Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Rinite vasomotora: o que é, principais sintomas e tratamento

A rinite vasomotora é a inflamação das membranas que estão no interior do nariz, produzindo sintomas como coriza, nariz entupido e coceira, por exemplo. Normalmente, este tipo de rinite aparece ao longo de todo o ano e, por isso, não está relacionada com alergias que podem surgir mais frequentemente na primavera ou verão, por exemplo.

Embora não exista uma cura comprovada para a rinite vasomotora, seus sintomas podem ser aliviados com alguns tratamento recomendados pelo médico, como uso de anti-histamínicos ou anti-inflamatórios, por exemplo.

Rinite vasomotora: o que é, principais sintomas e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas mais comuns da rinite vasomotora incluem:

  • Nariz entupido;
  • Coriza constante;
  • Sensação de catarro na garganta;
  • Coceira no nariz;
  • Vermelhidão nos olhos.

Estes sintomas podem durar entre vários dias ou semanas e também são semelhantes à rinite causada por uma alergia, podendo, por isso, ser mais difícil de identificar a causa correta.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da rinite vasomotora geralmente é feito por um otorrinolaringologista, através do exame completo da passagem nasal, a qual apresentará inchaço da mucosa causada pela dilatação dos vasos sanguíneos. Seguidamente, o médico pode ainda pedir um teste cutâneo de alergia e exame de sangue para excluir presença de uma reação alérgica.

Possíveis causas da rinite vasomotora

A rinite vasomotora surge quando os vasos sanguíneos do nariz dilatam, o que acaba provocando inchaço e congestão dos tecidos dentro do nariz. Embora ainda não seja conhecido o motivo pelo qual os vasos dilatam, algumas causas que podem estar na origem da rinite incluem:

  • Exposição ao ar seco;
  • Alteração na pressão atmosférica e temperatura;
  • Odores fortes;
  • Alimentos picantes;
  • Irritantes químicos como ozônio, poluição, perfumes e sprays;
  • Lesões no nariz;
  • Doenças como refluxo gastroesofágico e asma;
  • Alcoolismo;
  • Efeitos colaterais de medicamentos;
  • Emoções fortes.

Uma vez que a rinite vasomotora é mais frequente em mulheres, também poderá ser causada por alterações hormonais, que são mais comuns nas mulheres devido ao ciclo menstrual.

Rinite vasomotora: o que é, principais sintomas e tratamento

Como é feito o tratamento

A rinite vasomotora não tem cura, no entanto o tratamento pode ajudar a reduzir a intensidade dos sintomas e melhorar a qualidade de vida. Algumas das formas de tratamento mais utilizadas incluem:

1. Soluções salinas

Uma boa forma de aliviar os sintomas de rinite é através da lavagem das fossas nasais com soluções salinas, que podem ser preparadas em casa ou compradas em farmácias. Alguns exemplos de soluções salinas que podem ser usadas são a Nasoclean ou a Maresis, por exemplo.

Saiba também como preparar uma solução nasal caseiro.

2. Descongestionantes nasais

Os descongestionantes nasais existem em comprimido, como é o caso da pseudoefedrina (Allegra), exercendo uma ação sistêmica, ou em formulações tópicas, como a oximetazolina (Afrin, Aturgyl) e a fenilefrina (Decongex), disponível em gotas ou em spray. Estes medicamentos atuam causando a vasoconstrição e, consequentemente, a diminuição do volume sanguíneo e da mucosa nasal, reduzindo o fluxo de entrada de fluidos no nariz.

3. Corticoides tópicos

Os corticoides em spray têm uma elevada eficácia na redução dos sintomas da rinite e têm a vantagem de não causarem os mesmos efeitos secundários comparativamente aos corticoides orais.

Alguns dos medicamentos que podem ser usados no tratamento da rinite alérgica são a beclometasona (Beclosol Clenil), budesonida (Budecort, Busonid), propionato ou furoato de fluticasona (Flixonase) ou furoato de mometasona (Nasonex), por exemplo

Saiba também como é feito o tratamento para a rinite alérgica.

Quando é necessário fazer cirurgia

A cirurgia para rinite vasomotora normalmente só é indicada em casos graves, quando os sintomas são causados por bloqueio de um dos lados da cavidade nasal por um septo desviado, hipertrofia dos cornetos ou presença de pólipos nasais, por exemplo. Nesses casos, o tratamento com remédios, pode não proporcionar alívio, sendo necessário recorrer à cirurgia para a remoção do bloqueio.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem