Garganta arranhando: o que pode ser e o que fazer

setembro 2022

A garganta arranhando é um sintoma muito comum que pode surgir devido a gripes ou resfriados, alergias, sinusite, COVID-19, uso excessivo da voz ou refluxo gastroesofágico, que podem provocar uma irritação ou inflamação da garganta, laringe ou amígdalas, e ser acompanhada de outros sintomas como tosse, dificuldade para engolir, dor de garganta ou febre, por exemplo.

Para aliviar a sensação de garganta arranhando, deve-se manter o corpo hidratado, bebendo bastante líquido, fazer repouso e descansar a voz, além de evitar o contato com substâncias que possam causar alergia ou irritação na garganta.

No entanto, é recomendado que seja consultado o otorrinolaringologista ou o clínico geral, sempre que surgirem sintomas de garganta arranhando, especialmente se piorar rapidamente ou for acompanhada de outros sintomas, para que seja diagnosticada a sua causa e iniciado o tratamento mais adequado, que pode ser feito com remédios analgésicos, anti-inflamatórios, e em alguns casos, antibióticos. 

As principais causas de garganta arranhando são:

1. Gripe e resfriado

A gripe e o resfriado são as causas mais comuns de garganta arranhando, irritada ou inflamada, e acontecem devido a infecções por vírus, como influenza ou Rhinovírus, por exemplo, que podem entrar pelo nariz e chegar até a mucosa da garganta. 

Além da sensação de garganta arranhando, a gripe ou o resfriado também podem causar outros sintomas, como tosse, febre, espirros e dor de cabeça e no corpo.

O que fazer: deve-se manter o corpo hidratado, bebendo bastante líquido e fazer repouso. Além disso, o otorrinolaringologista pode recomendar o uso de remédios analgésicos, anti-inflamatórios ou descongestionantes, como paracetamol, ibuprofeno ou desloratadina, por exemplo, para ajudar a aliviar os sintomas. Saiba como diferenciar gripe de resfriado.

2. Faringite

A faringite é uma inflamação na faringe, localizada na parte de trás da garganta, que pode ser provocada por vírus, como o adenovírus, rinovírus ou influenza, ou bactérias, como Streptococcus pyogenes, por exemplo, causando dor de garganta, dificuldade para engolir e sensação de garganta arranhando ou coçando.

Além disso, em alguns casos pode surgir febre, dor de cabeça, mal estar geral e rouquidão.

O que fazer: o tratamento da faringite varia de acordo com os sintomas e a causa, podendo ser indicado pelo otorrinolaringologista o uso de remédios analgésicos ou anti-inflamatórios, como paracetamol ou ibuprofeno, para reduzir a dor, febre ou inflamação na garganta, ou uso de antibióticos para combater as bactérias. Além disso, é importante fazer repouso e beber bastante líquidos durante o tratamento. Confira os principais tratamentos para a faringite.

3. Amigdalite bacteriana

A garganta arranhando também pode ser causada por amigdalite bacteriana que é uma inflamação das amígdalas, que são estruturas localizadas na garganta, causada por bactérias, principalmente Streptococcus pyogenes.

Além da sensação de garganta arranhando, outros sintomas que podem surgir são dor de garganta intensa, dificuldade para engolir, febre alta ou presença de pus na garganta.

O que fazer: o tratamento da amigdalite bacteriana deve ser feito com orientação do otorrinolaringologista que pode indicar o uso de antibióticos para combater a infecção, como amoxicilina, azitromicina, clindamicina ou cefalosporina, por exemplo. 

4. COVID-19

A COVID-19 é uma infecção respiratória em que os primeiros sintomas que podem surgir são febre, cansaço excessivo e tosse seca, que pode causar irritação na garganta e sensação de garganta arranhando ou coçando.

O que fazer: é importante que a pessoa fique em isolamento, e faça o teste de COVID, que pode ser o teste rápido, para confirmar a infecção, ou o exame de RT-PCR indicado pelo clínico geral, que também pode receitar o uso de medicamentos que ajudem a aliviar os sintomas. Entenda como é feito o tratamento da COVID-19

5. Sinusite

A sinusite é uma inflamação dos seios nasais, que são pequenas cavidades que ficam no crânio, em redor do nariz e dos olhos, geralmente provocada por doenças alérgicas ou infecções por vírus, fungos ou bactérias, causando acúmulo de catarro no nariz.

O excesso de catarro no nariz pode levar ao surgimento de gotejamento pós-nasal, que é quando o catarro goteja pela garganta, causando tosse, inchaço, irritação na garganta, e sensação de garganta arranhando.

O que fazer: o tratamento da sinusite geralmente é feito com remédios indicados pelo otorrinolaringologista como analgésicos, anti-inflamatórios, descongestionantes nasais ou antibióticos. Além disso, para complementar o tratamento médico, pode-se fazer a lavagem nasal com água e sal ou soro fisiológico, ou inalações a vapor para ajudar a fluidificar o catarro, ajudando na sua eliminação e aliviando os sintomas.

Assista o vídeo a seguir com o enfermeiro Manuel Reis com dicas de como fazer a lavagem nasal para sinusite:

6. Bronquite

A garganta arranhando também pode surgir devido a bronquite, que pode causar irritação e dor na garganta, congestão nasal e tosse seca ou com catarro. Outros sintomas muito comuns da bronquite são chiado no peito, dificuldade para respirar ou falta de ar.

A bronquite é a inflamação dos brônquios nos pulmões, que são responsáveis por transportar o oxigênio de e para os pulmões, fazendo com que fiquem irritados e inflamados. 

O que fazer: deve-se consultar o pneumologista que pode indicar o uso de medicamentos como analgésicos, anti-inflamatórios, xaropes expectorantes ou mucolíticos, e, em alguns casos, antibióticos. Veja como é feito o tratamento da bronquite

7. Uso excessivo da voz

O uso excessivo da voz, especialmente em pessoas que utilizam muito a voz no trabalho, como professores, palestrantes ou cantores, por exemplo, pode causar sensação de garganta arranhando, devido a irritação ou inchaço na garganta, ou lesões nas cordas vocais, podendo estar acompanhada de rouquidão.

O que fazer: geralmente, a garganta arranhando pelo mau uso da voz melhora em alguns dias descansando a voz, evitando falar muito, gritar, cantar ou sussurrar. No entanto, no caso da sensação de garganta arranhando não melhorar ou ocorrer piora da rouquidão, deve-se consultar o otorrinolaringologista para verificar se existem lesões nas cordas vocais, e iniciar o tratamento mais adequado. Veja como é feito o tratamento de lesões nas cordas vocais.  

8. Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico é o retorno do conteúdo do estômago em direção à boca, causando dor, sabor desagradável e, em alguns casos, coceira na garganta e sensação de garganta arranhando, devido à irritação provocada pelo conteúdo ácido do estômago.

O que fazer: deve-se fazer o tratamento do refluxo gastroesofágico indicado pelo gastroenterologista com o uso de antiácidos, protetores gástricos ou aceleradores do esvaziamento gástrico, para evitar o retorno do ácido do estômago para a boca, aliviando os sintomas. Confira os principais remédios para o refluxo gastroesofágico

9. Alergia

Quando ocorre uma reação alérgica, a garganta pode ficar irritada ou inflamada, levando ao surgimento de garganta arranhando, coriza, olhos lacrimejando ou espirros, por exemplo.

A alergia é uma reação a alguma substância irritante, como poeira, pólen ou pêlos de animais, por exemplo, levando a liberação de histamina no corpo, que é responsável pelos sintomas de alergia.

O que fazer: o tratamento de alergias deve ser feito com orientação do clínico geral que pode recomendar a administração de anti-histamínicos para aliviar os sintomas alérgicos. Confira os principais anti-histamínicos que podem ser indicados pelo médico.  

10. Mononucleose

A mononucleose é uma infecção causada pelo vírus Epstein-Barr, transmitido através da saliva, que provoca dor e inflamação da garganta, sensação de garganta arranhando e outros sintomas como febre alta, placas esbranquiçadas na garganta e ínguas no pescoço. Confira outros sintomas da mononucleose

O que fazer: deve-se consultar o clínico geral para que seja feito o diagnóstico da mononucleose, e indicado o tratamento mais adequado que pode ser feito com o uso de analgésicos ou anti-inflamatórios, para aliviar os sintomas, ou antibióticos, no caso de surgirem outras infecções. Além disso, é recomendado ficar de repouso e ingerir muitos líquidos, como água, chás ou sucos naturais para acelerar o processo de recuperação. 

11. Consumo excessivo de álcool

A garganta arranhando também pode ser causada pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas, pois o álcool tem um efeito irritativo direto na garganta, além de pode causar aumento da acidez do estômago que pode levar a um refluxo do conteúdo do estômago até a boca, causando irritação na garganta.

O que fazer: deve-se evitar o consumo frequente ou excessivo de bebidas alcoólicas. Além disso, no caso de alcoolismo, pode ser recomendado pelo psiquiatra, o uso de remédios, além de acompanhamento com psicólogo. Saiba como é feito o tratamento do alcoolismo

12. Exposição a substâncias irritantes

A exposição a substâncias irritantes, como a fumaça do cigarro ou poluição, podem provocar irritação na garganta e causar sintomas de garganta arranhando, coceira ou até dor na garganta.

Além disso, a irritação na garganta devido à exposição a substâncias irritantes, pode levar à inflamação da garganta e surgimento de pigarro, que é acúmulo de muco ou catarro na garganta.

O que fazer: evitar a exposição a substâncias que provoquem irritação na garganta é a medida mais eficaz. Caso isso não seja possível, pode-se recorrer a pastilhas calmantes que tenham mel, limão ou gengibre na sua composição, ou fazer gargarejos com soluções à base de água e sal. No caso do hábito de fumar, deve-se consultar o clínico geral que pode indicar medidas para parar de fumar ou remédios, como bupropiona ou vareniclina. Veja os principais remédios para parar de fumar.  

13. Câncer de garganta

O câncer de garganta pode não ter sintomas nas fases iniciais, mas à medida que a doença evolui pode causar sintomas, como garganta arranhando, rouquidão ou alterações na voz sem motivo aparente, ou tosse frequente, que pode ser acompanhada de sangue.

Esse tipo de câncer pode ser causado pelo hábito de fumar, consumo excessivo de bebidas alcoólicas ou infecção pelo HPV, que pode ser transmitido através do sexo oral desprotegido.

O que fazer: o tratamento do câncer de garganta deve ser feito com orientação do oncologista que pode indicar cirurgia, quimioterapia ou radioterapia, por exemplo. Confira como é feito o tratamento do câncer de garganta

O que tomar

Para aliviar a sensação de garganta arranhando pode-se utilizar uma pastilha para garganta, como Strepsils ou Benalet, por exemplo, pois possuem anti-inflamatórios ou antissépticos, que ajudam a aliviar a irritação ou a inflamação, aliviando os sintomas. Confira todas as pastilhas para garganta.

Além disso, pode-se tomar chás, como o chá de limão, alho e gengibre ou o chá de cravo da índia, que têm propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e antimicrobianas, ajudando a aliviar a inflamação na garganta, que pode estar causando sensação de garganta arranhando. Veja como preparar os chás para garganta inflamada

No entanto, é importante ressaltar que as pastilhas e os chás não substituem o tratamento indicado pelo médico, mas podem ser usados para complementar o tratamento e acelerar a recuperação.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em setembro de 2022.

Bibliografia

  • KINKADE, Scott; LONG, Natalie A. Acute Bronchitis. Am Fam Physician. 94. 7; 560-565, 2016
  • AMB. Manifestações clínicas da doença do refluxo gastroesofágico e os achados encontrados na endoscopia digestiva alta em adultos. 2011. Disponível em: <http://www.acm.org.br/revista/pdf/artigos/881.pdf>. Acesso em 29 jun 2022
Mostrar bibliografia completa
  • CANCER TREATMENT CENTERS OF AMERICA. Throat cancer stages. 2022. Disponível em: <https://www.cancercenter.com/cancer-types/throat-cancer/stages>. Acesso em 29 jun 2022
  • OLIVEIRA, Juliana et al. O vírus Epstein-Barr e a mononucleose infecciosa. Rev Bras Clin Med. Vol.10. 6.ed ; 535-543, 2012
  • ZOE COVID STUDY. What are the new top 5 COVID symptoms?. 2021. Disponível em: <https://covid.joinzoe.com/post/new-top-5-covid-symptoms>. Acesso em 29 jun 2022
  • AH-SEE, K. W.; EVANS, A. S. Sinusitis and its management. BMJ. 334. 7589; 358–361, 2007
  • ANDERSON, J.; PATEREK, E. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Tonsillitis. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK544342/>. Acesso em 29 jun 2022
  • WYLER, B.; MALLON, W. K. Sinusitis Update. Emerg Med Clin North Am. 37. 1; 41-54, 2019
  • SYKES, E. A.; et al. Pharyngitis: Approach to diagnosis and treatment. Can Fam Physician. 66. 4; 251-257, 2020
  • BATHALA, S.; ECCLES, R. A review on the mechanism of sore throat in tonsillitis. J Laryngol Otol. 127. 3; 227-32, 2013
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • 5 remédios caseiros para acabar com a DOR DE GARGANTA

    23:04 | 432895 visualizações
  • 5 dicas para acabar com o PIGARRO da garganta

    05:10 | 1382770 visualizações
  • 3 tratamentos caseiros para curar a SINUSITE mais rápido

    05:50 | 1260028 visualizações
  • 7 Remédios Caseiros para a DOR DE GARGANTA

    01:37 | 803443 visualizações
  • CURAR A DOR DE GARGANTA com remédios naturais incríveis

    05:41 | 1195185 visualizações