Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dengue hemorrágica: sintomas, diagnóstico e tratamento

A dengue hemorrágica, também conhecida como dengue grave, corresponde a uma reação grave do organismo ao vírus da dengue, levando ao aparecimento de sintomas mais sérios e que podem comprometer a vida da pessoa, como alteração dos batimentos cardíacos, vômitos persistentes e sangramentos, que podem ser nos olhos, gengiva, ouvidos e nariz.

A dengue hemorrágica é mais frequente em pessoas que apresentam dengue pela 2ª vez, e pode ser diferenciada dos outros tipos de dengue por volta do 3º dia com o surgimento de hemorragias após o aparecimento de sintomas da dengue clássica, como dor no fundo dos olhos, febre e dor pelo corpo. Veja quais os outros sintomas dessa forma da doença.

Apesar de grave, esse tipo de dengue tem cura quando é identificada ainda na fase inicial e o tratamento envolve principalmente o controle da hidratação através de injeção de soro na veia, sendo necessário para isso que a pessoa fique internada no hospital, pois assim também é possível que seja monitorada pela equipe médica e de enfermagem, evitando o surgimento de complicações.

Dengue hemorrágica: sintomas, diagnóstico e tratamento

Sintomas da dengue hemorrágica

Os sintomas da dengue hemorrágica são inicialmente os mesmos da dengue comum, no entanto após cerca de 3 dias podem surgir sinais e sintomas mais graves que possam ser indicativos de dengue hemorrágica, como :

  • Pintinhas vermelhas na pele
  • Sangramento da gengiva, boca, nariz, ouvidos ou intestinos
  • Vômitos persistentes;
  • Dor abdominal intensa;
  • Pele fria e úmida;
  • Boca seca e sensação constante de sede;
  • Urina com sangue;
  • Confusão mental;
  • Olhos vermelhos;
  • Alteração dos batimentos cardíacos.

Apesar dos sangramentos serem característicos da dengue hemorrágica, em alguns casos pode não acontecer, o que pode dificultar o diagnóstico e atrasar o início do tratamento. Por isso, sempre que forem percebidos sinais e sintomas indicativos de dengue, é importante ir ao hospital para que seja feita a investigação e possa ser iniciado o tratamento adequado.

Como é feito o tratamento

O tratamento da dengue hemorrágica deve ser orientado por um clínico geral ou pelo infectologista e deve ser feito no hospital, já que é necessária hidratação diretamente na veia e monitorização da pessoa, já que além da desidratação é possível que aconteça alterações hepáticas, cardíacas, respiratórias ou no sangue.

É importante que o tratamento para a dengue hemorrágica seja iniciado nas primeiras 24 horas após o surgimento dos sintomas, podendo ser necessária a realização de oxigenioterapia e transfusões sanguíneas. 

O ministério da saúde recomenda evitar o uso de medicamentos à base de ácido acetilsalicílico, como AAS e os anti-inflamatórios como o Ibuprofeno, em caso de suspeita de dengue.

Diagnóstico da dengue hemorrágica

O diagnóstico da dengue hemorrágica pode ser feito através da observação dos sintomas da doença, mas para confirmá-lo o médico pode pedir alguns exames de diagnóstico como exame de sangue e a prova do laço, que é feita através da observação de mais de 20 pintinhas vermelhas num quadrado de 2,5 x 2,5 cm, após 5 minutos do braço ligeiramente apertado com uma fita, sendo indicativo de que os vasos sanguíneos estão frágeis e a chance de sangramento é alta.

Além disso, também pode ser recomendada a realização de outros exames com o objetivo de verificar a gravidade da doença, como hemograma e coagulograma, por exemplo. Saiba como é feito o diagnóstico da dengue.

Dengue hemorrágica é contagiosa?

A dengue hemorrágica não é contagiosa, pois como qualquer outro tipo de dengue, é necessária a picada do mosquito Aedes aegypti infectado com o vírus para desenvolver a doença. Assim, para prevenir o surgimento de dengue hemorrágica é importante:

  • Evitar os locais de epidemia da dengue;
  • Usar repelentes diariamente;
  • Acender diariamente uma vela aromática de citronela em cada cômodo da casa pois ela também afasta o mosquito da dengue;
  • Colocar telas de proteção em todas as janelas e portas para evitar a entrada do mosquito dentro de casa;
  • Tomar o complexo de vitamina B, pois ele também afasta o mosquito da dengue;
  • Consumir alimentos com vitamina K que ajudam na coagulação sanguínea como brócolis, repolho, nabiça e alface que ajudam na prevenção da dengue hemorrágica.
  • Respeitar todas as orientações do ministério da saúde em relação à prevenção da dengue, evitando os locais de procriação do mosquito da dengue, não deixando água limpa ou suja parada em nenhum local.

Estas medidas são importantes e devem ser seguidas por toda a população de forma a diminuir os casos de dengue no país. Confira no vídeo a seguir algumas outras dicas para afastar o mosquito da dengue:

PARA A DENGUE NÃO TE PEGAR

14 mil visualizações


Bibliografia

  • ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE. Folha informativa – Dengue e dengue grave. Link: <www.paho.org>. Acesso em 06 Nov 2019
  • SECRETARIA DE SAÚDE DO PARANÁ. Vigilância epidemiológica - Dengue. Link: <www.dengue.pr.gov.br>. Acesso em 06 Nov 2019
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA DA FAMÍLIA E COMUNIDADE. Dengue. Link: <www.sbmfc.org.br>. Acesso em 06 Nov 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem