Ectima: o que é, sintomas, causas e tratamento

agosto 2022

O ectima é uma infecção de pele que provoca o surgimento de sintomas como pequenas feridas ou úlceras profundas e dolorosas na pele, com presença de pus, causada por bactérias, sendo mais comum de surgir em em pessoas que vivem em ambientes quentes e úmidos ou que não têm uma higiene adequada.

O ectima, também conhecido como piodermite ou ectima piogênico, é causado mais comumente pela bactéria Streptococcus pyogenes, mas também pode surgir pela infecção por Staphylococcus aureus. Além disso, existe um outro tipo de ectima, chamado de ectima gangrenoso, que é causado pela bactéria Pseudomonas aeruginosa, e que provoca feridas na pele com fundo escuro.

O tratamento do ectima é feito pelo dermatologista, que pode indicar o uso de antibióticos durante várias semanas, para garantir que todas as bactérias são eliminadas e evitar que se desenvolva uma infecção mais grave de todo o organismo.

Sintomas de ectima

Os principais sintomas de ectima são:

  • Pequenas bolhas na pele com pus, que podem se romper;
  • Feridas ou úlceras profundas na pele;
  • Dor na região da pele afetada;
  • Casquinha grossa ou crostas duras de coloração cinza-amarelada, que surge em cima da ferida;
  • Ínguas dolorosas perto do local afetado;
  • Vermelhidão e inchaço em redor da ferida.

Geralmente, estes sintomas surgem nas pernas, pés ou tornozelos, mas podem evoluir e afetar outros locais como as coxas ou os glúteos, por exemplo.

No caso do ectima gangrenoso, podem surgir lesões escuras na pele que vão agravando podendo causar uma infecção generalizada do organismo, que pode colocar a vida em risco. As feridas deste tipo, normalmente, são mais comuns na região genital e nas axilas.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do ectima é feito pelo dermatologista ou clínico geral através da observação das lesões e dos sintomas, podendo ser necessário fazer uma avaliação, em laboratório, de um pedaço da ferida para identificar o tipo de bactéria e confirmar o diagnóstico, de forma a adequar o tratamento, por exemplo.

Além disso, o médico deve solicitar exames de sangue, como hemograma completo, proteína C reativa (PCR) e teste de HIV, por exemplo, para identificar a causa do ectima.  

Possíveis causas

O ectima é causado por uma infecção na pele por bactérias como Streptococcus pyogenesStaphylococcus aureus ou Pseudomonas aeruginosa, afetando as camadas mais profundas da pele, e levando ao surgimento dos sintomas.

Alguns fatores podem aumentar o risco de desenvolvimento do ectima, como:

  • Viver em ambientes quentes e úmidos;
  • Má higiene;
  • Feridas na pele causadas por arranhões, cortes ou picadas de inseto;
  • Dermatite;  
  • Impetigo não tratado;  
  • Diabetes descontrolada;
  • Alcoolismo;
  • Desnutrição;
  • Neutropenia
  • Leucemia;
  • Mieloma múltiplo;
  • Queimaduras graves na pele ou em grandes áreas do corpo;
  • Infecção pelo HIV;
  • Escabiose

O ectima pode surgir em qualquer pessoa, em qualquer idade, no entanto é mais frequente em crianças, idosos ou pessoas que tenham o sistema imunológico enfraquecido.

Como é feito o tratamento

O tratamento do ectima deve ser feito com orientação do dermatologista ou clínico geral, e geralmente é iniciado com o cuidado das feridas no hospital por um enfermeiro, uma vez que, a higiene adequada do local, é capaz de controlar o crescimento das bactérias. 

Quando o tratamento da ferida não está sendo capaz de controlar o agravamento da infecção, o médico pode indicar o uso de pomadas antibióticas para ajudar a eliminar as bactérias da pele.

Porém, se mesmo assim, a infecção continuar piorando pode ser necessário tomar antibióticos na forma de comprimidos, como penicilina, cefalexina ou eritromicina, por exemplo, para combater todas as bactérias no organismo, especialmente quando existe suspeita de a infecção ter se espalhado para outros locais do corpo.

A cirurgia, geralmente, é mais comum no tipo de ectima gangrenoso para ajudar a retirar todo o tecido escuro, de forma a facilitar o tratamento e a cicatrização das feridas.

Cuidados durante o tratamento

Durante o tratamento do ectima, alguns cuidados são importantes, como:

  • Lavar as feridas diariamente com sabonete antisséptico indicado pelo médico;
  • Evitar compartilhar toalhas, lençóis ou roupas que estejam em contato com as lesões;
  • Trocar frequentemente toalhas e roupas que estejam em contato com as lesões;
  • Retirar as casquinhas apenas no banho e quando indicado pelo enfermeiro;
  • Lavar as mãos com água e sabonete neutro ou antisséptico após entrar em contato com a região da ferida;
  • Utilizar as pomadas ou tomar os comprimidos de antibióticos nos horários corretos, estabelecidos pelo médico

Além disso, é importante seguir todas as orientações médicas, e não interromper o tratamento por conta própria, mesmo se os sintomas melhorarem rapidamente, pois o uso dos remédios por tempo menor do que o estabelecido pelo médico pode causar resistência bacteriana, o que pode dificultar o tratamento. Entenda o que é a resistência bacteriana

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em agosto de 2022.

Bibliografia

  • DEGUCHI, R.; NAKAGAWA, H. Advanced Ecthyma Gangrenosum with Pseudomonas aeruginosa. Intern Med. 60. 19; 3187, 2021
  • SHAH, M.; CRANE, J. S. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Ecthyma Gangrenosum. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK534777/>. Acesso em 24 ago 2022
Mostrar bibliografia completa
  • VAIMAN, M.; et al. Ecthyma gangrenosum and ecthyma-like lesions: review article. Eur J Clin Microbiol Infect Dis. 34. 4; 633-9, 2015
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.