Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Infarto Agudo do Miocárdio

O Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), também conhecido como infarto ou ataque cardíaco, corresponde à interrupção da passagem de sangue para o coração, o que provoca a morte das células cardíacas e causa sintomas como dor no peito que pode irradiar para o braço.

A principal causa do infarto é o acúmulo de gordura no interior dos vasos, sendo muitas vezes decorrentes de hábitos não saudáveis, com dieta rica em gordura e colesterol e pobre em frutas e vegetais, além de sedentarismo e fatores genéticos. 

O diagnóstico é feito pelo cardiologista por meio de exames físicos, clínicos e laboratoriais e o tratamento é feito com o objetivo de desobstruir a artéria e melhorar a circulação sanguínea.

Infarto Agudo do Miocárdio

Causas do IAM

A principal causa do infarto agudo do miocárdio é a aterosclerose, que corresponde ao acúmulo de gordura dentro dos vasos sanguíneos, em formas de placas, que podem dificultar a passagem de sangue para o coração e, assim, causar o infarto. Além da aterosclerose, o infarto agudo do miocárdio pode acontecer devido a doenças coronarianas não ateroscleróticas, alterações congênitas e alterações hematológicas, por exemplo. Saiba mais sobre o que pode causar o infarto.

Alguns fatores podem aumentar as chances do infarto, como:

  • Obesidade, tabagismo, sedentarismo, dieta rica em gordura e colesterol e pobre em fibras, frutas e vegetais, sendo esses fatores denominados fatores de risco modificáveis pelo estilo de vida;
  • Idade, raça, gênero masculino e condições genéticas, que são considerados fatores de risco não modificáveis;
  • Dislipidemia e hipertensão, que são fatores modificáveis por drogas, ou seja, que podem ser solucionados por meio do uso de medicamentos.

Para prevenir o infarto, é importante que a pessoa tenha hábitos de vida saudáveis, como praticar exercício físico e alimentar-se corretamente. Veja o que comer para diminuir o colesterol.

Principais sintomas

O sintoma mais característico do infarto agudo do miocárdio é a dor em forma de aperto no coração, no lado esquerdo do peito, que pode ou não estar associada a outros sintomas, como:

  • Tontura;
  • Mal-estar;
  • Enjoo;
  • Suor frio;
  • Palidez;
  • Sensação de peso ou queimor no estômago;
  • Sensação de aperto na garganta;
  • Dor na axila ou no braço esquerdo.

Assim que os primeiros sintomas surgem é importante chamar a o SAMU pois o infarto pode resultar em perda de consciência, já que há diminuição do suprimento sanguíneo para o cérebro. Saiba como identificar o infarto.

Se assistir a algum infarto com perda de consciência, o ideal é que saiba fazer uma massagem cardíaca enquanto espera a chegada do SAMU, pois isso aumenta as chances de sobrevivência da pessoa. Aprenda a fazer uma massagem cardíaca nesse vídeo: 

Diagnóstico do Infarto Agudo do Miocárdio

O diagnostico do IAM é feito por meio de exames físicos, em que o cardiologista analisa todos os sintomas descritos pelo paciente, além do eletrocardiograma, que é um dos principais critérios de diagnóstico do infarto. O eletrocardiograma, também conhecido como ECG, é um exame que tem como objetivo avaliar a atividade elétrica do coração, sendo possível verificar o ritmo e a frequência de batidas do coração. Entenda o que é e como é feito o ECG.

Para diagnosticar o infarto, o médico também pode solicitar exames laboratoriais com o objetivo de detectar a presença de marcadores bioquímicos que têm sua concentração aumentada em situações de infarto. Os marcadores normalmente solicitados são:

  • CK-MB, que é uma proteína encontrada no músculo cardíaco e cuja concentração no sangue aumenta 4 a 8 horas após o infarto e volta ao normal após 48 a 72 horas;
  • Mioglobina, que também está presente no coração, mas tem sua concentração aumentada 1 hora após o infarto e volta aos níveis normais após 24 horas - Saiba mais sobre o exame da mioglobina;
  • Troponina, que é o marcador de infarto mais específico, aumentando 4 a 8 horas após ao infarto e voltando aos níveis normais após cerca de 10 dias - Entenda para que serve o exame da troponina.

Por meio do resultado dos exames de marcadores cardíacos, o cardiologista consegue identificar quando ocorreu o infarto a partir da concentração dos marcadores no sangue.

Como é feito o tratamento

O tratamento inicial para o infarto agudo do miocárdio é a desobstrução do vaso através da angioplastia ou com a cirurgia de confecção de pontes com vasos, como as veias safenas retiradas da perna ou como as artérias mamárias.

Além disso, o paciente necessita tomar medicamentos que diminuem a formação da placas ou tornem o sangue mais fino, a fim de facilitar a sua passagem pelo vaso, como o Ácido Acetil Salicílico (AAS), por exemplo.Saiba mais sobre o tratamento do infarto.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...