nas pernas da mulher. O crescimento do bebê no útero, assim como o aumento de peso da grávida, levam a compressão do nervo ciático e da veia cava inferior levando ao inchaço e dor nas pernas.

Para aliviar este desconforto, a mulher pode deitar de barriga para cima, com os joelhos dobrados, fazendo um exercício de alongamento da coluna e descansar com as pernas elevadas. Veja mais soluções para aliviar a dor nas pernas com inchaço durante a gestação.

Quando ir ao médico

É aconselhado ir no médico quando a dor nas pernas é muito intensa ou quando existem outros sintomas. Também é importante ir ao médico:

  • Quando a dor na perna é localizada e muito intensa;
  • Quando há rigidez da panturrilha;
  • Em caso de febre;
  • Quando os pés e tornozelos estão muito inchados;
  • Em caso de suspeita de fratura;
  • Quando não permite o trabalho;
  • Quando dificulta a caminhada.

Na consulta deve-se referir a intensidade da dor, quando ela surgiu e o que foi feito para tentar amenizar. O médico poderá solicitar exames para indicar o tratamento adequado, que por vezes pode incluir uso de medicamentos ou fisioterapia.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...