Como calcular a altura provável do meu filho

Revisão médica: Dr.ª Sani Santos Ribeiro
Pediatra e Pneumologista infantil
setembro 2022

A previsão da altura da criança depende de vários fatores, podendo estar relacionada com os genes dos pais, hábitos diários de alimentação, prática de atividade física, horas de sono e situações de saúde, ou seja, presença de alguma condição que pode limitar o crescimento da criança.

Por isso, para calcular a altura estimada da criança pode-se utilizar uma fórmula matemática simples, que leva em consideração a altura da mãe e do pai, além do gênero da criança.

Outra forma de saber a altura que a criança terá na vida adulta, é dobrando a sua altura, por volta dos 2 anos de idade, já que, por volta dos 24-30 meses de idade, é atingida metade da estatura final.

Para facilitar os cálculos, insira os seus dados a seguir e saiba qual será a altura da criança:

Erro
cm
Erro
cm
Erro

É importante ter em mente que os resultados fornecidos pelas fórmulas representam uma estimativa, de forma que na vida adulta a pessoa pode ser mais sou menos alta. Para garantir que o crescimento e desenvolvimento da criança está acontecendo normalmente, é indicado que o pediatra seja consultado periodicamente.

É também importante levar em consideração que essas fórmulas são baseadas apenas na estatura dos pais. Existem fórmulas mais complexas que incluem a medição da altura do joelho ou da perna, por exemplo, cujas medições e cálculos devem ser realizados por um nutricionista ou pediatra e podem ser fornecer resultados mais exatos.

Como calcular a altura manualmente

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatra, a previsão da altura da crianças pode ser feita seguindo a seguinte fórmula:

  • Para meninas: (altura da mãe em centímetros) + (altura do pai em centímetros - 13) /2
  • Para meninos: (altura da mãe em centímetros) + (altura do pai em centímetros + 13) /2

É importante salientar que os resultados correspondem a previsões, não correspondendo necessariamente à realidade. Além disso, os resultados podem ter uma variação de mais ou menos 5 centímetros.

Uma outra forma de saber a altura que a criança terá na vida adulta, é multiplicar por 2 a altura que ela tem aos 2 anos de idade. Por exemplo, se tiver 86 cm aos 2 anos, deve ter 1,72 cm aos 21 anos, que é quando a pessoa deixa de crescer.

Esta estimativa de altura para crianças, é usada por muitos pediatras, sendo conhecida como estatura alvo, mas considera apenas a altura dos pais. Porém, existem outros fatores que podem interferir na altura, como a genética, a alimentação, a saúde, a qualidade do sono, o desenvolvimento e a postura.

O que fazer para criança ser mais alta

Para que a criança possa crescer saudável e ser mais alta, pode-se adotar estratégias simples, como por exemplo:

1. Ter uma alimentação saudável

Todas as vitaminas e minerais são importantes para o crescimento da criança, no entanto, as que estão diretamente relacionadas com esse processo são:

  • Vitamina D, já que aumenta a absorção de cálcio e fósforo no intestino e facilita a entrada desses minerais nos ossos, sendo essenciais para a sua formação;
  • Cálcio, fósforo e magnésio, pois são minerais essenciais para construir e manter os ossos saudáveis;
  • Vitaminas do complexo B, pois regulam diversos processos celulares e metabólicos, incluindo o crescimento, o desenvolvimento e a oxidação, principalmente as vitaminas B6, B8 e B12, que estão principalmente relacionadas com o crescimento e cuja deficiência pode interferir nesse processo.

Por isso, ter uma alimentação saudável e equilibrada, rica em vegetais, verduras, frutas, grãos, cereais, gorduras poli-insaturadas e monoinsaturadas e proteínas, favorece o desenvolvimento e o crescimento das crianças, pois dessa forma o corpo obtém os nutrientes necessários para produzir o hormônio do crescimento.

2. Dormir adequadamente

O hormônio do crescimento é liberado durante o sono e, por isso, ter boas noites de sono podem favorecer o crescimento. Veja quantas horas é recomendado dormir por dia.

3. Praticar atividade física

Fazer com que a criança pratique atividade física também pode ser útil para que ela tenha músculos e ossos mais fortes, além de uma boa postura corporal, o que também influencia o seu crescimento.

Quando é que a baixa estatura é um problema de saúde

Se o pediatra verificar que a criança está tendo uma restrição de crescimento, possui nanismo ou alguma outra síndrome que tenha como característica a baixa estatura, pode ser recomendado fazer um tratamento com o hormônio do crescimento (GH), que é administrado em forma de injeção, 1 vez por dia.

Saiba mais sobre os efeitos do hormônio do crescimento.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em setembro de 2022. Revisão médica por Dr.ª Sani Santos Ribeiro - Pediatra e Pneumologista infantil, em fevereiro de 2022.

Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA - DEPARTAMENTO CIENTÍFICO DE ENDOCRINOLOGIA. Crescimento. 2016. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/2016/09/CrescimentoVe8.pdf>. Acesso em 28 out 2021
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Crescimento. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/especiais/pediatria-para-familias/desenvolvimento/crescimento/>. Acesso em 28 out 2021
Mostrar bibliografia completa
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. DEPARTAMENTO CIENTÍFICO DE ENDOCRINOLOGIA Crescimento. 2016. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/2016/09/CrescimentoVe8.pdf>. Acesso em 28 abr 2020
  • JANELA ABERTA FAMÍLIA. Desenvolvimento Estaturo-Ponderal da Criança. Disponível em: <https://www.janela-aberta-familia.org/sites/janela-aberta-familia.org/files/publicacoes/desenvolvimento.pdf>. Acesso em 28 abr 2020
Revisão médica:
Dr.ª Sani Santos Ribeiro
Pediatra e Pneumologista infantil
Médica formada pela Universidade Federal do Rio Grande com CRM nº 28364 e especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria.