Aneurisma de aorta: o que é, sintomas, tratamento e cirurgia

O aneurisma de aorta consiste na dilatação das paredes da aorta, que é a maior artéria do corpo humano e que leva o sangue arterial do coração para todas as outras partes. Dependendo do local da aorta que é afetado, o aneurismo de aorta pode ser dividido em dois tipos:

  • Aneurisma de aorta torácico: surge no segmento torácico da aorta, ou seja, na região do peito;
  • Aneurisma de aorta abdominal: é o tipo mais comum de aneurisma de aorta e acontece abaixo da região do peito.

Embora não cause qualquer sintoma ou problema de saúde, o maior risco do aneurisma de aorta é o seu rompimento, que pode causar uma hemorragia interna grave, colocando a vida em risco em poucos minutos.

Sempre que existir suspeita de aneurisma ou de rompimento de um aneurisma é muito importante ir imediatamente ao hospital, para fazer os exames necessários e iniciar o tratamento adequado.

Aneurisma de aorta: o que é, sintomas, tratamento e cirurgia

Principais sintomas

Na maioria dos casos, o aneurisma de aorta não gera qualquer tipo de sintoma específico, sendo identificado apenas durante exames médicos de rotina, como tomografia, ou quando acaba rompendo.

Porém, se o aneurisma crescer muito ou se afetar regiões mais sensíveis, podem surgir sintomas mais específicos:

1. Aneurisma de aorta torácica

Neste tipo de aneurisma, algumas pessoas podem identificar sintomas como:

  • Dor forte e intensa no peito ou na região superior das costas;
  • Sensação de falta de ar;
  • Dificuldade para respirar ou engolir.

Este tipo de aneurisma é mais comum em pessoas com pressão alta descontrolada ou que tenham sofrido algum tipo de trauma.

2. Aneurisma de aorta abdominal

Os sintomas de aneurisma de aorta abdominal são mais raros que os da aorta torácica, mas ainda assim pode surgir:

  • Sensação de pulsação no abdômen;
  • Dor forte nas costas ou na região lateral;
  • Dor na região do glúteo, virilha e pernas.

Este tipo de aneurisma é mais comum em pessoas mais velhas, geralmente com idade acima dos 65 anos, que sofrem com aterosclerose. No entanto, traumas e infecções também podem ser causas.

Quem tem maior risco de aneurisma de aorta?

O risco de desenvolver uma aneurisma de aorta normalmente aumenta com o passar da idade, sendo mais comum em homens com mais de 65 anos.

Além disso, existem outros fatores que também parecem aumentar o risco, especialmente ter algum tipo de doença não tratada, como diabetes, aterosclerose, colesterol alto, pressão alta ou doença coronária.

Como confirmar o diagnóstico

Para diagnosticar a aneurisma de aorta o médico pode solicitar a realização de alguns exames, principalmente tomografia computadorizada, raio-x e ecocardiograma, por exemplo. Conheça mais sobre os exames que avaliam a saúde cardiovascular.

Caso seja identificado algum aneurisma nas imagens dos exames, o médico normalmente avalia outros fatores, como a idade da pessoa, seu histórico de saúde e o grau de desenvolvimento do aneurisma, para determinar a melhor forma de tratamento.

Aneurisma de aorta: o que é, sintomas, tratamento e cirurgia

Como é feito o tratamento

O tratamento para aneurismas na aorta varia de acordo com a gravidade do aneurisma, da região onde ele está e de outras doenças que a pessoa possa ter.

Geralmente as formas de tratamento mais usadas são:

  • Aneurisma menor que 5.4 cm e sem sintomas: é mantido apenas acompanhamento médico com realização de exames regulares para avaliar a evolução do aneurisma;
  • Aneurisma maior que 5.5 cm, com sintomas ou com aumento progressivo: cirurgia.

A cirurgia é realizada com o objetivo de retirar a parte da aorta que apresenta o aneurisma, sendo necessário em alguns casos a colocação de um tubo para substituir o vaso sanguíneo.

Como é a recuperação da cirurgia

A cirurgia de aneurisma abdominal é considerada uma cirurgia ao coração e, por isso, o tempo de recuperação pode variar entre 2 a 3 meses, sendo que, durante esse tempo, é importante retomar as atividades diárias apenas depois de 6 semanas, com aprovação do médico e de forma lenta e gradual.

Além disso, durante a recuperação também é importante relaxar e evitar situações estressantes, pois podem aumentar a a pressão sanguínea e causar algum tipo de complicação.

Como conviver com o aneurisma

Nos casos em que o aneurisma é pequeno e apenas é mantida vigilância regular, o médico pode ainda prescrever o uso de alguns mediamentos para diminuir a pressão arterial ou o colesterol, por exemplo, reduzindo as chances de que o aneurisma aumento de tamanho.

Mas além disso, também é importante ter alguns cuidados no dia-a-dia como:

  • Evitar fumar e beber bebidas alcoólicas;
  • Tomar a medicação prescrita pelo médico;
  • Fazer atividade física regular;
  • Diminuir o consumo de sal e produtos industrializados;
  • Fazer uma dieta equilibrada e rica em frutas e vegetais.

Estes cuidados ajudam a garantir uma melhor saúde cardiovascular, diminuindo a progressão do aneurisma e reduzindo as chances de rompimento. Confira 10 alimentos que fazem bem para a saúde cardiovascular, e que devem ser inseridos na dieta.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • CDC. Aortic Aneurysm. Disponível em: <https://www.cdc.gov/heartdisease/aortic_aneurysm.htm>. Acesso em 04 Nov 2020
  • NHS. Abdominal aortic aneurysm. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/abdominal-aortic-aneurysm/>. Acesso em 04 Nov 2020
  • HEART FOUNDATION. Aortic aneurysm. Disponível em: <https://www.heartfoundation.org.nz/your-heart/heart-conditions/aortic-aneurysm>. Acesso em 04 Nov 2020
Mais sobre este assunto: