Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento natural para rinite alérgica

O tratamento natural para rinite alérgica pode ser feito com o uso de plantas medicinais como eucalipto e tomilho para inalações, chá de urtiga ou suplemento de Petasites hybridus, por exemplo.

No entanto, como este tipo de rinite é provocado por uma reação alérgica, também é muito importante modelar o sistema imune, o que pode ser feito com a ingestão de probióticos, para regularizar o intestino, mas também com alterações na dieta.

Embora este tipo de tratamento não garanta a cura da rinite, ajuda a aliviar os sintomas e atrasa o surgimento das crises, sendo uma excelente forma de completar o tratamento recomendado pelo médico.

1. Tomar probióticos

Tratamento natural para rinite alérgica

A rinite alérgica surge devido a uma resposta exagerada do sistema imune a diferentes estímulos do meio ambiente, resultando na inflamação dos tecidos do nariz. Uma excelente forma natural de regular essa resposta é através da ingestão de probióticos para melhorar a flora intestinal.

Isso acontece porque, no intestino, existem pequenos nódulos linfáticos capazes de regular a inflamação do organismo. Por isso, quando o intestino não possui probióticos em quantidade suficiente, existe uma inflamação excessiva do organismo, o que acaba facilitando uma resposta exagerada, resultando em uma maior facilidade para desenvolver alergias, como acontece nos casos de rinite alérgica.

Assim, o ideal é que pessoas que sofrem com rinite alérgica tomem um suplemento probiótico todos os dias por, pelo menos, 2 a 3 meses, para regular o intestino e melhorar a resposta do sistema imune, reduzindo as crises de rinite alérgica. No entanto, caso se sofra com prisão de ventre, primeiro é recomendado fazer uma limpeza intestinal antes de iniciar o uso dos probióticos. Saiba mais sobre probióticos e como tomar.

2. Fazer alterações na dieta

Tratamento natural para rinite alérgica

Assim como os probióticos, os alimentos também ajudam a evitar a inflamação do intestino e, consequentemente de todo o organismo. Para garantir uma boa saúde intestinal é muito importante aumentar a ingestão de produtos naturais, como os vegetais, os legumes e os queijos, por exemplo, evitando-se assim todos os produtos industrializados.

Além disso, também se deve evitar alimentos com muito açúcar, já que o açúcar facilita o desenvolvimento de bactérias patogênicas, além de contribuir para a inflamação do corpo. Uma boa opção de dieta para os casos de rinite alérgica é fazer a dieta mediterrânea, que se foca no consumo de alimentos anti-inflamatórios, como o azeite e o alho, por exemplo. Confira como fazer a dieta mediterrânea.

3. Usar plantas medicinais

Tratamento natural para rinite alérgica

Muitas plantas ajudam a diminuir a resposta exagerada do sistema imune e a diminuir a inflamação do organismo, sendo uma ótima opção caseira para aliviar os sintomas da rinite alérgica. Estas plantas podem ser utilizadas junto com o tratamento indicado pelo médico, para acelerar a recuperação e evitar crises tão frequentes. Alguns exemplos são:

Tomar chá de urtiga

A urtiga é uma planta medicinal que permite bloquear os efeitos da histamina no corpo, a substância responsável pela resposta inflamatória nos casos de alergia. Assim, tomar este chá ao longo do dia ajuda a aliviar os sintomas da rinite alérgica, especialmente a coriza, a coceira e a sensação de nariz entupido.

Ingredientes

  • 2 colheres (de café) de folhas picadas de urtiga;
  • 200 ml de água.

Modo de preparo

Ferver a água e juntar as folhas de urtiga, em seguida deixar repousar por 10 minutos, coar e tomar de 3 a 4 xícaras do chá por dia.

Outra opção é tomar as cápsulas de urtiga em dose de 300 a 350 mg, 2 a 3 vezes ao dia.

Tomar um suplemento de Petasites hybridus

Esta planta, assim como a urtiga, também reduz os efeitos da histamina, reduzindo assim a inflamação das vias aéreas. Além disso, é ainda capaz de diminuir a produção de muco e secreções, aliviando bastante os sintomas de coriza e nariz entupido, comuns da rinite alérgica.

Normalmente, esta planta pode ser encontrada sob a forma de suplemento nas lojas de produtos naturais e deve ser ingerida na dose de 50 a 100 mg, 2 vezes por dia. Idealmente, a dose de 50 a 100 mg deste suplemento deve conter pelo menos 7,5 mg de petasinas.

Fazer inalação de tomilho ou eucalipto

O tomilho e o eucalipto são plantas com excelentes propriedades para as vias aéreas, sendo capazes de reduzir a inflamação e permitir a saída das secreções, aliviando a coriza e a sensação de nariz entupido da rinite alérgica.

Ingredientes

  • 2 punhados de tomilho ou folhas de eucalipto;
  • 1 litro de água fervente.

Modo de preparo

Colocar a água em uma bacia e misturar o tomilho ou as folhas de eucalipto, deixar repousar 5 minutos e, em seguida, cobrir a cabeça com um pano e respirar o vapor, deixando o nariz escorrer. 

4. Tomar ômega 3

Tratamento natural para rinite alérgica

O ômega 3 é uma gordura saudável com potente ação anti-inflamatória que consegue reduzir a produção de várias substâncias inflamatórias no corpo, reduzindo assim as chances de o sistema imune responder exageradamente e produzir uma alergia.

Para obter os benefícios do ômega 3 pode-se consumir esta substância na forma de suplemento ou, então, aumentar a ingestão de alimentos com esta gordura, como o salmão, o abacate ou a sardinha, por exemplo. Veja uma lista mais completa dos alimentos fonte de ômega 3.

5. Evitar o acúmulo de ácaros

Tratamento natural para rinite alérgica

Algumas dicas para evitar o acumulo de ácaros, que são uma das principais causas da rinite alérgica, incluem:

  • Limpar os cômodos com frequência, dando preferência ao uso de aspiradores com filtros especiais, pois o uso de vassoura e espanador podem espalhar a poeira.
  • Usar pano úmido na limpeza de móveis e objetos que acumulam poeira.
  • Retirar bichos de pelúcia, carpetes, cortinas, tapetes, almofadas e outros objetos que possam acumular poeira no ambiente em que os indivíduos que tem rinite alérgica vivem. 

O contato com produtos como perfumes, fumaça de cigarro, inseticidas e poluição também devem ser evitados para que não causem irritação respiratória.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar