Líquen plano: o que é, sintomas, causas, tipos e tratamento

Revisão clínica: Dr. Leonardo Rotolo Araújo
Dermatologista
setembro 2022
  1. Sintomas
  2. Causas
  3. Tipos
  4. Tratamento

O líquen plano é uma inflamação na pele, unhas, couro cabeludo ou mucosas da boca ou da região genital, que leva ao surgimento de sintomas, como pequenas placas vermelhas ou arroxeadas na pele, que podem ter pequenas listras brancas, com o aspecto enrugado, têm um brilho característico e são acompanhadas de intensa coceira e inchaço.

O líquen plano podem se desenvolver lentamente ou aparecer de repente, e afetar homens e mulheres de qualquer idade, sendo que suas causas não são totalmente conhecidas, porém o aparecimento destas lesões está relacionado a reação do sistema imunológico e, por isso, não é contagiosa.

O tratamento do líquen plano deve ser feito com orientação do dermatologista, que pode indicar o uso de ​​pomadas corticoides ou imunossupressores orais, por exemplo, de forma individualizada de acordo com a área do corpo afetado e gravidade dos sintomas.

Sintomas de líquen plano

Os principais sintomas do líquen plano são:

  • Placas vermelhas ou arroxeadas na pele, sendo mais comum no antebraço, pulso ou tornozelo;
  • Feridas ou bolhas na boca ou região genital;
  • Pequenas bolhas de aspecto achatado ou plano, e com formato de polígono;
  • Manchas com pequenas listras brancas, chamadas estrias de Wickman;
  • Manchas com o aspecto enrugado e brilhoso;
  • Dor no local da ferida, especialmente na boca ou região genital;
  • Vermelhidão ou descamação das gengivas;
  • Inflamação na gengiva próximas a locais de restaurações dentárias;
  • Coceira intensa;
  • Perda de cabelo ou alteração da cor do couro cabeludo;
  • Interrupção do crescimento da unha ou perda da unha;
  • Unha escura ou grossa, que pode se descolar;
  • Ausência de cutícula ou formação de cicatriz na cutícula da unha;
  • Corrimento vaginal ou dor durante o contato íntimo;
  • Pequenas bolinhas, espinhas ou caroços vermelhos ao redor da glande no pênis.

Os sintomas do líquen plano podem surgir em qualquer parte do corpo como tórax, costas, braços, pulso, pernas, tornozelos, rosto, pescoço, couro cabeludo, unhas ou em mucosas como boca, gengivas ou região genital.

É importante consultar o dermatologista sempre que surgirem sintomas do líquen plano, para que seja feito o diagnóstico e iniciado o tratamento mais adequado.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do líquen plano é feito pelo dermatologista através da avaliação dos sintomas, histórico de saúde, exame físico das lesões, além do exame de dermatoscopia, com o objetivo analisar a pele de forma mais detalhada, sendo possível verificar a presença das estrias de Wickman, e identificar o tipo de líquen plano.

Além disso, o médico deve solicitar um exame de sangue para detectar a infecção pelo vírus da hepatite C, que é uma das causas de líquen plano.

Para confirmar o diagnóstico, o médico deve fazer uma biópsia, que é a retirada de uma pequena parte da lesão para ser analisada em laboratório. Veja mais como é feita a biópsia de pele e outras situações em que é indicada.

Possíveis causas

As causas de líquen plano não são completamente conhecidas, porém, sabe-se que as lesões surgem porque as células de defesa do corpo atacam a pele e as mucosas, levando ao surgimento dos sintomas.

Alguns fatores podem aumentar o risco de desenvolvimento do líquen plano, como:

  • Exposição a produtos químicos e metais;
  • Uso de remédios antimaláricos, anti-inflamatórios não esteróides ou diuréticos tiazídicos;
  • Infecção pelo vírus da hepatite C;
  • Alergia a produtos usados para restauração dentária, como mercúrio, cobre ou ouro.

Além disso, as lesões de pele causadas pelo líquen plano tendem a aparecer de repente, e surgem, frequentemente, em situações de estresse, podendo durar semanas e desaparecer por si só. Entretanto, o líquen plano é uma doença crônica sazonal, ou seja, não tem cura e volta a aparecer de tempos e tempos.

Tipos de líquen plano

O líquen plano pode ser classificado em vários tipos, dependendo da localização e das características das lesões, e inclui:

  • Líquen plano hipertrófico: se caracteriza com lesões avermelhas parecidas com verrugas;
  • Líquen plano linear: aparece como uma linha vermelha ou roxa sobre a pele;
  • Líquen plano bolhoso: consiste no surgimento de bolhas ou vesículas ao redor das lesões;
  • Líquen plano ungueal: é o tipo que atinge a região das unhas, deixando-as enfraquecidas e quebradiças;
  • Líquen plano pigmentar: surge após a exposição solar, geralmente não coça e é visível pela coloração cinza da pele.

Esta doença também pode atingir o couro cabeludo, causando quebra de cabelo e cicatrizes, e regiões da mucosa genital, do esôfago, língua e boca. Confira outros sintomas do líquen plano de boca e qual tratamento indicado.

Como é feito o tratamento

O tratamento do líquen plano deve ser feito com orientação do dermatologista, e varia de acordo com o tipo de líquen plano.

Geralmente, são indicados o uso de remédios para aliviar a coceira, como antialérgicos ou corticoides, na forma de pomadas ou comprimidos, como o propionato de clobetasol, triancinolona acetonida ou prednisona, por exemplo. Em alguns casos, o médico pode recomendar o tratamento com antibióticos, imunossupressores retinoides.

No caso do líquen plano na pele, o dermatologista pode também indicar o tratamento com fototerapia, que utiliza luz ultravioleta sobre a pele afetada, podendo ser usada junto com um remédio por via oral ou tópico, o psoraleno, sendo esse tratamento chamado PUVA. Saiba mais sobre como é feito o tratamento para líquen plano.

Como o líquen plano é uma doença crônica e pode voltar a surgir mesmo após o tratamento, muitas vezes, o médico recomenda o uso de antidepressivos e acompanhamento com psicólogo.

E ainda, é possível adotar algumas medidas caseiras para aliviar os sintomas, como evitar uso de sabonetes e loções perfumados, utilizar roupas íntimas de algodão e aplicar compressas frias no local que está coçando. Além disso, alguns estudos revelam que o chá verde pode ajudar a reduzir as lesões de pele causadas pelo líquen plano oral.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em setembro de 2022. Revisão clínica por Dr. Leonardo Rotolo Araújo - Dermatologista, em setembro de 2022.

Bibliografia

  • KUSARI, A.; AHLUWALIA, J. Lichen Planus. N Engl J Med. 379. 6; 567, 2018
  • IORIZZO, M.; et al. Isolated nail lichen planus: An expert consensus on treatment of the classical form. J Am Acad Dermatol. 83. 6; 1717-1723, 2020
Mostrar bibliografia completa
  • ARNOLD, D. L.; KRISHNAMURTHY, K. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Lichen Planus. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK526126/>. Acesso em 07 set 2022
  • ALSASHDAN, M. S.; et al. Oral lichen planus: a literature review and update. Arch Dermatol Res. 308. 8; 539-51, 2016
  • SILVA, Sofia S. et al. Líquen plano: a história de uma cooperação de sucesso. Rev Port Med Geral Fam. Vol.32. 131-135, 2016
  • MIRANDA, Júlia A. et al. Os três líquens: escleroso, plano e plano erosivo. FEMINA. Vol.42, n.2. 65-72, 2014
  • AMERICAN SKIN ASSOCIATION. Lichen Planus. Disponível em: <http://www.americanskin.org/resource/lichen.php>. Acesso em 05 dez 2019
  • ZHANG, Jing; ZHOU, Gang. Green tea consumption: an alternative approach to managing oral lichen planus. Inflamm. Res. Vol.61. 535-539, 2012
  • LE CLEACH, Laurence; CHOSIDOW, Olivier. Lichen Planus. N Engl J Med. Vol.366, n.8. 723-732, 2012
  • BERGER, Timothy G. Lichen Planus. JAMA Dermatol. Vol.151, N.3. 356, 2015
Revisão clínica:
Dr. Leonardo Rotolo Araújo
Dermatologista
Dermatologista, graduado pela Unisul, com CRM-RJ 100411-5 e membro da SBD e SBCD. Coordenador da Dermatologia do Hospital Caxias D'Or.