Aneurisma de aorta: o que é, sintomas, tipos e tratamento

Revisão médica: Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
agosto 2022
  1. Sintomas
  2. Tipos
  3. Causas
  4. Tratamento

O aneurisma de aorta é a dilatação das paredes da aorta, que é a maior artéria do corpo humano, que se inicia no coração, passa pelo tórax e termina no abdômen, sendo responsável por leva o sangue arterial, rico em oxigênio, do coração para todas as outras partes do corpo. 

Assim, o aneurisma da aorta pode surgir na aorta torácica ou abdominal e geralmente não causa qualquer sintoma ou problema de saúde, no entanto, o maior risco do aneurisma de aorta é o seu rompimento, que pode causar uma hemorragia interna grave, colocando a vida em risco em poucos minutos.

Sempre que existir suspeita de aneurisma ou de rompimento de um aneurisma é muito importante ir imediatamente ao hospital, para fazer os exames necessários e iniciar o tratamento adequado, conforme indicação do cardiologista ou angiologista.

Sintomas de aneurisma da aorta

O aneurisma de aorta, na maioria dos casos, não gera qualquer tipo de sintoma específico, sendo identificado apenas durante exames médicos de rotina, como tomografia, ou quando acaba se rompendo.

No entanto, se o aneurisma crescer muito, pode afetar regiões em volta do aneurisma, como nervos, músculos ou outros órgãos, e levar ao surgimento de sintomas mais específicos, de acordo com a região da aorta afetada, que inclui:

1. Sintomas de aneurisma de aorta torácica

Neste tipo de aneurisma, algumas pessoas podem identificar sintomas como:

  • Dor forte e intensa no peito ou na região superior das costas, que pode irradiar para a parte inferior das costas ou abdômen;
  • Sensação de falta de ar;
  • Chiado no peito ao respirar;
  • Dificuldade para respirar ou engolir;
  • Rouquidão;
  • Tosse.

Além disso, embora seja mais raro, também pode surgir tosse com sangue devido ao sangramento no pulmão.

2. Sintomas de aneurisma da aorta abdominal

Os sintomas de aneurisma da aorta abdominal são mais raros que os da aorta torácica, mas ainda assim pode surgir:

  • Dor abdominal ou na lateral do abdômen;
  • Sensação de pulsação no abdômen;
  • Sensação de estômago cheio mesmo após comer pouco;
  • Dor forte nas costas ou na região lateral;
  • Dor na região do glúteo, virilha e pernas.

Além disso, podem surgir sintomas como inchaço nas pernas, vômitos ou até dificuldade para urinar, no caso do aneurisma causar uma compressão no ureter, que é o canal que leva a urina dos rins até a bexiga.

3. Sintomas de rompimento do aneurisma de aorta

Os sintomas do rompimento do aneurisma de aorta são:

  • Dor intensa nas costas ou abdômen, que surge de forma repentina;
  • Dor súbita e forte no peito;
  • Náuseas e vômitos;
  • Suor excessivo e pegajoso;
  • Pele pálida e fria;
  • Batimentos cardíacos rápidos;
  • Falta de ar;
  • Tontura ou vertigem;
  • Confusão mental;
  • Desmaio.

No caso da pessoa apresentar sintomas de rompimento da aorta, deve-se procurar atendimento médico imediatamente ou o pronto socorro mais próximo, pois o rompimento da aorta pode causar hemorragia interna e choque hipovolêmico, que são situações muito graves que podem colocar a vida em risco. 

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do aneurisma de aorta é feito pelo cardiologista ou cirurgião vascular, através da realização de exames de imagem, como tomografia computadorizada, ultrassom, raio X ou ressonância magnética, por exemplo, sendo possível confirmar o diagnóstico e o tipo de aneurisma. Conheça mais sobre os exames que avaliam a saúde cardiovascular

Caso seja identificado algum aneurisma nas imagens dos exames, o médico normalmente avalia outros fatores, como a idade da pessoa, seu histórico de saúde e o grau de desenvolvimento do aneurisma, para determinar a melhor forma de tratamento.

Tipos de aneurisma de aorta

O aneurisma de aorta pode ser classificado em dois tipos, de acordo com o local da aorta que é afetado, e inclui:

  • Aneurisma de aorta torácico: surge no segmento torácico da aorta, ou seja, na região do peito;
  • Aneurisma de aorta abdominal: é o tipo mais comum de aneurisma de aorta e acontece abaixo da região do peito.

O tipo de aneurisma de aorta é identificado pelo médico através dos exames de imagem para diagnóstico, sendo que geralmente, são encontrados em exames de rotina para avaliação de outras condições de saúde.

Possíveis causas

As causas exatas do aneurisma de aorta não são totalmente conhecidas, no entanto parece estar relacionada a uma fragilidade ou enfraquecimento da parede da artéria aorta, levando a sua dilatação, podendo surgir em qualquer parte da aorta, no tórax ou abdômen.

Alguns fatores podem contribuir para o desenvolvimento do aneurisma de aorta, como:

O risco de desenvolver uma aneurisma de aorta normalmente aumenta com o passar da idade, sendo mais comum em homens com mais de 65 anos.

Além disso, embora seja mais raro, existem outros fatores que também podem aumentar o risco do aneurisma de aorta, como arterite, lúpus eritematoso sistêmico, artrite reumatóide, espondilite anquilosante ou sarcoidose, especialmente se essas doenças afetarem a aorta.

Como é feito o tratamento

O tratamento do aneurisma de aorta deve ser feito com orientação do cardiologista ou cirurgião vascular, de acordo com a gravidade do aneurisma, tamanho, região afetada da aorta e de outras doenças que a pessoa possa ter.

Os principais tratamentos do aneurisma da aorta são:

1. Acompanhamento médico

O acompanhamento médico é indicado quando o aneurisma da aorta é menor do que 5 cm, e a pessoa não apresenta nenhum sintoma, sendo nesse caso recomendado exames de imagem a cada 6 a 12 meses, para avaliar a evolução do aneurisma.

2. Uso de remédios

O uso de remédios anti-hipertensivos, como betabloqueadores ou bloqueadores dos canais de cálcio, podem ser indicados pelo médico no caso de aneurisma de aorta, para reduzir a pressão arterial, evitar o crescimento do aneurisma e reduzir o risco de rompimento. Confira os principais remédios anti-hipertensivos. ​​ 

Além disso, o médico pode indicar remédios para reduzir o colesterol e triglicerídeos, para o tratamento da aterosclerose, de forma a reduzir o risco de rompimento do aneurisma. 

3. Cirurgia

A cirurgia para o aneurisma de aorta é indicado pelo médico quando o aneurisma é maior do que 5 cm, ou quando o médico detecta o rápido crescimento do aneurisma nos exames de acompanhamento médico, de cerca de mais de 0,5 cm ao longo de 6 meses, ou a pessoa passa a apresentar sintomas do aneurisma.

A cirurgia é realizada com o objetivo de retirar a parte da aorta que apresenta o aneurisma, sendo necessário em alguns casos a colocação de uma prótese para substituir o vaso sanguíneo.

O tempo de recuperação da cirurgia de aneurisma de aorta pode variar entre 2 a 3 meses, sendo que, durante esse tempo, é importante retomar as atividades diárias apenas depois de 6 semanas, com aprovação do médico e de forma lenta e gradual.

Além disso, durante a recuperação também é importante relaxar e evitar situações estressantes, pois podem aumentar a pressão sanguínea e causar algum tipo de complicação.

Como conviver com o aneurisma

Alguns cuidados são importantes no dia a dia, para garantir uma melhor saúde cardiovascular, e evitar complicações do aneurisma de aorta, e inclui:  

  • Tomar os remédios indicados pelo médico, nos horários corretos;
  • Fazer o acompanhamento médico regularmente;
  • Parar de fumar;
  • Evitar consumir bebidas alcoólicas;
  • Fazer atividade física regular, recomendada pelo médico;
  • Diminuir o consumo de sal e produtos industrializados;
  • Fazer uma dieta equilibrada e rica em frutas e vegetais.

Além disso, deve-se fazer uma dieta equilibrada, e rica em frutas e vegetais, como . Confira os principais alimentos que fazem bem para a saúde cardiovascular.  

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em agosto de 2022. Revisão médica por Drª. Ana Luiza Lima - Cardiologista, em outubro de 2016.

Bibliografia

  • SNSER, E. M.; et al. Thoracic Aortic Aneurysm: A Clinical Review. Cardiol Clin. 39. 4; 505-51, 2021
  • BOSSONE, E.; EAGLE, K. A. Epidemiology and management of aortic disease: aortic aneurysms and acute aortic syndromes. Nat Rev Cardiol. 18. 5; 331-348, 2021
Mostrar bibliografia completa
  • STOECKER, J. B.; WANG, G. J. Epidemiology of thoracoabdominal aortic aneurysms. Semin Vasc Surg. 34. 1; 18-28, 2021
  • SHAW, P. M.; LOREE, J.; GIBBONS, R. C. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Abdominal Aortic Aneurysm. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK470237/>. Acesso em 17 ago 2022
  • FAIZA, Z.; SHARMAN, T. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Thoracic Aorta Aneurysm. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK554567/>. Acesso em 17 ago 2022
  • GOLLEDGE, J. Abdominal aortic aneurysm: update on pathogenesis and medical treatments. Nat Rev Cardiol. 16. 4; 225-242, 2019
  • CDC. Aortic Aneurysm. Disponível em: <https://www.cdc.gov/heartdisease/aortic_aneurysm.htm>. Acesso em 04 nov 2020
  • NHS. Abdominal aortic aneurysm. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/abdominal-aortic-aneurysm/>. Acesso em 04 nov 2020
  • HEART FOUNDATION. Aortic aneurysm. Disponível em: <https://www.heartfoundation.org.nz/your-heart/heart-conditions/aortic-aneurysm>. Acesso em 04 nov 2020
Revisão médica:
Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
Médica Cardiologista, formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional nº CRM/PE – 16886. 

Tuasaude no Youtube

  • COMO BAIXAR O SEU COLESTEROL

    10:06 | 630388 visualizações
  • Insuficiência Cardíaca | Alimentação para Controlar

    09:24 | 128226 visualizações
  • O que comer para conseguir baixar a PRESSÃO ALTA

    05:17 | 2653174 visualizações