Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Tratamento da dengue (clássica e hemorrágica)

Revisão médica: Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
janeiro 2023
  1. Dengue clássica
  2. Dengue hemorrágica

O tratamento da dengue pode envolver medidas, como evitar esforços e ingerir bastante líquidos, o uso de soro de reidratação oral, medicamentos antitérmicos ou analgésicos e, nos casos mais graves, injeção de soro diretamente na veia e transfusões de sangue.

A dengue é uma doença causada por um vírus que é transmitido por meio da picada do mosquito Aedes aegypti e pode causar sintomas, como febre, dor no corpo e vômitos, e, nos casos mais graves, pode também haver sangramentos, sendo esse tipo de dengue conhecido como dengue hemorrágica. Conheça os principais sintomas de dengue.

Por isso, o tratamento da dengue clássica ou hemorrágica deve sempre ser feito com orientação médica, de acordo com a recomendação do Ministério da Saúde, para evitar complicações, como desidratação grave, problemas no fígado e coração. 

Imagem ilustrativa número 1

Tratamento da dengue clássica

O tratamento da dengue clássica pode envolver:

  • Evitar esforço excessivo, repousando sempre que possível;
  • Ingerir bastante líquidos, para evitar a desidratação;
  • Fazer uso do soro de reidratação oral, especialmente em caso de vômitos ou diarreia;
  • Usar analgésicos e antitérmicos, como paracetamol ou dipirona, em caso de dor ou febre, de acordo com a orientação do médico;
  • Medicamentos antieméticos, como metoclopramida ou bromoprida, em caso de náusea ou vômitos;
  • Medicamentos anti-histamínicos, como a dexclorfeniramina ou loratadina, que podem ser indicados em caso de coceira intensa no corpo.

Além disso, geralmente é indicado o retorno ao serviço de saúde após 72 horas do início do tratamento ou antes caso surjam sintomas como dor intensa no abdome e sangramentos ou em caso de vômitos persistentes apesar do uso de medicamentos. Veja mais remédios indicados para a dengue.

Tratamento da dengue hemorrágica

O tratamento da dengue hemorrágica geralmente é feito no hospital, podendo envolver o uso de soro diretamente na veia e os mesmos medicamentos que são indicados na dengue clássica para aliviar a dor e a febre, como paracetamol ou dipirona.

Nos casos em que a pessoa perde muito sangue, também pode ser indicada a transfusão de sangue para repor o volume perdido no corpo ou as plaquetas, caso estejam muito baixas.

Além disso, nos casos mais graves, especialmente quando a pessoa apresenta sonolência, pressão baixa e extremidades frias ou quando que não responde bem ao tratamento inicial, pode ser indicada a internação na UTI.

Tratamento complementar

O uso de chás, como o chá de camomila, erva-de-são-joão ou raiz forte, podem ser recomendados para complementar o tratamento indicado pelo médico, porque ajudam a diminuir os sintomas e a fortalecer a imunidade. Veja mais remédios caseiros para dengue.

Também é indicado manter uma alimentação adequada, preferindo alimentos leves e de fácil digestão, além de evitar o consumo de refrigerantes, bebidas alcoólicas e doces, já que podem piorar os sintomas, como náusea ou vômitos. Saiba o que comer para se recuperar da dengue.

Possíveis complicações

A principal complicação da dengue é o desenvolvimento da dengue hemorrágica. No entanto, a dengue também pode prejudicar o funcionamento do fígado ou coração, causar convulsões e encefalite, por exemplo, em algumas pessoas. Conheça todas as complicações e sequelas que a dengue pode causar.

Sinais de melhora e piora

Os sinais de melhora da dengue são diminuição da febre e alívio da dor no corpo e normalmente surgem até 8 dias após o início dos sintomas. Confira quanto tempo dura a dengue. 

Já os sinais de piora da dengue incluem vômitos frequentes, dor intensa no abdome, pressão baixa, sonolência, coração acelerado, mãos e pés frios, pontos vermelhos na pele e sangramentos, por exemplo.

Quando ir ao hospital

O tratamento da dengue deve ser realizado no hospital em caso de:

  • Pessoas com mais de 65 anos;
  • Crianças com menos de 2 anos;
  • Mulheres grávidas;
  • Pessoas com doenças, como pressão alta, insuficiência cardíaca ou renal e diabetes.

Nestes casos, a dengue pode ser mais grave, podendo ser indicada a internação no hospital para acompanhar a recuperação da pessoa e evitar o aparecimento de complicações que possam colocar a vida em risco.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Jonathan Panoeiro - Neuropediatra, em janeiro de 2023. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em abril de 2021.

Bibliografia

  • STATPEARLS. Dengue Fever. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK430732/>. Acesso em 05 jan 2023
  • KULARATNE, Senanayake A; DULUGAMA, Chamara. Dengue infection: Global importance, immunopathology and management. Clin Med (Lond). Vol.22, n.1. 9–13, 2022
Mostrar bibliografia completa
  • VERDEAL, J. C. R.; et al. Guidelines for the management of patients with severe forms of dengue. Rev Bras Ter Intensiva. 23. 2; 125-133, 2011
  • WORLD HEALTH ORGANIZATION 2. Handbook for clinical management of dengue. 2012. Disponível em: <https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/76887/9789241504713_eng.pdf>. Acesso em 08 mar 2021
  • WORLD HEALTH ORGANIZATION. Dengue: guidelines for diagnosis, treatment, prevention and control -- New edition. 2009. Disponível em: <https://www.who.int/tdr/publications/documents/dengue-diagnosis.pdf>. Acesso em 08 mar 2021
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE/ SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE. Dengue: diagnóstico e manejo clínico - adulto e criança. 5 ed. Brasília-DF. 2016. Disponível em: <https://www.slideshare.net/gersonsouza2016/dengue-diagnstico-e-manejo-clnico-adulto-e-criana-98666179>. Acesso em 24 fev 2020
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.

Tuasaude no Youtube

  • PARA A DENGUE NÃO TE PEGAR

    02:51 | 36376 visualizações
  • CHIKUNGUNYA: Tratamento para aliviar a dor RÁPIDO! | Marcelle comenta #9

    01:04 | 258017 visualizações
  • Como aliviar os sintomas da Zika de forma natural

    04:23 | 61921 visualizações
  • Repelente natural para afastar os mosquitos

    02:28 | 134872 visualizações