Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como identificar e tratar o Cisto no Ovário

​O cisto no ovário, também conhecido como cisto ovariano, é uma bolsa cheia de líquido que se forma dentro ou ao redor do ovário, podendo provocar dor na região pélvica, atraso na menstruação ou dificuldade para engravidar.

Geralmente, o cisto no ovário é benigno e desaparece passado alguns meses sem necessitar de tratamento, no entanto, caso apresente sintomas, pode necessitar de tratamento médico. Veja os sintomas aqui.

Ter um cisto no ovário, geralmente, não é grave porque é uma situação comum que acontece em muitas mulheres entre os 15 e os 35 anos de idade, podendo surgir várias vezes ao longo da vida.

Cisto no ovário esquerdo
Cisto no ovário esquerdo
Laparoscopia para cisto no ovário
Laparoscopia para cisto no ovário

É possível engravidar com cisto no ovário?

O cisto no ovário não causa infertilidade, mas a mulher pode ter dificuldade em engravidar devido às alterações hormonais que levaram ao surgimento do cisto. Porém, com o tratamento adequado, o cisto no ovário tende a diminuir ou desaparecer, fazendo com que a mulher retorne ao seu ritmo hormonal normal, facilitando a fertilização.

Quando a mulher com cisto no ovário consegue engravidar, deve fazer consultas regulares no obstetra pois existe maior risco de complicações, como gravidez ectópica, por exemplo.

Tipos de cistos no ovário

Os principais tipos de cistos no ovário incluem:

  • Cisto folicular: forma-se quando não há ovulação ou quando o óvulo não sai do ovário durante o período fértil. Geralmente, não apresenta sintomas e não necessita de tratamento. Seu tamanho pode variar de  2,5cm à 10 cm e normalmente diminui de tamanho entre a 4 a 8 semanas, pois não é considerado câncer.
  • Cisto de corpo lúteo: pode surgir após a liberação do óvulo e, normalmente, desaparece sem tratamento. Seu tamanho varia entre 3 e 4 cm e pode se romper durante o contato íntimo, mas não é necessário tratamento específico, mas se houver dor intensa, queda da pressão e batimento cardíaco acelerado, pode ser necessário retirar através de cirurgia por laparoscopia.
  • Cisto de Teca-luteína: Acontece raramente, sendo mais comum nas mulheres que tomam remédios para engravidar.
  • Cisto hemorrágico: acontece quando há sangramento na parede do cisto para o seu interior, podendo causar dor pélvica;
  • Cisto dermóide: também chamado de teratoma cístico maduro, que pode ser encontrado na criança, contendo cabelo, dente ou fragmento ósseo, sendo preciso laparoscopia;
  • Fibroma ovariano: é uma neoplasia mais comum na menopausa, o tamanho pode variar desde microcistos até pesarem até 23 kg, e devem ser retirados por cirurgia.
  • Endometrioma ovariano: surge em casos de endometriose nos ovários, necessitando ser tratado com remédios ou cirurgia;
  • Cisto adenoma: cisto ovariano benigno, que deve ser retirado através de laparoscopia.

Por estarem cheios de líquido, estes cistos podem ainda ser conhecidos como cistos anecóicos, pois não refletem os ultrassom utilizados nos exames de diagnóstico, no entanto, o termo anecóico não está relacionado com a gravidade.

O tipo de cisto no ovário pode ser avaliado no ginecologista através de exames como ultrassom, laparoscopia ou exames de sangue. Analgésicos como Dipirona podem ser usados em caso de dor, os anticoncepcionais orais podem ser usados para suprimir a ovulação, o que normalmente diminui os cistos foliculares, que são os mais comuns. Colocar compressa morna sobre a região dolorida também pode aliviar o desconforto, mas sempre que a dor for muito intensa deve ir ao médico ou pronto socorro para realizar um novo ultrassom, a fim de observar se houve crescimento ou rompimento do cisto, avaliando a necessidade de fazer cirurgia. 

Quais os Sintomas de cisto no ovário

Raramente um cisto no ovário provoca sintomas, porém quando este encontra-se muito grande, com mais de 3 cm de diâmetro, podem surgir sintomas como: 

  • Dor no ovário, do lado onde está o cisto;
  • Dor durante a ovulação;
  • Dor durante o contato íntimo;
  • Atraso da menstruação;
  • Aumento da sensibilidade nas mamas;
  • Sangramento vaginal fora do período menstrual;
  • Aumento de peso, porque as alterações hormonais engordam;
  • Dificuldade para engravidar.

O diagnóstico do cisto no ovário pode ser feito através de exames como palpação da região pélvica, ultrassonografia transvaginal, tomografia computadorizada e ressonância magnética. Veja a diferença e saiba identificar os sintomas de ovário policístico.

O ginecologista também pode pedir o teste de gravidez porque se os valores do Beta HCG para excluir a possibilidade de gravidez ectópica, que apresenta os mesmos sintomas, e ainda ajuda a identificar o tipo de cisto que a mulher possui.

Após a identificação do cisto no ovário o médico ginecologista também poderá solicitar exames de sangue, como o CA 125 cujo valor máximo deve ser 35 mUL, para verificar se o cisto é maligno, sendo considerado um câncer de ovário.

Sinais de alerta

Os sinais de alerta que podem indicar uma possível torção do ovário, havendo necessidade de cirurgia urgente são:

  • Intensa dor em um dos lados do abdômen, que pode aliviar com compressas quentes;
  • Geralmente surgem sintomas como náuseas e vômitos, que pode ser confundida com apendicite ou obstrução intestinal.

Caso a mulher apresente estes sintomas deve ir ao pronto socorro o quanto antes. 

Os cistos com maiores chances de se romperem ou de haver torção são os que medem mais de 8 cm. Além disso a mulher que consegue engravidar com um cisto grande tem maiores chances de torção, entre as 10 e 12 semanas, porque o crescimento do útero pode empurrar o ovário, havendo torção.

Cisto no ovário é câncer? 

Um cisto ovariano normalmente não é câncer, sendo apenas uma lesão benigna que pode desaparecer sozinha ou ser retirada através de cirurgia, quando é muito grande havendo risco de rompimento ou causa dor e desconforto importantes. O câncer de ovário é mais comum em mulheres com mais de 50 anos, sendo muito raro abaixo dos 30. 

Algumas características dos cistos que podem ser câncer são os com grande tamanho, com septo espesso, área sólida. Em caso de suspeita o médico deve solicitar o exame de sangue CA 125, porque esse valor elevado pode indicar uma lesão cancerígena, no entanto as mulheres com endometrioma ovariano pode ter CA 125 elevado, e não ser câncer. 

Tratamento para cisto no ovário

Ter um cisto no ovário nem sempre é perigoso, e geralmente o tratamento é esperar que ele diminua de tamanho sozinho, sem necessidade de tratamento.

No entanto, o cisto ovariano também pode ser tratado com a toma da pílula anticoncepcional adequada a cada caso, e quando provoca sintomas ou dificulta o funcionamento do órgão pode-se recomendar a cirurgia para retirada do cisto, sem retirar o ovário. No casos mais graves, em que o cisto é muito grande, apresenta indícios de câncer ou em caso de torção do ovário, pode ser preciso retirar completamente o ovário.

Tratamento natural para cisto no ovário

Conheça uma forma natural de tratar o cisto no vídeo a seguir:

Veja ainda: Remédio caseiro para cisto no ovário

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...