Pneumonia atípica: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão médica: Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
agosto 2022

A pneumonia atípica é uma infecção pulmonar causada por micro-organismos menos comuns que os da pneumonia normal, onde se incluem as bactérias, o Mycoplasma pneumoniae, a Legionella pneumophila ou a Chlamydophila pneumoniae, por exemplo.

Este tipo de pneumonia geralmente é contagioso através do contato com gotículas de saliva da pessoa infectada e, por isso, é mais comum entre pessoas que compartilham espaços pequenos, como acontece com os presos ou os militares, sendo uma importante suspeita quando toda a família apresenta os mesmos sintomas.

Embora seja conhecida como uma pneumonia grave, a pneumonia atípica tem cura e o seu tratamento pode ser feito em casa com repouso e uso de antibióticos receitados pelo clínico geral ou pelo pneumologista. Como a pneumonia atípica é causada por outros tipos menos comuns de micro-organismos, seu tratamento pode ser mais difícil e demorado, havendo maiores chances de complicações.

Sintomas de pneumonia atípica

Os principais sintomas da pneumonia atípica são:

  • Febre baixa constante;
  • Tosse seca que piora com o tempo;
  • Coriza no nariz;
  • Dificuldade para respirar;
  • Dor no peito;
  • Garganta inflamada;
  • Dor nos músculos e nas articulações;
  • Cansaço fácil.

Os sintomas da pneumonia atípica podem demorar entre 3 a 10 dias a aparecer e podem ir piorando ao longo de várias semanas.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de uma pneumonia atípica geralmente é iniciado com uma avaliação do médico, que tenta entender os sintomas e perceber se existiu contato com outra pessoa que pudesse ter uma infecção respiratória.

Além disso, o médico também avalia sinais de gravidade e pede exames de sangue e um raio X do tórax, especialmente para entender qual o tipo de pneumonia, já que o padrão que aparece no resultado do raio X e nos exames de sangue tendem a ser diferente no caso das pneumonias atípicas.

Possíveis causas

A pneumonia atípica é causada por infecção por bactérias como:

Essas bactérias são consideradas atípicas, uma vez que a pneumonia “normal” ou “típica” é causada por diferentes microorganismos, especialmente a bactéria Streptococcus pneumoniae. Além disso, o exame de raio X da pneumonia atípica apresenta alterações diferentes da pneumonia típica, assim como os sintomas. Veja como identificar a pneumonia típica

Como se pega e quem tem maior risco

A pneumonia atípica é contagiosa, sendo facilmente transmitida através das gotículas de saliva contaminadas. Assim, é sempre importante cobrir a boca com um lenço ou uma máscara para espirrar ou tossir, para evitar contaminar outras pessoas com qualquer tipo de infecção respiratória.

Como os sintomas da pneumonia atípica podem demorar alguns dias para aparecer, é possível que a pessoa possa ir transmitindo a doença antes de confirmar o diagnóstico, especialmente se começar tendo crises de tosse ou espirros. Assim, pessoas que vivem na mesma casa ou que estão em contato próximo têm maior risco de pegar a infecção e devem, por isso, ir também no médico para entender se podem estar infectadas e iniciar o tratamento.

Confira 10 cuidados importantes para evitar pegar pneumonia.

Como é feito o tratamento

O tratamento da pneumonia atípica dura cerca de 14 a 21 dias e pode ser feito em casa com a utilização de antibióticos, como Eritromicina, Azitromicina ou Levofloxacino, receitados pelo pneumologista ou médico emergencista. Uma vez que a pneumonia atípica é causada por micro-organismos diferentes dos da pneumonia comum, é possível que, durante o tratamento, os antibióticos usados sejam trocados uma ou duas vezes.

Além disso, durante o tratamento é recomendado:

  • Fazer nebulizações de acordo com as indicações do médico;
  • Evitar ir para o trabalho ou à escola;
  • Manter repouso em casa;
  • Cobrir a boca com um lenço ou uma máscara para espirrar ou tossir
  • Beber muitos líquidos, como água, suco natural ou chá;
  • Evitar mudanças bruscas de temperatura.

Estes cuidados são importantes para evitar que a pneumonia volte ou se agrave, causando complicações como parada respiratória, encefalite ou miocardite, por exemplo.

Sinais de piora da pneumonia atípica

Os sinais de que o tratamento não está fazendo efeito incluem o aumento da febre acima de 40º e agravamento da dificuldade para respirar, podendo resultar em respiração rápida e batimento da asa do nariz.

Perante os sinais de piora, é importante ir ao hospital, uma vez que pode ser necessário fazer novos exames, trocar de antibiótico ou ficar internado para fazer fisioterapia respiratória, receber oxigênio ou injeções de antibiótico na veia.

Sinais de melhora da pneumonia atípica

Quando o tratamento está tendo sucesso, geralmente surgem sinais de melhora do quadro, como diminuição da febre em até 4 dias, diminuição do cansaço e aumento da facilidade para respirar.

Apesar dos sinais de melhora da pneumonia atípica, o tratamento medicamentoso da pneumonia atípica deve ser mantido até ao final do antibiótico, evitando que a pneumonia volte ou agrave.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em agosto de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em fevereiro de 2020.

Bibliografia

  • STAMM, D. R.; STANKEWICZ, H. A. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Atypical Bacterial Pneumonia. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK532239/>. Acesso em 22 jul 2022
  • MIYASHITA, N. Atypical pneumonia: Pathophysiology, diagnosis, and treatment. Respir Investig. 60. 1; 56-67, 2022
Mostrar bibliografia completa
  • DUECK, N. P.; et al. Atypical Pneumonia: Definition, Causes, and Imaging Features. Radiographics. 41. 3; 720-741, 2021
  • SHARMA, L.; et al. Atypical Pneumonia: Updates on Legionella, Chlamydophila, and Mycoplasma Pneumonia. Clin Chest Med. 38. 1; 45-58, 2017
  • YU, Y.; FEI, A. Atypical pathogen infection in community-acquired pneumonia. Biosci Trends. 10. 1; 7-13, 2016
  • BROADDUS, V. Courtney. et al. Murray & Nadel tratado de medicina respiratória. 6.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017. pp. 556-581.
  • CDC. Atypical Pneumonia. Disponível em: <https://www.cdc.gov/pneumonia/atypical/index.html>. Acesso em 24 fev 2020
  • CDC. Chlamydia pneumoniae Infection. Disponível em: <https://www.cdc.gov/pneumonia/atypical/cpneumoniae/index.html>. Acesso em 24 fev 2020
  • CDC. Legionella (Legionnaires' Disease and Pontiac Fever). Disponível em: <https://www.cdc.gov/legionella/index.html>. Acesso em 24 fev 2020
  • CDC. Mycoplasma pneumoniae Infections. Disponível em: <https://www.cdc.gov/pneumonia/atypical/mycoplasma/index.html>. Acesso em 24 fev 2020
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.

Tuasaude no Youtube

  • PNEUMONIA: os sintomas que você tem que conhecer

    08:37 | 10093 visualizações
  • 5 EXERCÍCIOS PARA FORTALECER O PULMÃO | com @Mirca Fisioterapia e Bem-estar

    06:03 | 727016 visualizações