Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feita a gluteoplastia para aumentar o bumbum

A gluteoplastia é o procedimento para aumento do bumbum, como o objetivo de remodelar a região, restaurando o contorno, a forma e o tamanho dos glúteos, com objetivos estéticos ou para corrigir deformidades, por sequelas de acidentes, ou doenças, por exemplo.

Geralmente, a cirurgia é feita com o implante de próteses de silicone, mas outra opção é o enxerto de gordura retirado da lipoaspiração de outro local do corpo, e costuma gerar bons resultados estéticos, com poucas cicatrizes. 

Antes e depois da cirurgiaAntes e depois da cirurgia

Preço da gluteoplastia

Esta cirurgia custa, em média, de R$ 10.000,00 a R$ 15.000,00, dependendo do local e do cirurgião que fará o procedimento.

Como é feita a cirurgia 

A gluteoplastia é feita pelo cirurgião plástico, em centro cirúrgico, e pode ser de 2 formas:

  • Próteses de silicone: o cirurgião irá realizar duas pequenas incisões na parte de cima das nádegas e colocar os implantes de silicone, que são geralmente de formato oval ou redondo. O tamanho da prótese é escolhido pelo paciente, juntamente com o cirurgião plástico, de acordo com os objetivos estéticos e a técnica da cirurgia, mas geralmente contém cerca de 350 ml. As próteses mais modernas são mais seguras, com preenchimento em gel de silicone, capaz de suportar pressões, inclusive quedas. Saiba mais sobre silicone no bumbum: quem pode colocar, riscos e cuidados

  • Enxerto de gordura: a remodelação com enxerto de gordura, também chamada de lipoenxertia, é feita com a introdução de células de gordura nas nádegas, que foram extraídas por lipoaspiração de outra região do corpo, como a barriga e pernas. Por este motivo, é possível combinar na mesma cirurgia, a gluetoplastia com a lipoaspiração, que é a lipoescultura. 

O tempo médio do procedimento varia em torno de 3 a 5 horas, com anestesia que pode ser peri-dural ou geral, necessitando de apenas um dia de internamento. Antes da cirurgia, o médico fará uma avaliação pré-operatória, com exame físico e exames de sangue, para detectar alterações que podem causar risco à cirurgia, como pressão alta, anemia ou risco de sangramentos.

Como é a recuperação

Alguns cuidados que a pessoa deve ter depois da cirurgia são:

  • Tomar os analgésicos e anti-inflamatórios, receitados pelo médico, como diclofenaco e cetoprofeno, para aliviar a dor;
  • Deitar de bruços, ou, se preferir deitar de barriga para cima, apoiar três travesseiros na parte de trás das coxas, para que as nádegas não fiquem completamente apoiadas no colchão, com a cabeceira da cama elevada 30 graus;
  • Evitar sentar durante 2 semanas;
  • Evitar se esforçar nos primeiros dias, iniciando exercícios com caminhadas longas após 30 dias, e outras atividades físicas mais intensas após 6 semanas. 

Os resultados começam a ser vistos após a segunda semana da operação, pois o inchaço local diminui, mas, no entanto, os resultados definitivos só são considerados após 18 meses do procedimento e, em alguns casos, podem ser necessárias cirurgias de retoque. 

O cirurgião plástico fará o acompanhamento após a cirurgia, e a troca das próteses só são necessárias em caso de rupturas, alterações da forma, infecção ou rejeição pelo corpo. 

Mais sobre este assunto:
Carregando
...