Febre hemorrágica: o que é, sintomas causas e tratamento

A febre hemorrágica é uma complicação grave que normalmente surge em infecções causadas por vírus, principalmente nos casos de dengue hemorrágica e febre amarela. No entanto, a febre hemorrágica também pode ser provocada por outros tipos de vírus, como o vírus do ebola ou o hantavírus, por exemplo.

Os sintomas de febre hemorrágica aparecem em média depois de 10 a 14 dias da pessoa ser contaminada pelo vírus e normalmente incluem febre acima de 38ºC, dor em todo o corpo, manchas vermelhas na pele e sangramentos pelos olhos, boca, nariz, urina e vômitos, que podem resultar em hemorragia grave se não for tratada.

O diagnóstico desta doença pode ser feito por um clínico geral por meio da avaliação dos sintomas e da realização de exames de sangue, como a sorologia, em que é possível identificar o vírus causador, sendo que o tratamento deve ser feito com isolamento em um hospital, para evitar que a febre hemorrágica seja transmitida para outras pessoas.

Febre hemorrágica: o que é, sintomas causas e tratamento

Principais sinais e sintomas

Os sintomas de febre hemorrágica aparecem quando o vírus atinge a corrente sanguínea e podem incluir:

  • Febre alta, acima de 38ºC, com aparecimento repentino;
  • Manchas roxas na pele;
  • Manchas vermelhas na pele;
  • Dor de cabeça intensa;
  • Cansaço excessivo e dor muscular;
  • Vômito ou diarreia com sangue;
  • Sangramento pelos olhos, boca, nariz, ouvidos, na urina e nas fezes.

Quando surgem sintomas de febre hemorrágica é importante consultar o mais rapidamente um médico em pronto-socorro, para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado, pois após alguns dias a febre hemorrágica pode afetar o funcionamento de vários órgãos, como fígado, baço, pulmões e rins, assim como pode causar alterações cerebrais graves.

Possíveis causas

A febre hemorrágica é causada pela infecção de certos tipos de vírus, que podem ser:

1. Arenavírus

O arenavírus, pertence à família Arenaviridae e é o principal vírus que leva ao aparecimento de febre hemorrágica, sendo os tipos mais comuns na América do Sul os vírus Junin, Machupo, Chapare, Guanarito e Sabia. Este vírus é transmitido pelo contato com urina ou fezes de ratos infectados ou através de gotículas de saliva de uma pessoa contaminada.

O período de incubação do arenavírus é de 10 a 14 dias, ou seja, este é o período que demora para o vírus começar a causar sintomas que têm inicio rápido e podem ser mal estar, dor nas costas e nos olhos, evoluindo para febre e sangramentos ao passar dos dias.

2. Hantavírus

O Hantavírus pode causar febre hemorrágica que piora e leva ao aparecimento de síndrome pulmonar e cardiovascular, mais comum nos continentes americanos. Na Ásia e Europa esses vírus afetam mais os rins, por isso causam insuficiência renal, ou parada dos rins.

A infecção humana por hantavírus ocorre, principalmente, pela inalação de partículas do vírus presentes no ar, na urina, fezes ou saliva de roedores infectados e os sintomas surgem entre 9 a 33 dias após a infecção, podendo ser febre, dor muscular, tonturas, náuseas e após o terceiro dia surge tosse com catarro e sangue que pode piorar para insuficiência respiratória se não for tratada rapidamente.

Febre hemorrágica: o que é, sintomas causas e tratamento

3. Enteroviroses

As enteroviroses, causadas pelos vírus Echovirus, enterovírus, Coxsackie, podem provocar varicela e também podem evoluir para febre hemorrágica, levando a manchas vermelhas na pele e sangramentos.

Além disso, outras doenças infecciosas causadas por bactérias e exantemáticas, que causam exantema ou manchas vermelhas no corpo, podem se manifestar de forma grave e hemorrágica, levando a outros problemas de saúde. Estas doenças podem ser a febre maculosa brasileira, a febre purpúrica brasileira, a febre tifoide e a doença meningocócica. Saiba mais o que é exantema e outras causas.

4. Vírus da dengue e Ebola

A dengue é causada por vários tipos de vírus da família Flaviviridae e é transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti e sua forma mais grave é a dengue hemorrágica, que leva à febre hemorrágica, mais comum em pessoas que já tiveram a dengue clássica ou com problemas de saúde que afetam a imunidade. Saiba melhor os sintomas de dengue hemorrágica e como é feito o tratamento.

O vírus da Ebola é bastante agressivo e também pode levar ao aparecimento de febre hemorrágica, além provocar distúrbios no fígado e rins. No Brasil, ainda não houveram casos de pessoas contaminadas por esse vírus, sendo mais comum em regiões da África.

Como é feito o tratamento

O tratamento para febre hemorrágica é indicado por um clínico geral ou infectologista, consiste principalmente em medidas de suporte, como aumentar a hidratação e fazer uso de medicamentos para dor e febre, por exemplo, e no uso do antiviral ribavirina nos casos de febre hemorrágica por arenavírus, que deve ser iniciado assim que confirmado o diagnóstico por meio da sorologia.

A pessoa com febre hemorrágica precisa ficar internada em um hospital, em uma área isolada, por causa do risco de contaminação de outras pessoas e para que sejam feitos medicamentos na veia, como analgésicos para melhorar a dor e outros remédios para controlar possíveis sangramentos.

Não existem vacinas disponíveis para prevenir a febre hemorrágica causada por vírus, no entanto, algumas medidas podem ser tomadas para reduzir o risco de infecção como: manter o ambiente sempre limpo, utilizando detergentes e desinfetantes à base de hipoclorito de sódio a 1% e glutaraldeído a 2%, além dos cuidados para evitar picada de mosquitos, como o Aedes aegypti. Saiba como identificar o mosquito da Dengue.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • FIGUEIREDO, Luiz T.M. Febres hemorrágicas por vírus no Brasil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Vol.29, n.2. 203-210, 2006
  • COSTA, Magda R.A. et al. Febre hemorrágica de evolução fatal: possível associação com varicela maligna purpúrica. Rev Med Minas Gerais. Vol.20, n.1. 36-47, 2010
  • THE CENTER FOR FOOD SECURITY AND PUBLIC HEALTH. Febres Hemorrágicas por Arenavírus. 2010. Disponível em: <http://www.cfsph.iastate.edu/Factsheets/pt/viral-hemorrhagic-fever-arenavirus-PT.pdf>. Acesso em 21 Jan 2020
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Arenavírus: caso confirmado de febre hemorrágica no estado de São Paulo. Disponível em: <http://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46207-nota-informativa-arenavirus-caso-confirmado-de-febre-hemorragica-no-estado-de-sao-paulo>. Acesso em 22 Jan 2020
Mais sobre este assunto: