18 doenças que causam manchas vermelhas na pele

Revisão médica: Drª. Aleksana Viana
Dermatologista
julho 2022

As manchas vermelhas na pele em adultos podem acontecer devido a diversas situações, podendo acontecer devido a uma alergia ou ser um dos sinais de câncer, por exemplo. Por isso, é importante ter atenção a todos os sintomas que possam surgir, como coceira, febre ou tosse, por exemplo, e consultar o médico, para que seja feita uma avaliação das manchas e indicada a realização de exames que ajudem a identificar a causa.

Assim, a partir do momento que a causa das manchas é identificada, o médico pode recomendar o tratamento mais adequado, que pode envolver o uso de medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios ou antibióticos, em alguns casos.

O que pode ser a mancha vermelha

Para conseguir identificar mais facilmente o que pode estar causando a sua mancha vermelha, por favor responda às seguintes questões:

Principais causas e como tratar

As principais causas de manchas vermelhas na pele são:

1. Alergia

Alergia
Alergia

Como são as manchas: de tamanho médio, podem ser vermelhas ou brancas e coçam muito, podendo conter líquido ou ficarem inflamadas, desaparecendo em até 3 dias. Nos casos mais graves, as manchas vermelhas podem ser acompanhadas por sintomas como falta de ar, podendo colocar a vida em risco.

As manchas vermelhas devido a alergia podem surgir após o contato com plantas, pêlos de animais ou ingestão de remédios, por exemplo, mas também podem ser causadas por picada de inseto ou intoxicação alimentar.

Como tratar: os sintomas podem ser aliviados com medicamentos para alergia como a Loratadina, corticosteroides, como a Prednisona, ou aplicação de cremes, como Fenergan, receitadas pelo dermatologista. Veja mais sobre o tratamento para alergia.

2. Micose

MIcose
MIcose

Como são as manchas: podem aparecer em qualquer parte do corpo, diferentes tamanhos e afetam uma região bem delimitada do corpo. Além disso, também pode haver formação de bolhas e descamação na área. Em alguns casos, a infecção pode espalhar para outras partes do corpo, podendo levar ao aparecimento de outros sintomas, como coceira e ardor. Veja mais detalhes dos sintomas da micose na pele.

Como tratar: remédios antifúngicos e por vezes antibióticos podem ser indicados pelo dermatologista.

3. Zika vírus

Zika
Zika

Como são as manchas: são caracterizadas por serem pequenas pintas vermelhas levemente elevadas que produzem coceira e normalmente surgem cerca de 3 dias após a picada do mosquito. As manchas da Zika geralmente surgem primeiro no rosto e se espalham pelo resto do corpo em poucas horas e duram cerca de 5 dias, sendo normalmente acompanhadas por outros sintomas como dor muscular ou articular, por exemplo. Veja como saber se está com Zika.

Como tratar: repouso, hidratação e remédios prescritos pelo médico como a Dipirona ou Paracetamol, para aliviar os sintomas e o mal estar.

4. Eczema

Eczema
Eczema

Como são as manchas: provocam muita coceira, o que pode deixar a pele mais vermelha, além de poderem ficar inchadas. As manchas podem aparecer e desaparecer espontaneamente ao longo do tempo, sendo mais frequente em crianças e em profissionais da saúde que lavam as mãos com sabonetes antisséptico.

Como tratar: uso de remédios anti-alérgicos como Loratadina e aplicação de pomadas ou cremes corticoides, como Fenirax, prescritos pelo dermatologista.

5. Rubéola

Rubéola
Rubéola

Como são as manchas: são pequenas, planas, apesar de algumas poderem ser ligeiramente elevadas, podendo juntar-se e formar uma mancha maior, além de causar coceira. Normalmente começam no rosto e parte detrás das orelhas e em pouco tempo se espalham pelo corpo e duram cerca de 3 dias.

Como tratar: seguir o tratamento indicado pelo médico, que pode ser feito com Paracetamol até que a doença esteja devidamente controlada. 

6. Psoríase

Psoríase
Psoríase

Como são as manchas: apresentam centro branco com bordas vermelhas ou rosas, secas, que descamam e que causam coceira, podendo também sangrar, em alguns casos. Essas manchas normalmente surgem nos cotovelos, joelhos, nádegas ou couro cabeludo. São mais frequentes antes dos 30 anos e depois dos 50 anos, não são contagiosas e estão relacionadas com fatores genéticos.

Como tratar: para o tratamento desse tipo de mancha, o dermatologista pode indicar o uso de alguns cremes ou pomadas anti-inflamatórias. Além disso, é também indicado evitar a exposição solar e o consumo de alimentos ricos em gordura e produtos industrializados, dando preferência ao consumo de alimentos ricos em ômega-3 e betacarotenos. Conheça outros cuidados importantes durante o tratamento para psoríase.

7. Lúpus

Lúpus
Lúpus

Como são as manchas: manchas avermelhadas planas ou elevadas que podem aparecer em qualquer parte do corpo, sendo mais frequentes em mulheres na região do nariz e bochechas, lembrando uma borboleta. Saiba reconhecer os sintomas de lúpus.

Como tratar: remédios corticoides e imunossupressores orientados pelo médico.

8. Rosácea

Rosácea
Rosácea

Como são as manchas: manchas vermelhas que aparecem mais frequentemente nas bochechas, testa e nariz em que podem ser também visualizados pequenos vasinhos na pele. Além das manchas vermelhas, a pele fica mais sensível, quente e poder ser verificado também inchaço.

As manchas podem permanecer de semanas a meses e desaparecer após um tempo, podendo voltar a surgir e ser acompanhado por outros sintomas característicos.

Como tratar: uso de sabonete e hidratantes neutros para controlar a vermelhidão e, em alguns casos, o dermatologista pode indicar o uso de antibióticos ou anti-inflamatórios.

9. Sarna

Sarna
Sarna

Como são as manchas: manchas vermelhas que surgem principalmente nos dedos das mãos e dos pés, além de também poder aparecer nas axilas, que coçam bastante, principalmente à noite.

A coceira constante pode levar ao desenvolvimento de úlceras na pele, tanto em crianças quanto em bebês.

Como tratar: aplicação de cremes e pomadas indicados pelo dermatologista de acordo com a gravidade da infecção, podendo ser indicado Ivermectina, Crotamiton ou Permetrina. Conheça mais sobre a sarna humana.

10. Brotoeja

Brotoeja
Brotoeja

Como são as manchas: pequenas manchas e bolinhas vermelhas que causam ardor e coceira e que aparecem principalmente na região peitoral, coxas, rosto, pescoço e costas.

Como tratar: não é necessário tratamento específico, sendo apenas recomendado manter a região livre de calor e aplicar compressas frias no lugar em que as brotoejas aparecem.

11. Catapora

Catapora
Catapora

Como são as manchas: as manchas da catapora dependem da fase da doença que a pessoa se encontra, podendo ser verificada pequenas bolinhas em todo o corpo e que produzem bastante coceira. Em seguida, podem ser notadas bolhas cheias de líquido que estouram e levam à formação de crostas. Veja como reconhecer as manchas de catapora.

Como tratar: repouso e uso de Paracetamol e Iodopovidona, para evitar que as bolhas infeccionem, que devem der usados de acordo com a orientação do médico.

12. Sarampo

Sarampo
Sarampo

Como são as manchas: pequenas manchas vermelhas, levemente elevadas, que não coçam e que se disseminam com rapidez por todo o corpo. Surgem primeiramente no rosto e espalham-se pelo tronco e braços, além de poderem ser acompanhadas por febre. Faça o teste online para saber se pode estar com sarampo.

Como tratar: repouso, hidratação e uso de Paracetamol de acordo com recomendação do médico.

13. Câncer de pele

Câncer de pele
Câncer de pele

Como são as manchas: as manchas dependem do tipo de câncer de pele que a pessoa possui. No entanto, as manchas costumam ser pequenas, de formato irregular e que podem aumentar ao longo do tempo, podendo sangrar também, em alguns casos. Além disso, algumas manchas podem ser planas, extensas ou ter uma superfície áspera. Saiba como identificar o câncer de pele.

Como tratar: cirurgia, radioterapia ou quimioterapia de acordo com as características da mancha identificadas pelo médico após avaliação.

14. Dermatite atópica

Dermatite atópica
Dermatite atópica

Como são as manchas: manchas vermelhas que coçam bastante, principalmente a noite, e podem descamar, podendo também conter líquido e que posteriormente pode gerar uma crosta. A coceira excessiva pode causar feridas na pele, além de também poder causar o aumento da espessura da pele no local. Veja como identificar os tipos de dermatite.

Como tratar: cremes e pomadas com corticoides de acordo com orientação do médico.

15. Má circulação

Má circulação
Má circulação

Como são as manchas: manchas vermelhas, que também podem ter uma coloração amarelada ou marrom, principalmente na perna, na região do tornozelo, sendo geralmente acompanhada de outros sintomas como coceira na pele, presença de vasinhos ou varizes, pés ou tornozelos inchados, sensação de formigamento ou dor. Nos casos mais graves, podem surgir feridas na pele. 

As manchas vermelhas devido a má circulação podem surgir por ficar muito tempo em pé, sentado ou deitado, como no caso de pessoas acamadas, ou ainda devido a condições de saúde como veias varicosas, insuficiência venosa ou trombose venosa profunda, por exemplo, o que resulta em uma dificuldade do sangue retornar das pernas ao coração, se acumulando na região, podendo levar ao surgimento de uma inflamação crônica na pele, conhecida como dermatite de estase. Saiba mais sobre a dermatite de estase

Como tratar: o tratamento deve ser feito com orientação do angiologista, que pode recomendar o uso de meias de compressão para facilitar a circulação sanguínea, ou em alguns casos, pode ser recomendado o uso de pomadas para aplicar no local da inflamação ou antibióticos orais. Além disso, é recomendado não ficar muito tempo em pé ou sentado, e, quando possível, elevar as pernas para evitar o acúmulo de sangue.

16. Erisipela

Erisipela
Erisipela

Como são as manchas: manchas vermelhas com bordas elevadas e irregulares, sendo que normalmente surge febre, calafrio e mal estar cerca de 48 horas antes do aparecimento das manchas, que podem estar acompanhadas de outros sintomas como sensação de queimação na região afetada, coceira, dor ou aumento da sensibilidade. Nos casos mais graves, podem surgir bolhas na pele, escurecimento da pele na região afetada.

A erisipela é uma infecção da camada superficial da pele, causada pela bactéria Streptcoccus pyogenes, que pode penetrar na pele através de uma lesão de pele, como ferida ou picada de inseto, mas também pode surgir devido a úlcera venosa crônica ou manipulação inadequada das unhas, frieira e pé de atleta. Essa infecção geralmente afeta as pernas ou os pés, sendo que pessoas que sofrem de obesidade, diabetes mal controlada, eczema ou úlceras nas pernas, têm maior risco de desenvolver a infecção .

Como tratar: o tratamento da erisipela é feito com o uso de antibióticos receitados pelo dermatologista. Veja os principais antibióticos para erisipela

17. Líquen plano

Líquen plano
Líquen plano

Como são as manchas: as manchas podem aparecer na forma de pequenas placas vermelhas ou arroxeadas na pele, que coçam e geralmente apresentam uma superfície brilhante coberta por listras brancas finas, sendo mais comum de surgir no pulso, tornozelo ou na região lombar nas costas. 

O líquen plano é uma inflamação na pele, sendo que suas causas não são totalmente conhecidas, mas alguns fatores podem aumentar o risco de surgimento das manchas como hepatite C, estresse ou uso de remédios antimaláricos, anti-inflamatórios não esteróides ou diuréticos tiazídicos, por exemplo.

Como tratar: pode-se utilizar ​​antialérgicos ou corticoides na forma de pomada ou comprimido, conforme receitado pelo dermatologista. Veja os principais tratamentos para o líquen plano

18. Esclerodermia cutânea

Esclerodermia cutânea
Esclerodermia cutânea

Como são as manchas: uma ou mais manchas vermelhas, que podem se tornar endurecidas e brancas no centro, com as bordas avermelhadas. Com o tempo, as manchas pode se tornar mais escurecidas.

A esclerodermia é uma doença autoimune crônica em que há produção excessiva de colágeno, levando ao surgimento dos sintomas na pele, mas também pode afetar  alguns órgãos internos, como pulmões e coração, ou as articulações, músculos e vasos sanguíneos.

Como tratar: o tratamento da esclerodermia cutânea pode ser feito com o uso de corticóides na forma de pomada ou comprimidos, receitados pelo dermatologista. Confira os tratamentos que podem ser indicados para esclerodermia

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em julho de 2022. Revisão médica por Drª. Aleksana Viana - Dermatologista, em novembro de 2016.

Bibliografia

  • SUNDARESAN, S.; et al. Stasis Dermatitis: Pathophysiology, Evaluation, and Management. Am J Clin Dermatol. 18. 3; 383-390, 2017
  • MICHAEL, Y.; SHAUKAT, N. M. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Erysipelas. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK532247/>. Acesso em 05 jul 2022
Mostrar bibliografia completa
  • ARNOLD, D. L.; KRISHNAMURTHY, K. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Lichen Planus. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK526126/>. Acesso em 05 jul 2022
  • ODONWODO, A.; BADRI, T.; HARIZ, A. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Scleroderma. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK537335/>. Acesso em 05 jul 2022
Revisão médica:
Drª. Aleksana Viana
Dermatologista
Especialista em Dermatologia pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, em 2007 com registro profissional no CRM/PE – 16907.