Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Laringite estridulosa: o que é, sintomas e como é feito o diagnóstico

A laringite estridulosa é uma infecção da laringe, que normalmente acontece em crianças entre 3 meses e 3 anos de idade e cujos sintomas, caso sejam tratados corretamente, duram entre 3 e 7 dias. O sintoma característico da laringite estridulosa é a tosse seca, conhecida como tosse de cachorro, que acontece devido ao aumento da produção de muco e ressecamento, podendo levar à obstrução leve a moderada das vias respiratórias.

Esse tipo de laringite é geralmente consequência de gripes ou resfriados e, por isso, é mais comum de acontecer no final do outono e no inverno. O tratamento é feito de acordo com a recomendação do pediatra e envolve repouso da voz e ingestão de bastante líquido.

Laringite estridulosa: o que é, sintomas e como é feito o diagnóstico

Sintomas da laringite estridulosa

O sintoma mais característico da laringite estridulosa é a tosse seca, popularmente conhecida como tosse de cachorro, que normalmente piora à noite e pode causar vômitos. Outros sintomas são:

  • Rouquidão;
  • Obstrução leve ou moderada das vias respiratórias;
  • Dificuldade em respirar devido ao inchaço da laringe e das cordas vocais.

Esse tipo de laringite normalmente não causa febre, inflamação ou dor e é causada, na maioria das vezes, por contato com vírus, como por exemplo o Parainfluenza, Influenza, Vírus Sincicial respiratório ou Adenovírus.

Mais raramente, a laringite estridulosa pode acontecer devido a alergias respiratórias, resfluxo gastroesofágico ou aumento das adenoides, que é um conjunto de tecido linfático que quando cresce muito pode provocar dificuldades respiratórias. Saiba mais sobre a adenoide.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da laringite estridulosa é feito por um pediatra através da avaliação clínica, descrição dos sintomas e presença de tosse. Pode ser confirmado pelo exame visual das cordas vocais e áreas próximas. Além disso, o médico pode solicitar a realização de uma laringoscopia.

Como tratar

O tratamento da laringite estridulosa normalmente não é feito com o uso de medicamentos, mas sim por meio de nebulização fria, aumento na ingestão de líquidos para libertar o muco preso nas vias respiratórias, descanso da voz o máximo possível e elevação da cabeceira da cama com almofadas.

Os analgésicos só são indicados quando há outras complicações e os antibióticos, caso haja uma infecção bacteriana secundária. Nos casos mais graves, com ameaça de obstrução das vias respiratórias, grande dificuldade em respirar ou pneumonia, a criança pode ser mantida em observação na emergência ou até mesmo, pode necessitar de internamento hospitalar.

Tratamento caseiro 

Um bom tratamento caseiro para laringite estridulosa é juntar algumas gotas de extrato de gengibre numa banheira com água quente para ajudar a soltar as secreções. Após o banho, deve-se envolver a criança numa toalha ou coberta leve e a seguir, deitá-la na cama com a cabeça elevada por duas ou três almofadas. Veja quais são os benefícios do gengibre para a saúde.

Prevenção da laringite estridulosa

A prevenção da laringite estridulosa pode ser feita através da utilização de um vaporizador de água ou umidificador próximo a cabeceira da cama da criança durante várias noites seguidas. Deve-se também evitar respirar fumaças, poeiras ou vapores irritantes, repousar mais, tomar banho de chuveiro com água quente, de forma a produzir vapor e respirá-lo.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...