Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Impetigo, Sintomas e Transmissão

O impetigo é uma infecção de pele extremamente contagiosa, que é causada por bactérias e que leva ao surgimento de pequenas feridas que contém pus e uma casquinha dura, que pode ser de cor dourada ou cor de mel.

O tipo mais comum de impetigo é o não-bolhoso, e nesse caso, as feridinhas costumam surgir no nariz e ao redor dos lábios, no entanto, outros tipos de impetigo se manifestam nos braços ou nas pernas e pés. Popularmente o impetigo também é chamado de impinge.

Impetigo não-bolhoso
Impetigo não-bolhoso

Principais sintomas

Existem diferentes tipos de impetigo que apresentam características e sintomas ligeiramente diferentes:

1. Impetigo comum/não-bolhoso

  • Feridas semelhantes a picadas de mosquito;
  • Pequenas lesões na pele com pús;
  • Feridas que evoluem para crostas com coloração dourada ou cor de mel.

Este é o tipo mais comum da doença e, normalmente, demora cerca de 1 semana para que todos os sintomas apareçam, especialmente nas regiões em volta do nariz e da boca.

2. Impetigo bolhoso

  • Pequenas feridas vermelhas semelhantes a picadas;
  • Lesões que evoluem rapidamente para bolhas com líquido amarelado;
  • Coceira e vermelhidão na pele em volta das bolhas;
  • Surgimento de crostas amarelas;
  • Febre acima de 38º C, mal-estar geral e falta de apetite.

O impetigo bolhoso é o segundo tipo mais comum e aparece especialmente nos braços, pernas, peito e barriga, sendo raro no rosto.

3. Ectima

  • Feridas abertas com pus;
  • Surgimento de crostas grandes e amareladas;
  • Vermelhidão em volta das crostas.

Este é o tipo de impetigo mais grave porque afeta as camadas mais profundas da pele, especialmente nas pernas e pés. Dessa forma, o tratamento é mais demorado e pode deixar pequenas cicatrizes na pele.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do impetigo geralmente é feito por um dermatologista ou por um pediatra, no caso da criança, apenas através da avaliação das lesões e do histórico clínico.

No entanto, em alguns casos, também podem ser necessários outros exames para identificar o tipo de bactéria, mas isso geralmente só é necessário no caso de uma infecção que surge muito recorrentemente ou quando o tratamento não está tendo o efeito esperado.

Impetigo leve
Impetigo leve

O que causa o impetigo

O impetigo é causado pelas bactérias Streptococcus pyogenes ou Staphylococcus aureus que afetam as camadas mais superficiais da pele, e embora qualquer pessoa pode desenvolver a doença, é mais comum em situações de enfraquecimento do sistema imune. É por esse motivo que é mais frequente em crianças, idosos e pessoas com doenças autoimunes.

Essas bactérias habitam normalmente na pele, mas uma picada de inseto, corte ou arranhão pode fazer com que alcancem as camadas mais internas causando a infecção.

Como acontece a transmissão

Esta doença de pele é muito contagiosa porque as bactérias são facilmente transmitidas através do contato com o pus liberado pelas lesões. Assim, é aconselhado que a criança, ou o adulto, fique em casa até 2 dias após iniciar o tratamento, para evitar contagiar outras pessoas.

Além disso, durante o tratamento é muito importante ter alguns cuidados como:

  • Não partilhar lençóis, toalhas ou outros objetos que estejam em contato com área afetada;
  • Manter as feridas cobertas por uma gaze limpa ou roupa;
  • Evitar mexer ou cutucar as feridas, lesões ou crostas;
  • Lavar as mãos frequentemente, especialmente antes de entrar em contato com outras pessoas;

Além disso, no caso dos bebês e crianças é muito importante deixá-los brincar apenas com brinquedos laváveis, pois devem ser lavados 48 horas após o inicio do tratamento para evitar que a infecção volte a surgir devido a bactérias que fiquem na superfície dos brinquedos.

Como é feito o tratamento

O tratamento para esta doença deve ser orientado por um pediatra, no caso de bebês e crianças, ou por um dermatologista, no caso de adultos, mas normalmente é feito com a aplicação de pomadas antibióticas sobre a lesão.

Em alguns casos, pode ser necessário amolecer as crostas com água morna antes de aplicar a pomada para melhorar os efeitos do tratamento. Saiba quais os remédios mais usados e o que deve fazer para assegurar o tratamento adequado do impetigo.

Nos casos em que o tratamento não apresenta efeito, o médico pode ainda pedir exames laboratoriais para identificar o tipo de bactéria que está provocando a doença e adaptar o antibiótico utilizado.


Bibliografia

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem