Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de infarto na mulher e o que fazer

O infarto silencioso na mulher é caracterizado pelo desenvolvimento de um ataque cardíaco, mas sem a presença dos sintomas clássicos, como a presença de uma dor muito forte no peito, em forma de aperto, que surge na região do coração mas que irradia para o braço, maxilar ou estômago.

Dessa forma, muitas mulheres podem estar tendo um infarto cardíaco mas confundí-lo apenas por um problema menos grave, como uma gripe ou até uma má-digestão.

Assim, sempre que a mulher tiver histórico de doenças cardíacas, pressão alta, colesterol alto ou infarto na família, e houver suspeita de infarto é aconselhado ir imediatamente ao pronto-socorro. Além disso, mulheres com maior risco de infarto também dever fazer, pelo menos, uma consulta no cardiogologista por ano, para realizar um check-up da saúde cardíaca.

Confira 12 sinais que podem indicar um problema no coração.

Sintomas de infarto na mulher e o que fazer

Sintomas de infarto na mulher

O principal sintoma de infarto é a dor no peito, no entanto, este sintoma nem sempre está presente nas mulheres. Nestas, o infarto pode se manifestar através de outros sintomas mais leves:

  • Enjoo e mal estar geral;
  • Cansaço excessivo sem causa aparente;
  • Sensação de falta de ar;
  • Desconforto na garganta, como se tivesse algo preso nesta região;
  • Dor ou desconforto no queixo;
  • Batimentos cardíacos irregulares.

Estes sintomas podem surgir sem qualquer esforço físico ou trauma emocional, podendo começar quando a mulher está em repouso e tranquila. Além disso, podem surgir em conjunto ou separados, podendo muitas vezes ser confundios pela mulher por situações mais simples, como uma gripe chegando ou um problema de digestão, por exemplo.

Veja quais os sintomas mais clássicos de infarto, que podem surgir tanto no homem como na mulher.

O que fazer em caso de infarto

O que se deve fazer durante uma possível situação de ataque cardíaco é acalmar a mulher e chamar o SAMU imediatamente, ligando para o número 192, pois, mesmo produzindo sintomas leves, o infarto na mulher também é muito grave e pode matar em menos de 5 minutos. Além disso deve-se:

  • Manter a calma;
  • Afrouxar as roupas;
  • Ficar sentada recostada no sofá, cadeira ou cama.

Se o infarto levar a um desmaio, é importante que se faça uma massagem cardíaca até a ambulância chegar, pois essa atitude pode acabar salvando a vida dessa pessoa. Aprenda como fazer uma massagem cardíaca, assistindo esse video: 

Além disso, se a mulher já tiver tido início de um infarto antes, o cardiologista pode ter recomendado a ingestão de 2 comprimidos de Aspirina em caso de suspeita de infarto, que devem ser dado para a mulher, de forma a facilitar a passagem do sangue para o coração. Veja como é feito o tratamento aqui.

Quem tem maior risco de ter um infarto

O risco de sofrer um infarto feminino é muito maior em mulheres que apresentam um estilo de vida sedentário ou com o consumo excessivo de de alimentos ricos em gordura ou açúcar.

Além disso, permanecer constantemente sob estresse e tomar a pílula anticoncepcional também podem aumentar o risco de ter um infarto. 

Insira seus dados e saiba se tem alto ou baixo risco de desenvolver doenças cardiovasculares:

Erro
cm
Erro
cm
Erro
Imagem que indica que o site está carregando

Dessa forma, todas as mulheres com algum destes fatores de risco devem fazer, pelo menos, uma consulta no cardiologista por ano, especialmente após a menopausa. Para prevenir possíveis complicações, veja mitos e verdades sobre o infarto na mulher.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...