Pneumonia na criança: sintomas, causas e tratamento

A pneumonia na criança é a infecção do pulmão causada por bactérias ou vírus e que pode levar ao aparecimento de sintomas semelhantes aos da gripe, mas que vão piorando com o passar dos dias, podendo causar respiração rápida e falta de ar.

Geralmente, a pneumonia pode ser tratada sem a necessidade de internação, no entanto, quando existe  dificuldade de alimentação ou cansaço excessivo, pode ser indicativo de uma doença mais grave que precise ser tratada no hospital. Nestes casos, além de antibióticos ou antivirais, podem ser necessários oxigênio e realização de fisioterapia respiratória. 

Em caso de suspeita de pneumonia na criança, é importante consultar um pediatra para que seja feita uma avaliação. No entanto, caso sintomas como falta de ar e cansaço estejam presentes, é recomendado procurar uma emergência.

Imagem ilustrativa número 1

Sintomas de pneumonia na criança

Os sintomas de pneumonia na criança incluem: 

  • Febre acima dos 38º;
  • Tosse com catarro;
  • Falta de apetite;
  • Respiração mais rápida e curta, com abertura das narinas;
  • Esforço para respirar com muito movimento das costelas;
  • Cansaço fácil, sem vontade de brincar.

É importante que a criança seja levada ao pediatra assim que forem verificados os sinais e sintomas indicativos de pneumonia, pois assim é possível que o tratamento seja iniciado logo após o diagnóstico e sejam prevenidas complicações como insuficiência respiratória e parada cardiorrespiratória, por exemplo.

Principais causas

A pneumonia na criança é causada na maioria dos casos por vírus e surge como uma complicação da gripe, podendo estar associada com adenovírus, vírus sincicial humano, parainfluenza e influenza do tipo A, B ou C, sendo nesses casos denominada pneumonia viral.

Além da infecção por vírus, a criança pode também desenvolver a pneumonia bacteriana, que é causada por bactérias, que está na maioria dos casos relacionado com Streptococcus pneumoniae, Klebsiella pneumoniae e Staphylococcus aureus.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da pneumonia na criança é feito pelo pediatra por meio da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela criança e da frequência respiratória, além de ser normalmente recomendada a realização do raio-X do tórax para verificar o grau de comprometimento dos pulmões. Além disso, o médico pode indicar a realização de exames microbiológicos para identificar qual é o agente infeccioso relacionado com a pneumonia.

Tratamento da pneumonia na criança

O tratamento da pneumonia na criança pode variar de acordo com o agente infeccioso responsável pela pneumonia, podendo ser indicado o uso de antivirais ou antibióticos, como Amoxicilina ou Azitromicina, por exemplo, de acordo com o microrganismo e o peso da criança.

Além disso, alguns cuidados na pneumonia infantil, que ajudam o tratamento, incluem:

  • Fazer nebulizações de acordo com as indicações do médico;
  • Manter boa alimentação com frutas;
  • Oferecer leite e água em quantidade suficiente;
  • Manter o repouso e evitar espaços públicos, como a creche ou a escola;
  • Vestir a criança de acordo com a estação do ano;
  • Evitar correntes de ar durante e após o banho.

A internação no hospital está reservada para os casos mais graves em que é necessário fazer fisioterapia para pneumonia infantil, receber oxigênio ou fazer antibiótico na veia. Entenda como deve ser o tratamento para pneumonia na criança.

Vídeos relacionados