Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

10 sintomas que podem indicar próstata inflamada

Os sintomas mais comuns que indicam prostatite, que é a inflamação da próstata, são a diminuição do jato de urina e dor ao urinar.

Esta infecção da próstata, que é causada por bactérias, como escherichia coli ou proteus mirabilis geralmente é tratada com o uso de antibióticos indicados pelo urologista e, na maioria dos casos é causada por infecção urinária que não é curada corretamente.

Normalmente, quando se está desenvolvendo próstata é normal ter sintomas, como:

  1. Dor abaixo do umbigo e na zona entre os testículos e o anus;
  2. Dor nas costas, principalmente na região lombar;
  3. Dor ao urinar ou ao ejacular;
  4. Ardor ao urinar;
  5. Febre;
  6. Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga;
  7. Aumento da frequência em urinar de dia e de noite;
  8. Diminuição da força e do jato de urina;
  9. Calafrios;
  10. Dor intensa à palpação do escroto.

Como aumenta a frequência da vontade em urinar, pode haver presença de sangue na urina e, é comum o desenvolvimento de impotência devido à dor constante. No entanto, esses também podem ser sintomas de infecção urinária no homem.

Além disso, quando o médico faz o toque retal a próstata tem tamanho maior do que o normal, está inchada e causa muita dor durante o toque retal para avaliar o tamanho da próstata. 

Causas mais comuns de prostatite

Geralmente, a infecção da próstata é causada pela presença de bactérias na próstata, na bexiga ou do anus e chegam à próstata através das ínguas ou do sangue.

No entanto, a prostatite também pode ser causada por vírus e fungos, sendo menos frequente.

Classificação da prostatite

A prostatite pode ser classificada em:

  • Tipo I – Prostatite bacteriana aguda;
  • Tipo II – Prostatite bacteriana crônica;
  • Tipo III A – Síndrome de dor pélvica, também conhecida por prostatite crônica inflamatória;
  • Tipo III B – Prostatite crônica não inflamatória, síndrome de dor pélvica ou prostatodinia;
  • Tipo IV - Prostatite inflamatória assintomática.

Geralmente, a prostatite aguda e cronica apresentam os mesmo sintomas, sendo que a cronica surge quando os sintomas permanecem por mais de 3 meses.

Como é feito o diagnóstico da prostatite

O diagnóstico de prostatite é feito tendo em consideração os sintomas referidos pelo paciente e, que normalmente estão relacionados com dificuldade em urinar.

Além disso, o médico pode indicar coleta de urina e de líquido prostático e recomendar a realização de exames como fluxometria, toque retal, exame de sangue ao PSA ou mesmo a realização de biópsia para confirmar a causa do aumento da próstata. Veja quais os exames que são feitos em: Exame de Próstata

Tratamento para prostatite

O tratamento para prostatite é feito pelo urologista que indica o uso de antibióticos e analgésicos, como Levofloxacina em comprimidos ou, em casos mais graves, remédios que são aplicados diretamente na veia no hospital.

Na prostatite bacteriana crônica, o tratamento com antibióticos é mais longo, sendo realizado durante cerca de 3 meses, porém quando os antibióticos não tratam a inflamação pode ser necessário fazer uma cirurgia para remover o abcesso prostático que causa os sintomas.

Além disso, o uso de laxantes e a ingestão de uma grande quantidade de líquido também podem ajudar a aliviar os sintomas. Para saber mais detalhes sobre o tratamento leia: Como tratar a prostatite.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...