Rinite: o que é, sintomas, causas, tipos e tratamento

Novembro 2021

A rinite é a inflamação da mucosa nasal que gera sintomas como coriza frequente, tosse, espirros, dor de cabeça e olhos vermelhos, lacrimejando e coçando, por exemplo. A rinite é, na maioria dos casos, resultado da alergia à poeira, ácaro ou pêlo, mas também pode acontecer como consequência do uso de descongestionantes nasais, por exemplo, resultando na rinite medicamentosa.

O tratamento da rinite deve ser orientado pelo médico e pode variar de acordo com a sua causa, podendo ser indicado o uso de medicamentos anti-alérgicos, higienização e limpeza do ambiente e imunoterapia, nos casos em que o tratamento com medicamentos não é suficiente.

Rinite: o que é, sintomas, causas, tipos e tratamento

Sintomas de rinite

O principal sintoma de rinite é o nariz escorrendo (coriza), além de ser também comum espirros frequentes e os olhos avermelhados e lacrimejando. Outros sintomas que podem surgir e serem indicativos de rinite são:

  • Tosse seca persistente;
  • Sensação de ardência nos olhos, nariz e boca;
  • Vômito, em caso de tosse excessiva;
  • Olheiras;
  • Dor de garganta;
  • Dor de cabeça;
  • Olhos inchados;
  • Diminuição da audição e do olfato.

A rinite pode favorecer o surgimento de outras doenças, como, por exemplo, otite e conjuntivite devido ao acúmulo de secreções nas vias aéreas e comprometimento do funcionamento do sistema imune.

Possíveis causas

A rinite pode ser causada por alergia à poeira, ácaros, descamação da pele dos animais, pólen das árvores ou das flores, poluição ou fumaça. Além disso, pode acontecer como consequência de uma infecção viral ou bacteriana nas vias aéreas.

Como é feito o diagnóstico da rinite

Para o diagnóstico da rinite é indicado que a pessoa consulte o alergologista ou clínico geral para que sejam avaliados os sintomas e a sua frequência. O médico pode indicar a realização de exame de sangue para verificar se a quantidade de IgE está alta e um teste de alergia para poder identificar a que o indivíduo têm alergia. Veja como é feito o teste de alergia.

Este diagnóstico pode ser feito a partir dos 5 anos de idade, pois antes desta faixa etária os resultados poderão estar incorretos. Por isso, se há suspeita de que a criança sofre de rinite alérgica, o que se deve fazer é tentar identificar a que ela tem alergia e, por isso, recomenda-se que os pais mantenham a casa muito bem limpa, livre da poeira, usem sabão em pó e amaciante hipoalergênicos e as roupas de cama e as próprias roupas da criança deverão ser de algodão. No quarto deve-se evitar os bichinhos de pelúcia, tapetes e cortinas.

Qual a diferença entre rinite, sinusite e rinossinusite?

A rinite é a inflamação da mucosa nasal, que geralmente acontece na alergia, e que se manifesta com espirros frequentes, coriza, olhos lacrimejantes e sensação de ardência nos olhos, nariz e boca.

Já a sinusite é a inflamação dos seios nasais e está mais associada a infecções bacterianas. Além disso os sintomas mais característicos da sinusite são dores e sensação de peso na cabeça, normalmente pelo acúmulo de secreções. A rinossinusite corresponde à inflamação da mucosa nasal e dos seios nasais e apresenta os mesmos sintomas que a sinusite. Saiba mais sobre como identificar e tratar a sinusite.

Rinite: o que é, sintomas, causas, tipos e tratamento

Tipos de rinite

A rinite pode ser classificada em alguns tipos de acordo com a causa, sendo os principais:

1. Rinite alérgica

A rinite alérgica é a forma mais comum de rinite e seu principal sintoma é o nariz escorrendo. A secreção é pouca e é transparente, mas constante ou frequente e seu tratamento consiste em manter o indivíduo afastado daquilo que ele tem alergia e, em alguns casos, o médico pode indicar o uso de remédio antialérgico, como a Loratadina, por exemplo. No entanto, o indivíduo não deverá utilizar este remédio de forma exagerada para evitar seus efeitos colaterais e evitar o comprometimento do fígado a longo prazo e, por isso, é muito importante que se descubra a causa da alergia para que ela seja eliminada e o indivíduo não apresente mais os sintomas da rinite.

Se os sintomas da rinite alérgica permanecerem por mais de 3 meses, pode-se dizer que a rinite alérgica evoluiu para rinite crônica. Confira os sintomas e o tratamento para rinite crônica.

2. Rinite vasomotora

A rinite vasomotora é a inflamação da mucosa nasal causada por alterações no próprio nariz do indivíduo, não sendo causada por alergia. Nesse tipo de rinite, a pessoa apresenta o nariz sempre escorrendo, mas os exames de alergia são sempre negativos.

Neste caso, o excesso de secreção nasal é causada pela dilatação excessivas dos vasos sanguíneos e linfáticos presentes na parte interna do nariz e, por vezes, o seu melhor tratamento é a cirurgia. Entenda o que é a rinite vasomotora e como tratar.

3. Rinite medicamentosa

Acontece quando a pessoa se automedica, ou seja, decide utilizar medicamentos sem a devida orientação médica. É o caso do uso de descongestionante nasal, que é utilizado por muitas pessoas mas que pode provocar irritação na mucosa nasal quando é utilizado com frequência.

Tratamento para rinite

O tratamento para rinite vai depender da causa, sendo importante seguir as orientações do médico. Caso a rinite seja causada por uma alergia, o que se pode fazer é afastar a pessoa daquilo que lhe dá alergia, manter o nariz sempre muito limpo recorrendo a lavagens nasais, e nos dias mais críticos usar um remédio para alergia. Saiba como realizar a lavagem nasal corretamente.

Outra forma de tratamento para rinite é a vacina contra a alergia que a pessoa possui, que é chamado de imunoterapia dessensibilizante, mas isso só é recomendado quando os medicamentos não têm efeito. Normalmente, o médico indica o uso de alguns remédios, como corticoides e anti-histamínicos, como fenergan, sinutab, claritin e adnax. Há também alguns remédios caseiros que podem ser utilizados para tratar a rinite. Saiba como é feito o tratamento caseiro para rinite.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • NHS. Allergic rhinitis. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/allergic-rhinitis/>. Acesso em 27 Ago 2020
  • BRAZILIAN JOURNAL OF OTORHINOLARYNGOLOGY. IV Brazilian Consensus on Rhinitis - an update on allergic rhinitis. 2017. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942018000100003>. Acesso em 27 Ago 2020
  • JORNAL BRASILEIRO DE PNEUMOLOGIA. Rinite alérgica: aspectos epidemiológicos, diagnósticos e terapêuticos. 2008. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132008000400008>. Acesso em 27 Ago 2020
Mais sobre este assunto: