Pneumonia: o que é, sintomas, tipos, causas e tratamento

agosto 2022
  1. Sintomas
  2. Tipos
  3. Causas
  4. Marcar consulta
  5. Tratamento

A pneumonia é a infecção dos pulmões, que provoca inflamação dos bronquíolos, gerando sintomas como febre alta, calafrios, tosse seca ou com catarro, falta de ar e dor no peito.

O tratamento da pneumonia varia de acordo com a causa da infecção, que pode ser viral, bacteriana, fúngica ou aspirativa, por exemplo, sendo geralmente indicado o uso de antibióticos, analgésicos, nebulizações e fisioterapia respiratória, que devem sempre ser prescritos por um clínico geral ou pneumologista.

Além disso, alguns remédios caseiros, como o chá de assa peixe ou guaco, também podem complementar o tratamento médico da pneumonia, ajudando a fortalecer o sistema imunológico e aliviando a tosse, a falta de ar e a febre. Veja outros remédios caseiros para aliviar os sintomas da pneumonia.

Principais sintomas

Os principais sintomas da pneumonia são:

  • Febre, que pode ser baixa e constante ou alta;
  • Cansaço;
  • Falta de ar, dificuldade para respirar ou respiração acelerada;
  • Tosse, que pode ser seca ou com catarro;
  • Dor de cabeça;
  • Perda do apetite;
  • Confusão mental, especialmente em idosos;
  • Dor no peito;
  • Perda de peso;
  • Dor de garganta.

Os sintomas da pneumonia podem ser leves, moderados e graves, variando conforme a idade da pessoa e as causas da infecção.

Em bebês e crianças, os principais sinais e sintomas da pneumonia incluem vômito, febre, tosse, irritação, cansaço, dificuldade para respirar e para comer.

Teste online de sintomas

Para saber o risco de estar com pneumonia, selecione os sintomas que apresenta no teste de sintomas a seguir:

  1. 1.Febre acima de 38º C
  2. 2.Dificuldade para respirar ou falta de ar
  3. 3.Respiração mais rápida que o normal
  4. 4.Tosse seca
  5. 5.Tosse com catarro esverdeado ou com sangue
  6. 6.Dor no peito
  7. 7.Dor de cabeça constante
  8. 8.Cansaço frequente ou dores musculares
  9. 9.Suores noturnos intensos

Tipos de pneumonia

A pneumonia pode ser classificada de acordo com a sua causa e/ou com o tipo de microrganismo que está causando a infecção.

Os principais tipos de pneumonia são:

1. Pneumonia viral

A pneumonia viral é uma infecção nos pulmões causada pelos vírus da influenza A, B ou C, H1N1, H5N5, além de poder ser causada também pelo novo coronavírus (COVID-19). Este tipo de pneumonia pode ser transmitida de pessoa para pessoa através das gotas de saliva ou de secreção respiratória, sendo mais comum em idosos e crianças.

2. Pneumonia bacteriana

A bactéria Streptococcus pneumoniae é a principal causadora desse tipo de pneumonia. No entanto, outras bactérias, como Klebsiella pneumoniae e Staphylococcus aureus também podem causar essa doença. Conheça todas as causas da pneumonia bacteriana.

A pneumonia bacteriana não é transmissível, sendo normalmente adquirida através do agravamento de uma gripe ou resfriado, ou pela entrada nos pulmões de bactérias de outras infecções ou da boca, através de engasgos com alimentos e bebidas, por exemplo.

3. Pneumonia atípica

Esse tipo de pneumonia é causada pela infecção de microrganismos menos comuns, como o Mycoplasma pneumoniae e a Legionella pneumophila, que é transmitida de pessoa para pessoa através de gotículas da saliva. Entenda mais sobre a pneumonia atípica.

4. Pneumonia hospitalar

A pneumonia hospitalar, ou nosocomial, é causada por bactérias presentes no ambiente dos hospitais, afetando principalmente pessoas em uso de ventilação mecânica, um procedimento para facilitar a respiração, e que pode favorecer a entrada de bactérias naturalmente presentes na boca e no nariz para os pulmões.

5. Pneumonia aspirativa

A aspiração ou inalação de bebidas, comida ou vômitos são as principais causas da pneumonia aspirativa, sendo mais comum em pessoas com dificuldades para engolir, como bebês, idosos e pessoas que respiram com ajuda de aparelhos. Conheça outras causas desse tipo de pneumonia.

6. Pneumonia fúngica

A pneumonia fúngica não é contagiosa, sendo o tipo mais comum em pessoas com sistema imunológico enfraquecido, como no caso de pessoas que passam por transplantes, com câncer ou HIV, por exemplo. Esse tipo de pneumonia é causado por fungos, como Aspergillus, Candida e Coccidioides, que estão presentes no ar, no solo e nas fezes de pássaros.

Principais causas

A pneumonia é uma inflamação em um ou ambos os pulmões que pode ser causada pela infecção de vírus, fungos ou bactérias presentes no ar, solo, fezes de pássaros contaminados, ou através das gotículas de saliva ou secreção nasal.

Além disso, a pneumonia também pode ser causada pela aspiração ou inalação de alimentos, bebidas ou vômitos.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da pneumonia deve ser feito por um clínico geral, ou pneumologista, através da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa, do histórico de saúde e da auscultação dos pulmões, para verificar se existem ruídos durante a respiração.

Além disso, o médico também pode pedir alguns exames complementares, como:

  • Raio-X, para identificar o local e o tamanho da inflamação;
  • Exame de sangue, para verificar o tipo de microrganismo que está causando a pneumonia e se a infecção está presente também sangue ou não;
  • Teste de escarro, exame que é feito ao tossir profundamente e expelir o muco, para que sejam avaliados os tipos de microrganismos;
  • Oximetria, que é um aparelho colocado em um dos dedos da mão para medir a quantidade de oxigênio no sangue.

O médico pode ainda solicitar outros exames, como tomografia computadorizada, broncoscopia e cultura do líquido pleural, um teste onde se retira, com uma agulha e seringa, uma amostra do líquido que fica entre os pulmões e o tórax, para avaliar o microrganismo que está causando a pneumonia.

Quando marcar consulta

É importante marcar consulta com um pneumologista ou ir ao posto de saúde quando surgem sintomas sugestivos de infecção respiratória, como tosse intensa, dificuldade para respirar e cansaço, especialmente se forem acompanhados de febre.

Como é feito o tratamento

O tratamento da pneumonia deve ser sempre indicado por um médico e tem o objetivo de combater a inflamação e melhorar a respiração, variando de acordo com a causa e a gravidade da infecção. Os principais tipos de tratamento são:

1. Remédios

Os antibióticos, como amoxicilina, azitromicina, e penicilina, são indicados para combater a pneumonia bacteriana e atípica, e o tratamento geralmente dura entre 7 a 21 dias. Já os antivirais, como oseltamivir, peramivir ou zanamivir, podem ser indicados para o tratamento de casos graves de pneumonia causada por vírus.

Para tratar a pneumonia fúngica, os principais remédios indicados são os antifúngicos, como voriconazol, anfotericina B, caspofungina, sulfametoxazol e fluconazol.

Além disso, alguns analgésicos, como aspirina, ibuprofeno e paracetamol também podem ser indicados para ajudar a controlar a febre e as dores durante a pneumonia.

2. Fisioterapia respiratória

A fisioterapia respiratória é um conjunto de exercícios que ajudam a fortalecer os músculos respiratórios, facilitando a respiração e a eliminação de muco, podendo ser indicada em todos os tipos de pneumonia.

3. Nebulização

A nebulização ajuda a umedecer as vias respiratórias, além de diluir as secreções, facilitando sua eliminação e melhorando, assim, a respiração. Veja como fazer a nebulização em casa.

4. Internação

Em casos mais graves, como na presença de dificuldades para respirar, pressão baixa, confusão mental ou quando os sintomas não melhoram em 7 dias após o início do tratamento, pode ser necessária a internação, para fazer o uso de medicamentos diretamente na veia e da máscara de oxigênio, ou ventilador mecânico, para diminuir o trabalho dos pulmões, facilitando, assim, a recuperação.

Além disso, idosos, bebês com menos de 2 meses e crianças com muito sono, que estejam com dificuldades para respirar ou desidratação, também podem precisar da internação para tratamento e acompanhamento até a melhora dos sintomas.

Cuidados durante o tratamento

Outros cuidados que podem complementar o tratamento da pneumonia, ajudando a fortalecer o sistema imunológico e aliviando os sinais da doença são:

  • Manter uma alimentação equilibrada, priorizando a ingestão de alimentos ricos em fibras e vitaminas, como frutas, leguminosas, cereais integrais, legumes e hortaliças; consumir proteínas magras, como peixes, frango e ovos; e evitar alimentos ricos em açúcar e gordura. Veja como fazer uma alimentação equilibrada;
  • Ter boas noites de sono, dormindo entre 7 a 9 horas por noite, para fortalecer o sistema imunológico, ajudando, assim, no combate aos microrganismos responsáveis pela pneumonia;
  • Manter uma boa hidratação, bebendo boas quantidades de água, água de coco e sucos naturais, que ajudam a fluidificar o muco, ajudando a melhorar a respiração.

Além disso, alguns chás, como guaco, eucalipto e assa-peixe, possuem propriedades anti-inflamatórias, broncodilatadoras e expectorantes, ajudando a aliviar a tosse, a febre e a dor no peito, podendo ser indicados para complementar o tratamento da pneumonia.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em agosto de 2022.

Bibliografia

  • SILVA, F, Rodney. Infecções fúngicas em imunocomprometidos. Jornal Brasileiro de Pneumologia. Vol.36. 1.ed; 142-147, 2010
  • BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE - MINISTÉRIO DA SAÚDE. Dicas em saúde: pneumonia. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/233_pneumonia.html>. Acesso em 08 abr 2022
Mostrar bibliografia completa
  • MAYO CLINIC. Diseases and Conditions: pneumonia. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/pneumonia/symptoms-causes/syc-20354204>. Acesso em 08 abr 2022
  • CLEVELAND CLINIC. Diseases and Conditions: pneumonia. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/4471-pneumonia#symptoms-and-causes>. Acesso em 08 abr 2022
  • JOHNS HOPKINS MEDICINE. Conditions and Diseases: pneumonia. Disponível em: <https://www.hopkinsmedicine.org/health/conditions-and-diseases/pneumonia>. Acesso em 08 abr 2022
  • LEASE, D, Erika; ALEXANDER, D, Barbara. Fungal Diagnostics in Pneumonia. National Institute of Health. Vol.32. 2.ed; 663–672, 2011
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • PNEUMONIA: os sintomas que você tem que conhecer

    08:37 | 10195 visualizações
  • 5 EXERCÍCIOS PARA FORTALECER O PULMÃO | com @Mirca Fisioterapia e Bem-estar

    06:03 | 727384 visualizações