Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Secura vaginal

Na maior parte das vezes a secura vaginal surge apenas depois da menopausa, estando relacionada com a diminuição natural da produção do hormônio estrogênio.

No entanto, essa secura pode acontecer em qualquer idade devido a vários tipos de problema, causando desconforto especialmente durante o contato íntimo.

1. Alterações hormonais

Secura vaginal

Uma das principais causas da secura vaginal é a diminuição da quantidade de estrogênio no organismo, pois esse é o hormônio responsável por manter uma fina camada de líquido lubrificante nas mucosas da vagina, evitando a secura vaginal.

Estas alterações na quantidade de estrogênio geralmente são causadas pela menopausa, mas também podem surgir após o parto, durante a amamentação ou quando se utiliza remédios anti-estrogênio para tratar miomas uterinos ou endometriose.

O que fazer: é aconselhado consultar o ginecologista para avaliar os níveis de estrogênio no organismo e iniciar a reposição desse hormônios com remédios, se necessário e possível.

2. Uso de remédios

Secura vaginal

Alguns medicamentos utilizados para tratar resfriados ou alergias, que contêm anti-histamínicos, assim como os remédios usados no tratamento dos sintomas da asma podem causar ressecamento das mucosas por todo o corpo, incluindo na região genital.

O que fazer: é aconselhado consultar o médico que receitou este tipo de remédios para avaliar a possibilidade de trocar por outro tipo de medicamento.

3. Alergias

Secura vaginal

Os produtos utilizados no banho e na região íntima podem conter substâncias químicas que, embora normalmente não sejam irritantes, podem provocar alergia em algumas pessoas, causando ressecamento e vermelhidão no local. Além disso, o uso de calcinhas com tecidos diferentes do algodão também podem causar esse tipo de irritação, provocando secura vaginal.

O que fazer: no caso de se ter iniciado o uso de um novo produto durante o banho é aconselhado interromper o seu uso e observar se os sintomas melhoram. É ainda aconselhado utilizar calcinhas de algodão durante o dia, pois apresnetam menos risco de provocar irritação.

4. Excesso de ansiedade

Secura vaginal

A ansiedade é um sentimento natural e muito frequente durante várias fases da vida de qualquer pessoa, no entanto, quando essa ansiedade se desenvolve em excesso pode provocar alterações no funcionamento normal do corpo.

Essas alterações muitas vezes provocam uma diminuição da libído e do desejo sexual da mulher, o que pode levar a uma diminuição da produçã ode lubrificante vaginal, causando o ressecamento das mucosas.

O que fazer: nestes casos é recomendado utilizar estratégias que ajudem a lidar com a ansiedade ou consultar um psicólogo para iniciar o tratamento adequado, caso seja necessário. Veja algumas estratégias que podem ajudar a aliviar a ansiedade.

5. Falta de estimulação

Secura vaginal

Nestes casos a secura vaginal surge principalmente durante o contato íntimo e provoca desconforto intenso e até dor. Isto acontece porque a estimulação sexual aumenta a líbido da mulher, melhorando a lubrificação vaginal.

Assim, quando isso não acontece de forma adequada algumas mulheres podem ter mais dificuldade em produzir o lubrificante natural, causando secura.

O que fazer: uma boa estratégia nestes casos consiste em aumentar o tempo de preliminares antes do contato ítnimo e explorar desejos do casal, de forma a aumentar a libído e facilitar a lubrificação vaginal.

Como tratar a secura vaginal

A melhor forma de acabar com a secura vaginal consiste em identificar a causa correta e iniciar o tratamento adequado. Assim, o mais importante é consultar um ginecologista para que ele faça uma avaliação e indique outro médico, se necessário.

Porém, em qualquer caso, pode-se utilizar lubrificantes e hidratantes íntimos para aliviar o desconforto, especialmente durante o contato íntimo. No entanto, esta é uma solução temporária que não resolve o problema, devendo sempre ser avaliado por um médico.

Conheça ainda alguns remédios caseiros que podem ajudar a aumentar a lubrificação vaginal, enquanto espera pela consulta no ginecologista.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...