Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Rinite

A rinite é a inflamação da mucosa nasal que gera sintomas como o escorrimento nasal frequente e pode haver espirros e tosse. Seu tratamento pode ser feito com a ingestão de medicamentos, medidas gerais de higienização dos ambientes e imunoterapia.

Sintomas de rinite

Os sintomas de rinite podem ser diferentes de um indivíduo para o outro. Seu principal sintoma é o nariz escorrendo, mas o indivíduo também pode apresentar:

  • olhos avermelhados e lacrimejantes;
  • espirros;
  • tosse seca persistente;
  • sensação de ardência nos olhos, nariz e boca;
  • vômito em caso de tosse excessiva.

A rinite pode favorecer o surgimento de outras doenças, como, por exemplo, otite e conjuntivite pelo acúmulo de secreções nas vias aéreas. Com o passar do tempo o indivíduo ainda pode apresentar sintomas como:

  • olheiras;
  • dor de garganta;
  • dor de cabeça;
  • olhos inchados;
  • diminuição da audição e do olfato.

Causas da rinite

As causas da rinite podem ser:

  • alergia à poeira, ácaros, descamação da pele dos animais, pólen das árvores ou das flores, poluição, fumaça,
  • infecção viral ou bacterina nas vias aéreas.

Diagnóstico da rinite

Para o diagnóstico da rinite sugere-se que o indivíduo vá a uma consulta médica e, depois de observar os sintomas da doença, o médico poderá pedir um exame de sangue para verificar se a quantidade de IgE está alta e um teste de alergia para poder identificar a que o indivíduo têm alergia.

Este diagnóstico pode ser feito a partir dos 5 anos de idade, pois antes desta faixa etária os resultados poderão estar incorretos e, por isso, se há suspeita de que a criança sofra de rinite alérgica o que se deve fazer é tentar identificar a que ela tem alergia e, por isso, recomenda-se que os pais mantenham a casa muito bem limpa, livre da poeira, usem sabão em pó e amaciante hipoalergênicos e as roupas de cama e as próprias roupas da criança deverão ser de algodão. No seu quarto deve-se evitar os bichinhos de pelúcia, tapetes e cortinas.

Tratamento para rinite

O tratamento para rinite vai depender do que originou a doença. Se ela é causada por uma alergia, o que se pode fazer é afastar o indivíduo daquilo que lhe dá alergia, manter o nariz sempre muito limpo recorrendo a lavagens nasais, e nos dias mais críticos usar um remédio para alergia. Outra forma de tratamento para rinite é o uso de remédios, como corticoides, anti-histamínicos e descongestionantes nasais por um curto período de tempo e, um último caso, tomar vacinas contra a alergia que ele possui, que é chamada de imunoterapia dessensibilizante.

Remédio para rinite

Um bom remédio para rinite é fazer um lavagem nasal com água morna e sal ou soro fisiológico. Basta misturar 1 copo de água mineral morna e 1 colher (café) de sal, inspirar um pouco desta água, prender a respiração e fazer uma pequena massagem no nariz para retirar toda a sujeira. Depois basta assoar o nariz e verificar se ficou realmente limpo, caso contrário, deve-se repetir a operação.

Contudo, se o médico receitar, pode-se ainda utilizar alguns remédios para rinite, como:

  • Fenergan;
  • Sinutab;
  • Claritin;
  • Adnax.

Rinite alérgica

A rinite alérgica é a forma mais comum de rinite e seu principal sintoma é o nariz escorrendo. A secreção é pouca e é transparente, mas constante ou frequente e seu tratamento consiste em manter o indivíduo afastado daquilo que ele tem alergia e, em alguns casos, o médico pode indicar a ingestão de um remédio antialérgico, como a Loratadina, por exemplo. No entanto, o indivíduo não deverá utilizar este remédio de forma exagerada para evitar seus efeitos colaterais e evitar o comprometimento do fígado a longo prazo e, por isso, é muito importante que se descubra a causa da alergia para que ela seja eliminada e o indivíduo não apresente mais os sintomas da rinite.

Rinite vasomotora

A rinite vasomotora é a inflamação da mucosa nasal causada por alterações no próprio nariz do indivíduo, não sendo causada por alergia. Nela, o indivíduo apresenta o nariz sempre escorrendo, mas os exames de alergia são sempre negativos. Neste caso, o excesso de secreção nasal é causada pela dilatação excessivas dos vasos sanguíneos e linfáticos presentes na parte interna do nariz e, por vezes, o seu melhor tratamento é a cirurgia.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...