Pneumonia bacteriana: o que é, sintomas, causas e tratamento

agosto 2022

A pneumonia bacteriana é a infecção e inflamação dos pulmões causada por bactérias, o que causas sintomas como tosse com catarro, febre e dificuldade para respirar, que surge após uma gripe ou resfriado que não passa ou que piora ao longo do tempo.

A principal bactéria responsável por esse tipo de pneumonia é Streptococcus pneumoniae, no entanto outras bactérias podem também levar ao desenvolvimento dessa infecção, sendo importante que seja identificada para que o melhor tratamento seja indicado pelo médico.

A pneumonia bacteriana normalmente não é contagiosa, acontecendo principalmente devido à proliferação das bactérias presentes naturalmente no sistema respiratório. Apesar disso, é importante que o pneumologista ou clínico geral seja consultado para que o tratamento com antibiótico seja iniciado, pois assim é possível prevenir complicações.

Sintomas de pneumonia bacteriana

Os principais sintomas de pneumonia bacteriana são:

  • Tosse com catarro;
  • Febre alta, acima de 39º;
  • Dificuldade para respirar;
  • Falta de ar;
  • Dor no peito;
  • Mal estar geral;
  • Cansaço excessivo.

O diagnóstico da pneumonia bacteriana pode ser feito por um clínico geral e/ou médico pneumologista através de exames, como raio X do tórax, tomografia computadorizada do tórax, exame de sangue e/ou exame de catarro.

Veja com a biomédica microbiologista Marcela Lemos como reconhecer os sintomas da pneumonia:

Como acontece a transmissão

A transmissão da pneumonia bacteriana é muito difícil e, por isso, o paciente não contamina pessoas saudáveis. Normalmente é mais frequente pegar pneumonia bacteriana por entrada acidental de bactérias no pulmão vindas da boca ou de outra infecção em algum local do corpo, por engasgamento com alimentos ou devido ao agravamento de uma gripe ou resfriado.

Além disso, a pneumonia bacteriana pode acontecer como consequência da diminuição da imunidade, o que faz com que as bactérias naturalmente presentes nas vias respiratórias proliferem e levem à infecção e inflamação dos pulmões, caracterizando a pneumonia bacteriana.

Esse tipo de pneumonia é mais comum de acontecer em crianças e idosos, já que possuem sistema imunológico mais frágil, e pessoas que possuem doenças pulmonares, como asma, enfisema e DPOC, por exemplo.

Causas de pneumonia bacteriana

As principais bactérias relacionadas com a pneumonia bacteriana são:

  • Streptococcus pneumoniae;
  • Klebsiella pneumoniae;
  • Staphylococcus aureus;
  • Haemophilus influenzae;
  • Legionella pneumophila;
  • Mycoplasma pneumoniae.

É importante que a bactéria responsável pela infecção seja identificada, pois assim é possível que o tratamento mais adequado e direcionado para o agente infeccioso seja feito.

Como é feito o tratamento

O tratamento da pneumonia bacteriana pode ser feito em casa com repouso e uso de antibióticos por 7 a 14 dias, de acordo com a recomendação médica. No entanto, em alguns casos, o médico pode recomendar que o tratamento seja complementado com sessões diárias de fisioterapia respiratória para retirar as secreções dos pulmões e facilitar a respiração.

Já nos casos mais graves, quando a pneumonia se encontra numa fase mais avançada ou no caso de bebês e idosos, pode ser necessário ficar internado no hospital para fazer antibióticos diretamente na veia e receber oxigênio. Veja mais detalhes do tratamento para pneumonia bacteriana.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em agosto de 2022. Revisão médica por Drª Sylvia Hinrichsen - Infectologista, em novembro de 2019.

Bibliografia

  • VILAR, Fernando C. Programa de Educação Médica Continuada - Pneumonias. Disponível em: <http://www.cremesp.org.br/pdfs/eventos/eve_04102016_145915_Pneumonias%20-%20Dr.%20Fernando%20Crivelenti%20Vilar.pdf>.
  • CORRÊA, Ricardo A. et al. Recomendações para o manejo da pneumonia adquirida na comunidade 2018. Jornal Brasileiro de Pneumologia. Vol 44. 5 ed; 405-424, 2018
Revisão médica:
Drª Sylvia Hinrichsen
Infectologista
Médica infectologista, doutorada em Medicina Tropical pela Universidade Federal de Pernambuco, em 1995. Cremepe: 6522

Tuasaude no Youtube

  • PNEUMONIA: os sintomas que você tem que conhecer

    08:37 | 14142 visualizações
  • 5 EXERCÍCIOS PARA FORTALECER O PULMÃO | com @Mirca Fisioterapia e Bem-estar

    06:03 | 743990 visualizações