Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser a dor no peito

A dor no peito nem sempre é sintoma de angina ou infarto, podendo estar relacionada com problemas respiratórios, excesso de gases, crises de ansiedade ou fadiga muscular, por exemplo. Assim, o mais importante é observar quando a dor surge, qual o seu tipo e se está acompanhada por outros sintomas, como febre ou náuseas, por exemplo.

São poucos os casos em que este tipo de dor está relacionada com problemas nos órgãos do tórax, como coração, pulmões ou estômago, sendo mais frequente em casos de excesso de gases que provocam dor em pontadas no peito que desaparece e volta a surgir.

Porém, deve-se sempre ir ao hospital quando a dor demora mais de 20 minutos para diminuir, especialmente quando surgem outros sintomas como tonturas, suores frios, dificuldade para respirar ou dor de cabeça intensa.

O que pode ser a dor no peito

1. Dor no peito do lado esquerdo

Esta doré um sinal importante de infarto quando é uma dor que irradia para os braços ou quando é constante, demorando mais de 20 minutos para passar. No entanto, também pode ser sinal de problemas no coração, como arritmia ou alteração das valvas, assim como infecção no pulmão, por exemplo.

  • O que fazer: é recomendado procurar um pronto-socorro para despistar o diagnóstico de infarto e fazer exames ao coração que ajudem a identificar se existem problemas cardíacos que precisem de tratamento. Saiba como identificar corretamente os sintomas de infarto.

2. Dor no peito do lado direito

Normalmente surge devido a problemas na vesícula biliar, como cálculos ou inflamação do órgão, e piora com o repouso ou após comer, podendo também estar associada a febre, náuseas, vômitos e falta de apetite. Outra causa comum também é o excesso de gases, que levam ao desenvolvimento de uma dor aguda em forma de pontada na região inferior das costelas.

  • O que fazer: deve-se repousar e descansar, no entanto, caso a dor se mantenha após uma hora deve-se consultar um clínico geral. No caso de se suspeitar de excesso de gases, é aconselhado fazer uma massagem abdominal. Veja uma boa técnica:

3. Dor no peito ao respirar

Geralmente é sintoma de lesão nos músculos ou costelas, pois quando está relacionada com pulmão a dor tende a ser constante e não agrava com a respiração.

  • O que fazer: aplicar compressas quentes na região e, caso a dor demore mais de 2 horas para passar, deve-se consultar um clínico geral.

4. Dor no peito e queimação

A sensação de queimação associada à dor no peito pode ser indicativo de problemas gástricos, como gastrite ou esofagite, especialmente quando existe histórico de úlcera gástrica ou se fica muito tempo sem comer.

  • O que fazer: pode ser tratada com remédios antiácidos, como o Pepsamar, de acordo com as indicações do gastrenterologista.

Além disso, são poucos os casos em que a dor no peito está relacionada com problemas nos órgãos do tórax, como coração, pulmões ou estômago, sendo mais frequente que o paciente apresente excesso de gases que provocam dor em pontadas no peito que desaparece e volta a surgir, podendo ser aliviada com massagem abdominal ou após evacuar.

Quando ir ao médico

É importante procurar ajuda médica quando a dor no peito demora mais de 20 minutos para aliviar, especialmente quando surgem outros sintomas como tonturas, suores frios, dificuldade para respirar ou dor de cabeça intensa.

Porém, em caso de doença cardiovascular, como pressão alta ou insuficiência cardíaca, deve-se tomar os remédios receitados pelo cardiologista e só ir ao hospital caso a dor não passe depois de 30 minutos ou ligar para o médico que o acompanha.

Outras causas de dor no peito

A dor no peito pode ter várias outras causas, como:

  • Alterações da aorta, como a calcificação da aorta;
  • Estenose da válvula aórtica;
  • Problemas cardíacos, como angina ou infarto agudo do miocárdio;
  • Problemas pulmonares, como pneumonia, pneumotórax ou embolia pulmonar;
  • Herpes Zoster, que causa uma inflamação dos nervos do tórax.

Além disso, a ansiedade e o estresse também podem causar dor no meio do peito, mal-estar e dificuldade ao respirar, surgindo quando se está muito ansioso ou numa situação de estresse intenso, sendo recomendado repousar e tomar um chá calmante de camomila, por exemplo.

Uma outra possível causa de dor no peito é a dor muscular, que surge após exercício físico intenso ou acessos de tosse, sendo que nestes casos é importante descansar para aliviar a dor.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...