Como faço para saber se já parei de crescer?

“Olá! Tenho 17 anos e acho que parei de crescer, pois minha altura tem se mantido a mesma. Como faço para saber se já parei de crescer?”

Dr.ª Janyele Sales

Médica de Saúde Familiar

CRM 177392-SP

Dr.ª Janyele Sales
Não tem agenda disponível
Buscar Pediatra perto de você

A forma mais fiável para se saber se a fase de crescimento já terminou é fazendo um exame de idade óssea, que consiste em realizar uma radiografia das mãos e dos punhos. Esse exame pode ser pedido a um pediatra, no caso das crianças, ou um hebiatra, no caso de adolescentes.

Além disso, a avaliação do crescimento também pode ser feita de uma forma mais simples (mas menos fiável), através da velocidade de crescimento ao longo do tempo. Para isso, também é recomendado consultar um pediatra ou hebiatra, para fazer medidas periódicas da altura.

O que pode interferir no crescimento?

Existem diferentes fatores e condições que podem interferir no crescimento. Entre eles estão:

  • Obesidade;
  • Idade de início da puberdade;
  • Alterações hormonais;
  • Deficiências nutricionais;
  • Uso de alguns medicamentos.

É importante ressaltar que mesmo que a criança ou adolescente cresça mais rapidamente devido a algum desse fatores, como no caso da obesidade, não significa que ele será mais alto, pois ele também irá parar de crescer antes.

Fatores genéticos também são muito importantes para a determinação do crescimento e da estatura final. Cerca de 80% da estatura é determinada pela altura dos pais.

60% dos leitores acham este conteúdo útil (5 avaliações nos últimos 12 meses)
  • Iremos publicar sua pergunta de forma anônima.
  • Faça uma pergunta clara, curta e sem incluir dados pessoais.
  • Não peça um diagnóstico ou 2ª opinião sobre tratamentos que já esteja realizando.
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta. O seu email nunca será publicado online.
Marque consulta com um Pediatra perto de você!

Atendemos mais de 150 convênios em 9 estados do Brasil*.

Marcar Consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.