Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Broncoscopia e para que serve

A broncoscopia é um tipo de exame que serve para avaliar as vias aéreas, através da introdução de um tubo fino e flexível que entra pela boca, ou nariz, e vai até ao pulmão. Este tubo transmite imagens para uma tela, na qual o médico consegue observar se existe alguma alteração nas vias respiratórias, incluindo a laringe e a traqueia.

Assim, este tipo de exame pode ser usado para ajudar no diagnóstico de algumas doenças, como uma pneumonia atípica ou um tumor, mas também pode ser usado para tratar uma obstrução do pulmão, por exemplo.

O que é Broncoscopia e para que serve

Quando pode ser pedido

A broncoscopia pode ser pedida pelo pneumologista sempre que existe suspeita de alguma doença no pulmão que não foi possível confirmar através dos sintomas ou de outros exames, como o raio X. Assim, a broncoscopia pode ser pedida quando se suspeita de:

  • Pneumonia;
  • Câncer;
  • Obstrução das vias aéreas.

Além disso, pessoas que têm tosse persistente que não desaparece com o tratamento ou que não possui uma causa específica também podem precisar fazer este tipo de exame para fazer identificar o diagnóstico e iniciar o tratamento mais adequado.

Nos casos de suspeita de câncer, o médico faz uma broncoscopia com biópsia, na qual é retirado um pequeno pedaço do revestimento do pulmão para ser analisado em laboratório e confirmar a presença de células cancerígenas e, por isso, o resultado pode demorar alguns dias.

Como se preparar para a broncoscopia

Antes de fazer a broncoscopia geralmente é necessário ficar entre 6 a 12 horas sem comer ou beber, sendo apenas permitido beber o mínimo de água para ingerir qualquer comprimido. Medicamentos anticoagulantes, como a aspirina ou a varfarina, devem ser interrompidos alguns dias antes do exame, para evitar o risco de sangramento.

No entanto, as indicações de preparo podem variar de acordo com a clínica onde o exame vai ser feito e, por isso, é muito importante conversar com o médico antes, explicando qual a medicação que se faz habitualmente.

É ainda importante levar algum amigo ou familiar para a clínica, já que, em muitos casos, é usada uma ligeira anestesia para diminuir o desconforto e, nesses casos, não é permitido dirigir nas primeiras 12 horas.

Quais os possíveis riscos do exame

Uma vez que a broncoscopia consiste em inserir um tubo nas vias respiratórias, existem alguns riscos, como:

  • Sangramento: geralmente é em muito pouca quantidade, podendo causar tosse com sangue. Este tipo de complicação é mais frequente quando existe inflamação do pulmão ou quando é preciso retirar uma amostra para biópsia, voltando ao normal em 1 ou 2 dias;
  • Colapso do pulmão: é uma complicação muito rara que surge quando acontece uma lesão no pulmão. Embora o tratamento seja relativamente fácil, geralmente é preciso ficar internado no hospital. Veja mais sobre o que é o colapso do pulmão.
  • Infecção: pode surgir quando existe alguma lesão no pulmão e, geralmente causa febre e piora dos sintomas de tosse e sensação de falta de ar. 

Estes riscos são muito raros e normalmente fáceis de tratar, no entanto, o exame só deve ser feito com indicação do médico.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar