Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feita a videolaringoscopia e quando é indicada

Fevereiro 2020

A videolaringoscopia é um exame de imagem em que o médico visualiza as estruturas da boca, orofaringe e laringe, sendo indicado para investigar as causas de tosse crônica, rouquidão e dificuldade para engolir, por exemplo.

Esse exame é feito no consultório no otorrinolaringologista, é rápido e simples e pode causar um pequeno desconforto durante a realização do procedimento. Mas apesar disso, a pessoa sai do consultório médico com o resultado em mãos e não precisa ter cuidados específicos após a realização do exame, podendo voltar à sua rotina normal.

Como é feita a videolaringoscopia e quando é indicada

Como é feita a videolaringoscopia

A videolaringoscopia é um exame rápido e simples, feito no próprio consultório médico e não causa dor devido à aplicação de anestesia local em forma de spray, no entanto pode sentir um leve desconforto durante a realização do exame.

Esse exame é feito com um aparelho que possui uma microcâmera acoplada em sua extremidade ligada a uma fonte de luz que é colocado na boca do paciente para sejam visualizadas as estruturas ali presentes. Durante o exame a pessoa deve respirar normalmente e falar apenas quando solicitado pelo médico. A câmera do equipamento capta, registra e amplifica as imagens e o som, que são utilizados pelo médico para realizar o diagnóstico e acompanhar a pessoa durante o tratamento, por exemplo.

Esse exame pode ser feito tanto com a colocação do aparelho na boca ou no nariz, mas isso depende do médico, indicação do exame e do paciente. No caso das crianças, por exemplo, é feito com um equipamento flexível para que a criança não sinta desconforto.

Quando é indicada

A videolaringoscopia é um exame que tem como objetivo visualizar e identificar alterações presentes na cavidade oral, orofaringe e laringe que sejam indicativos de doença ou que não conseguem ser identificadas em um exame normal sem aparelho. Assim, a videolaringoscopia pode ser indicada para investigar:

  • Presença de nódulos nas cordas vocais;
  • Tosse crônica;
  • Rouquidão;
  • Dificuldade para engolir;
  • Refluxo;
  • Alterações que possam ser indicativas de câncer;
  • Causa de dificuldade respiratória em recém-nascidos.

Além disso, o otorrinolaringologista pode indicar a realização desse exame para tabagistas crônicos e pessoas que trabalham com a voz, ou seja, cantores, palestrantes e professores, por exemplo, que podem apresentar alterações nas cordas vocais com mais frequência.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem