Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Coração: 7 exames para avaliar a saúde cardíaca

O funcionamento do coração pode ser avaliado através de vários exames que devem ser indicados pelo cardiologista ou clínico geral de acordo com a história clínica da pessoa.

Alguns exames, como eletrocardiograma, raio X de tórax podem ser feitos de rotina com o objetivo de fazer o check-up cardiovascular, enquanto que outros exames, como cintilografia do miocárdio, teste de esforço, ecocardiograma, M.A.P.A e o holter, por exemplo, são feitos quando há suspeita de doenças específicas, como angina ou arritmias.

Coração: 7 exames para avaliar a saúde cardíaca

Assim, os principais exames para avaliação do coração, são:

1. Raio X de tórax

O raio X ou radiografia de tórax é um exame que avalia o contorno do coração e da aorta, além de avaliar se existem sinais de acúmulo de líquidos nos pulmões, indicando a possibilidade de insuficiência cardíaca. Este exame também o contorno da aorta, que é o vaso que sai do coração para levar sangue ao resto do corpo. Este exame geralmente é feito com o paciente de pé e com os pulmões cheios de ar, para que se possa obter a imagem corretamente.

O raio X é considerado um exame inicial, sendo normalmente recomendado pelo médico a realização de outros exames cardiovasculares para avaliar melhor o coração e com maior definição.

Para que serve: indicado para avaliar casos de coração ou vasos sanguíneos aumentados ou verificar se existe deposição de cálcio na aorta, que pode acontecer devido à idade. Além disso, permite avaliar as condições dos pulmões, observando a presença de líquidos e secreções. 

Quando é contraindicado: não deve ser feito em gestantes, principalmente no primeiro trimestre por causa da radiação emitida durante o exame. No entanto, caso o médico ache que o exame é indispensável, é recomendado que a gestante realize o exame utilizando uma proteção de chumbo na barriga. Entenda quais são os risco do raio-x na gravidez.

2. Eletrocardiograma

O eletrocardiograma é um exame que avalia o ritmo cardíaco e é feito com o paciente deitado, colocando-se cabos e pequenos contatos metálicos sobre a a pele do tórax. Assim, como o raio X de tórax, o eletrocardiograma é considerado um dos exames iniciais que avaliam o funcionamento elétrico do coração, estando incluído nos exames de rotina da consulta com cardiologista. Também pode ser utilizado para avaliação de tamanho de algumas cavidades cardíacas, para exclusão de alguns tipos de infarto e avaliação de arritmia.

O eletrocardiograma é rápido e não é doloroso, sendo muitas vezes realizado pelo próprio cardiologista no consultório. Saiba como é feito o eletrocardiograma

Para que serve: feito para detectar arritmias ou batimentos irregulares do coração, avaliar alterações sugestivas de infarto novo ou antigo e sugerir alterações hidroeletrolíticas como diminuição ou aumento de potássio no sangue.

Quando é contraindicado: qualquer pessoa pode ser submetida a um eletrocardiograma. Entretanto, pode haver interferências ou dificuldades na realização do mesmo, em pessoas com algum membro amputado ou que apresentem lesões de pele, excesso de cabelo no tórax, pessoas que tenham utilizado cremes hidratantes no corpo antes do exame, ou até mesmo em pacientes que não conseguem ficar parados no momento do registro do eletrocardiograma.

3. M.A.P.A

A Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial, conhecido como M.A.P.A é feita durante 24h com um aparelho para medir a pressão arterial no braço e um pequeno gravador preso à cintura que faz as medidas em intervalos determinados pelo cardiologista, não sendo necessário ficar internado no hospital.

Todos os resultados da pressão arterial que foram gravados são analisadas pelo médico, e, portanto, é recomendado manter as atividades normais do dia-a-dia, assim como anotar em um diário o que estava fazendo em cada horário que a pressão foi medida, pois atividades como comer, andar ou subir escadas podem, normalmente, alterar a pressão. Saiba o preço e os cuidados que se deve ter para fazer o M.A.P.A.

Para que serve: permite investigar a variação da pressão ao longo do dia, quando há dúvidas se o paciente tem pressão alta, ou em caso de suspeita de Síndrome do Jaleco Branco, em que a pressão aumenta durante a consulta médica, mas não em outras situações. Além disso, o M.A.P.A pode ser realizado com o objetivo de verificar se os remédios para controlar a pressão estão funcionando bem ao longo do dia.

Quando é contraindicado: não pode ser feito quando não é possível ajustar a braçadeira no braço do paciente, que pode acontecer em pessoas muito magras ou obesas, e também em situações em que não é possível medir a pressão de forma confiável, o que pode acontecer em pessoas que têm tremores ou arritmias, por exemplo. 

Coração: 7 exames para avaliar a saúde cardíaca

4. Holter

O holter é um exame para avaliar o ritmo do coração durante todo o dia e à noite através de um gravador portátil que tem os mesmos eletrodos do eletrocardiograma e um gravador que fica preso ao corpo, registrando cada batimento cardíaco do período.

Apesar de o período para realização do exame ser de 24h, há casos mais complicados que necessitam de 48h ou até 1 semana para investigação correta do ritmo cardíaco. Durante a realização do holter também é indicado anotar as atividades em um diário, como esforços maiores, e presença de sintomas como palpitações ou dor no peito, para que seja avaliado o ritmo nesses momentos.

Para que serve: este exame detecta arritmias cardíacas que podem surgir em momentos variados do dia, investiga sintomas de tontura, palpitação ou desmaios que podem ser causados por descompasso do coração, e também avalia o efeito de marca-passos ou remédios para tratar arritmias.

Quando é contraindicado: pode ser feito em qualquer pessoa, mas deve-se evitar em pessoas com irritações na pele que alteram a fixação dos eletrodos. Pode ser instalado por qualquer pessoa treinada, mas só pode ser analisado por um cardiologista.

5. Teste de esforço 

O teste de esforço, também conhecido como teste da esteira ou teste ergométrico, é feito com o objetivo de observar alterações da pressão arterial ou do ritmo cardíaco durante a realização de algum esforço. Além da esteira, pode ser realizado numa bicicleta ergométrica.

A avaliação do teste do esforço imita situações exigidas pelo corpo, como subir escadas ou uma ladeira, por exemplo, que são situações que podem causar desconforto ou falta de ar nas pessoas com risco para infarto. Saiba mais detalhes sobre o teste do esforço

Para que serve: permite avaliar o funcionamento do coração durante o esforço, detectando presença de dor no peito, falta de ar ou arritmias, que podem indicar risco para infarto ou insuficiência do coração. 

Quando é contraindicado: este teste não deve ser feito por pessoas que têm limitações físicas, como impossibilidade de andar ou pedalar, ou que estão com alguma doença aguda, como uma infecção ou insuficiência cardíaca, já que pode agravar durante o exame.

6. Ecocardiograma

O ecocardiograma, também chamado de ecodopplercardiograma, é uma espécie de ultrassom do coração, que detecta imagens durante a sua atividade, avaliando o seu tamanho, a espessura de suas paredes, a quantidade de sangue bombeada e o funcionamento das valvas cardíacas.

Este exame é indolor e não utiliza raio x para a obtenção da sua imagem, por isso é muito realizado e proporciona muitas informações importantes sobre o coração. É frequentemente feito para investigar pessoas que apresentam falta de ar e inchaço nas pernas, o que pode indicar uma insuficiência do coração. Veja o passo-a-passo para realização do ecocardiograma

Para que serve: ajuda a valiar a funcionalidade do coração, detectando insuficiência cardíaca, sopros cardíacos, alterações do formato do coração e dos vasos, além de poder detectar a presença de tumores dentro do coração.

Quando é contraindicado: não existem contraindicações para o exame, no entanto a sua realização e, consequentemente o resultado, podem ser mais difíceis em pessoas com próteses mamárias ou obesas, e em pacientes onde não é possível deitar na posição de lado, como pessoas com fraturas na perna ou que estão em estado grave ou entubadas, por exemplo.

Coração: 7 exames para avaliar a saúde cardíaca

7. Cintilografia do miocárdio

A cintilografia é um exame realizado através da injeção de uma medicação especial na veia, que facilita a captação de imagens das paredes do coração. As imagens são realizadas com a pessoa em repouso e após o esforço, para que haja uma comparação entre elas. Caso a pessoa não possa realizar o esforço, este é substituído por uma medicação que simula, no corpo, uma caminhada forçada, sem que o pessoa saia do lugar.

Para que serve: avaliar alterações na irrigação do sangue nas paredes do coração, como pode acontecer na angina ou no infarto, por exemplo. Também é capaz de observar o funcionamento dos batimentos cardíacos na sua fase de esforço.

Quando é contraindicado: a cintilografia do miocárdio é contraindicada no caso de alergia ao princípio ativo da substância utilizada para realizar o exame, pessoas com arritmias graves ou com problemas renais, já que a eliminação do contraste é feita pelos rins. 

O cardiologista pode, ainda, decidir se este exame será realizado com ou sem estímulo de medicamentos que aceleram os batimentos cardíacos para imitar uma situação de esforço do paciente. Veja como é feito o preparo para a cintilografia.

Exames laboratoriais para avaliar o coração

Existem alguns exames de sangue que podem ser realizados para avaliar o coração, como a Troponina, CPK ou CK-MB, por exemplo, que são marcadores musculares que podem ser usados na avaliação de infarto agudo do miocárdio.

Outros exames como glicemia, colesterol e triglicerídeos, solicitados no check-up cardiovascular, por exemplo, apesar de não serem específicos do coração, indicam que se não houver controle com medicamentos, atividade física e alimentação equilibrada, há grande risco de desenvolver uma doença cardiovascular no futuro. Entenda melhor quando se deve fazer um check-up cardiovascular.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem