Menopausa: o que é, sintomas, causas, diagnóstico e tratamento

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
setembro 2022
  1. Sintomas
  2. Teste
  3. Causas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento

A menopausa é o período em que acontece a interrupção natural da menstruação, assinalando o final do período reprodutivo da mulher.

A menopausa acontece por volta dos 45 anos e é marcada por sintomas como ondas de calor que surgem repentinamente, suores noturnos e alterações de humor frequentes.

O tratamento da menopausa ajuda principalmente a aliviar os sintomas e pode ser feito através da reposição hormonal com medicamentos, sob indicação do ginecologista, mas também pode ser feito de forma natural com o uso de fitoterápicos.

Principais sintomas

Os sintomas mais comuns de menopausa são:

  • Ausência da menstruação por, pelo menos, 12 meses;
  • Ondas de calor que surgem de repente;
  • Suor frio que ocorre logo depois das ondas de calor;
  • Secura vaginal;
  • Mudanças bruscas de humor;
  • Ansiedade e nervosismo sem causa aparente;
  • Insônia ou dificuldade para dormir;
  • Aumento do peso e facilidade em acumular gordura no abdômen;
  • Osteoporose;
  • Depressão;
  • Sensação de formigamento ou perda da sensibilidade em alguma parte do corpo;
  • Dor nos músculos;
  • Dor de cabeça frequente;
  • Palpitação cardíaca;
  • Zumbido nos ouvidos.

Estes sintomas tendem a surgir por volta dos 45 anos, mas a idade varia de uma mulher para a outra, não existindo uma regra fixa. Quando a menopausa surge antes dos 40 é chamada de menopausa precoce e quando ocorre depois dos 52 anos, é conhecida como menopausa tardia.

Teste online de sintomas

Se você acha que pode estar na menopausa faça nosso teste online de sintomas:

  1. 1.Menstruação irregular
  2. 2.Ausência de menstruação por 12 meses seguidos
  3. 3.Ondas de calor que começam de repente e sem causa aparente
  4. 4.Suores noturnos intensos que podem interromper o sono
  5. 5.Cansaço frequente
  6. 6.Alterações de humor como irritabilidade, ansiedade ou tristeza
  7. 7.Dificuldade para dormir ou menor qualidade de sono
  8. 8.Secura vaginal
  9. 9.Queda de cabelos
  10. 10.Diminuição da libido

O que causa a menopausa

A menopausa é causada pela diminuição da produção dos hormônios estrogênio e progesterona, que tende a acontecer naturalmente com o envelhecimento.

No entanto, a menopausa também pode surgir mais cedo, especialmente devido a algumas condições de saúde que afetam a produção hormonal, como doenças autoimunes, infecções ou tratamento do câncer.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da menopausa é baseado nos sintomas que a mulher relata para o ginecologista. Mas em caso de dúvida, pode-se confirmar o diminuição da produção de hormônios através de um exame de sangue.

Tratamento para menopausa

O tratamento para menopausa pode ser direcionado para eliminar a causa, quando resulta de alguma condição de saúde, por exemplo, ou somente para aliviar os sintomas, quando acontece naturalmente.

A terapia de reposição hormonal é geralmente indicada em todos os casos e consiste no uso de hormônios sintéticos, normalmente na forma de comprimidos, por um período de tempo. Este tratamento só não é utilizado, quando a mulher ter alguma contraindicação, como câncer de mama, trombose ou problemas circulatórios, histórico de infarto ou derrame cerebral ou doenças no fígado. 

Além disso, existem outros remédios, como os antidepressivos e os anticonvulsivantes, que também podem ser indicados pelo médico para aliviar alguns sintomas. Confira uma lista mais completa dos medicamentos indicados para menopausa.

Opções de tratamento natural

Os sintomas e desconfortos da gravidez também podem ser tratados de forma natural, especialmente se forem leves. Nesses casos, medidas simples como a suplementação, alterações na dieta e a prática regular de exercício físico, podem ajudar.

Suplementação para menopausa

Alguns suplementos e chás são capazes de ajudar a mulher a entrar mais tranquilamente na menopausa. Alguns exemplos são:

  • Suplementos de soja, lecitina da soja ou isoflavona de soja para combater as ondas de calor;
  • Suplemento de Cohosh negro (Cimicifuga Racemosa) para diminuir a secura vaginal;
  • Chá de hipericão, para estabilizar as alterações de humor e reduzir as ondas de calor.

Estes chás e suplementos só devem ser utilizados com orientação de um nutricionista, fitoterapeuta ou ginecologista, pois embora sejam naturais podem influenciar o funcionamento do corpo e interagir com outros medicamentos que a mulher esteja tomando

Alimentação para menopausa

A alimentação também pode ajudar bastante a aliviar os sintomas da menopausa. Algumas orientações gerais incluem:

  • Aumentar o consumo de alimentos ricos em cálcio como leite e seus derivados, sardinha e soja para ajudar a fortalecer os ossos;
  • Aumentar o consumo de alimentos ricos em vitamina E como óleo de gérmen de trigo e legumes de folha verde;
  • Dar preferência a: frutas cítricas, cereais integrais, peixes. A suplementação com semente de linhaça pode ser indicada para melhorar o transito intestinal e controlar o colesterol.
  • Evitar: pratos condimentados, alimentos ácidos, café e bebidas alcoólicas, alimentos com alto teor de açúcar e gorduras, como os industrializados, além das carnes e laticínios gordos.

Após o início da menopausa a mulher tem uma maior tendência para engordar porque o metabolismo torna-se mais lento e para evitar este aumento de peso é indicado diminuir a ingestão diária de calorias dando preferência ao consumo de alimentos light. A alimentação também é importante para controlar a diabetes na menopausa, pois fica mais difícil controlar o açúcar no sangue nesta fase da vida.

Confira o vídeo da nutricionista Tatiana Zanin para saber o que comer ara aliviar os sintomas e se sentir melhor:

Exercícios na menopausa

A prática regular de exercícios na menopausa ajuda a manter o peso sob controle e a fortalecer os ossos. Alguns exemplos de exercícios indicados para esta fase são: hidroginástica, ioga e Pilates pois eles provocam menor sudorese e favorece o controle da respiração, o que também pode combater o estresse. Para melhorar o humor fazer exercícios no início da manhã sob a luz do sol é o mais indicado.

O indicado é realizar pelo menos 30 minutos de exercícios diariamente pois isto também ajuda a tonificar os músculos, evitando assim a diminuição da massa muscular e a consequente troca por gordura.

Após a menopausa o risco de fraturas nos osso é maior, por isso saiba quando é necessário tomar suplementos de cálcio nessa fase da vida.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em setembro de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • NHS. Menopause: overview. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/menopause/>. Acesso em 29 set 2022
  • NIH. What Is Menopause?. Disponível em: <https://www.nia.nih.gov/health/what-menopause>. Acesso em 29 set 2022
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.

Tuasaude no Youtube

  • MENOPAUSA | Dieta para Aliviar Sintomas

    06:23 | 477187 visualizações