Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser dor na bexiga e como tratar

A dor na bexiga geralmente indica infecção urinária, alguma irritação causada por cistos ou cálculos mas ela também pode ser causada por alguma inflamação no útero ou no intestino. Assim, para saber o que está causando esta dor deve-se verificar se estão presentes outros sintomas como sangue na urina, dor para urinar, febre ou corrimento na vagina ou no pênis, por exemplo.  

O tratamento deve ser sempre indicado pelo clínico geral mas o ginecologista ou urologista também poderão indicar as causas e o tratamento mais indicado para casa situação.

As principais causas e tratamentos para dor na bexiga são:

1. Infecção urinária

A infecção urinária, pode afetar a bexiga, a uretra ou, quando mais grave, os rins, sendo a causa mais frequente de dor na bexiga. Normalmente, ela é acompanhada por outros sintomas como:

  • Dor na pelve ou na bexiga ao urinar;
  • Muita vontade de urinar, mas sair pouca quantidade;
  • Muita urgência para urinar;
  • Presença de sangue na urina;
  • Dor na uretra ou na bexiga durante a relação sexual;
  • Febre baixa.

Embora seja mais frequente nas mulheres, também pode acontecer em homens de todas as idades. Na presença dos sintomas de infecção urinária, deve-se procurar o urologista ou ginecologista, mas se a consulta for demorar, é necessário ir ao pronto-socorro para que seja feita uma avaliação com observação da região íntima e exame de urina. Saiba melhor como identificar os sintomas de infecção urinária

Como tratar: Se for confirmada a presença de uma infecção, o médico poderá indicar o uso de antibióticos, como Norfloxacino, Sulfa ou Fosfomicina, por exemplo. Remédios analgésicos, como Paracetamol, ou anti-inflamatórios, como Ibuprofeno, podem ser usados para aliviar a dor e o desconforto. Além disso, durante a recuperação, é importante beber cerca de 2 litros de água por dia e manter uma boa higiene íntima. O chá de arando é um ótimo remédio caseiro que pode combater esta infecção naturalmente.

2. Síndrome da bexiga dolorosa

Também conhecida como cistite intersticial, a síndrome da bexiga dolorosa é uma inflamação ou irritação da parede da bexiga de causa não esclarecida, que pode acontecer tanto em homens quanto em mulheres. Esta síndrome pode também causar sinais e sintomas como:

  • Dor na bexiga;
  • Ardência ou dor durante a micção;
  • Dificuldade para urinar;
  • Dor durante a relação íntima;
  • Vontade de urinar várias vezes ao dia e à noite.

Estes sintomas podem ter períodos de melhora e piora, e é comum que sejam confundidos com infecção urinária, o que faz com que a pessoa possa receber tratamentos repetidos com antibiótico de forma desnecessária, portanto, deve-se pensar nesta doença sempre que houver sintomas persistentes e recorrentes.

Além disso, em algumas pessoas, estes sintomas podem aparecer ou exacerbar com o consumo de substâncias como cigarro, café, álcool, chá preto, alimentos ácidos ou causas psicológicas. 

Como tratar: podem ser usados remédios analgésicos ou anti-inflamatórios para aliviar os sintomas, além de ser importante tratar as causas de estresse e ansiedade, com psicoterapia ou terapias alternativas, como meditação, e evitar o uso de substâncias que desencadeiam as crises. Veja mais detalhes sobre como identificar e tratar a cistite intersticial

3. Bexiga neurogênica

A bexiga neurogênica é uma disfunção na capacidade de relaxar e contrair a bexiga e as vias urinárias, causada por doenças neurológicas, que provoca incontinência urinária, sensação de esvaziamento incompleto na urina e, em muitos casos, dor na barriga. 

Ela pode ser do tipo hipoativa, em que a bexiga não consegue se contrair voluntariamente, e acumula urina, ou hiperativa, em que a bexiga se contrai com facilidade, causando urgência para urinar em horários inapropriados, sendo mais comum nas mulheres.

Como tratar: a bexiga neurogênica é tratada de acordo com a causa e com os sintomas relatados por cada pessoa, podendo ser necessária a realização de fisioterapia, uso de remédios como oxibutinina ou tolterodina, passagem de sonda vesical ou, em alguns casos, procedimento cirúrgico. Entenda melhor as causas, como identificar e tratar a bexiga hiperativa

4. Inflamações na bexiga

A dor na bexiga pode ser causada por algum tipo de inflamação neste órgão, que pode estar sendo provocada por condições como:

  • Endometriose vesical, causada por implantes de tecido uterino na bexiga, o que provoca dor crônica e intensa, com piora no período pré-menstrual;
  • Uso de medicamentos, como alguns quimioterápicos, que podem causar irritação do tecido da bexiga;
  • Uso de sonda vesical por muito tempo;
  • Causas imunológicas, em que há uma auto-agressão das células da bexiga;
  • Câncer na bexiga, que provoca lesões na região.

Além disso, alterações na próstata, no caso dos homens, pode ser uma causa importante de dor desta região, devido a inflamações, infecções ou tumor deste órgão.

Como tratar: a inflamação na bexiga deve ser tratada de acordo com sua causa, devendo-se aliviar os sintomas com analgésicos e anti-inflamatórios e, em seguida, discutir com o médico quais as possibilidade de tratamento, como procedimento cirúrgico ou remédios.

5. Pedra nos rins

A pedra pode se instalar em qualquer região das vias urinárias, podendo ser a nível dos rins, ureteres, bexiga ou uretra. Ela pode causar dor ao se movimentar ou impactar em alguma região das vias urinárias, que, geralmente, é de forte intensidade, e pode estar associada a presença de sangramento na urina e náuseas.

Como tratar: o urologista irá indicar o tratamento adequado, de acordo com o tamanho e localização da pedra, podendo ser com observação ou cirurgia. É importante se hidratar bebendo cerca de 2 litros de água por dia, para facilitar a expulsão do cálculo e dificultar possíveis complicações nos rins. Veja aqui alguns remédios caseiros para pedra nos rins.

O que pode ser dor na bexiga e como tratar

Dor na bexiga pode ser gravidez?

Geralmente a dor na bexiga não indica gravidez, no entanto, toda grávida tem maior tendência para desenvolver infecção urinária nessa fase, e por isso é comum associar a dor na bexiga com a gravidez. No entanto, as infecções urinárias na gravidez geralmente não surgem antes da mulher descobrir que está grávida, sendo uma alteração mais tardia.

Quando a grávida sente dor na bexiga este é um sintoma que se deve principalmente às modificações corporais que a mulher sofre durante este período, o que é mais comum no final da gestação, principalmente devido a pressão que o útero aumentado faz sobre os órgãos da pelve. 

Além disso, devido ao aumento da produção do hormônio progesterona, a bexiga torna-se mais relaxada e pode conter mais urina, que juntamente com o peso do útero sobre a bexiga pode causar desconforto ao urinar ou dor na bexiga durante o dia. Por possuir uma urina mais rica em proteínas a grávida fica também mais disposta a desenvolver uma infecção urinária e assim sentir dor na bexiga.

Como tratar: Para diminuir ou evitar dores na bexiga durante a gravidez, a gestante deve beber muita água, utilizar roupa confortável e de algodão, manter uma boa higiene da região íntima e descansar o suficiente durante o dia para evitar o estresse.

Outras causas de dor na bexiga

Inflamações nor órgãos da região na pelve, podem causar dor abdominal e irradiar para outros locais, podendo dar a sensação de dor na bexiga. Alguma das principais causas são:

  • Doença inflamatória pélvica, causada por infecções na vagina e útero;
  • Endometriose de outros órgãos da pelve, como trompas, ovários, intestino e peritôneo;
  • Doenças do intestino, como doença inflamatória intestinal ou síndrome do cólon irritável;
  • Cólicas abdominais, causadas por menstruação ou gravidez;
  • Inflamações de músculos ou articulações da pelve.

Estas causas serão investigadas em caso de dor na bexiga que não foi justificada por outras causas mais prováveis como infecção, calculo ou inflamações na bexiga, e o diagnóstico pode ser feito pelo urologista ou ginecologista.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...